Início » Brasil » 123 Importados: grupo que aplicava golpe em loja online é detido em SP

123 Importados: grupo que aplicava golpe em loja online é detido em SP

123 Importados prometia preços muito baratos e não entregava produtos; loja online pode ter causado prejuízo de R$ 50 milhões

Felipe Ventura Por

A Polícia Civil de São Paulo realizou nesta terça-feira (30) oito mandados de prisão temporária e dez ordens de busca e apreensão em quatro cidades contra um grupo que aplicava golpes através da 123 Importados. A loja online prometia preços muito abaixo do mercado em produtos como TVs, notebooks e eletrodomésticos, mas não entregava as mercadorias.

123 Importados

Oito integrantes da organização criminosa foram detidos por policiais do Deic (Departamento Estadual de Investigações Criminais); além disso, foram apreendidos veículos como uma SUV Jaguar avaliada em R$ 500 mil. A operação foi realizada nas cidades de São Paulo, Mauá, Guarulhos e Jaú.

No ano passado, alguns integrantes desse grupo foram detidos por lavagem de dinheiro obtido via empresas fantasmas. Então, no início de 2020, surgiu a 123 Importados: segundo a polícia, esta era uma forma de “aplicar golpes financeiros através da venda de produtos eletroeletrônicos com preços abaixo do mercado”.

A loja estava associada à empresa Online Intermediações Ltda, com CNPJ aberto em janeiro deste ano. Apesar de ter capital inicial de apenas R$ 1 mil, ela veiculou anúncios em horários de grande audiência na TV aberta, em canais como SBT, Band e Rede TV. E segundo o advogado Flávio Tasinaffo, colunista do UOL, o sócio titular foi condenado por tráfico de drogas em 2009.

Em abril, o Reclame Aqui mencionou um dos muitos casos suspeitos: uma smart TV 4K de 50 polegadas da Samsung estava custando R$ 999,90 na 123 Importados, quando seu preço de mercado ficava entre R$ 1.500 e R$ 1.800. Pouco tempo depois, Samsung e Sony esclareceram que não tinham relação comercial com a loja.

Era praticamente impossível recuperar o dinheiro porque não havia outra opção de pagamento além do boleto, que não tem a proteção do chargeback oferecida por cartões de crédito. Além disso, o prazo de entrega era enorme, girando de 30 a 45 dias e podendo se estender até 90 dias — “tempo suficiente para que os suspeitos fugissem”, diz a polícia.

SUV Jaguar foi apreendida durante operação policial:

SUV Jaguar

Foto: Divulgação/Deic

123 Importados pode causar prejuízo de R$ 50 milhões

No Reclame Aqui, a 123 Importados tem mais de 6 mil queixas. Os clientes denunciavam a falta de atendimento por e-mail e telefone; cobravam o código de rastreio de mercadoria; pediam reembolso e cancelamento de compras; e alertavam que a empresa tinha endereço inexistente.

A maioria das reclamações foi respondida com o mesmo texto: “o cliente não sai no prejuízo, somos uma empresa idônea, e garantimos 100% das nossas entregas, caso opte em continuar com a compra, receberá seu produto, e se desejar cancelar a compra, também receberá o seu estorno”.

A 123 Importados parou de responder depois que seus integrantes foram presos; e o site saiu do ar. Mauricio Vargas, CEO do Reclame Aqui, estima que o golpe possa lesar os consumidores em R$ 50 milhões.

Com informações: Secretaria da Segurança Pública, G1.

Comentários da Comunidade

Participe da discussão
20 usuários participando

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Júlio César (@Potrinho)

Eu pensei “puts, como que alguém confia num trem assim?!”, mas os caras lançaram propaganda em canal aberto, que isso.

JulioCampos (@juliocesar)

Não conhecia esse site mas saber que tinha propagandas em canais de TV me deixou surpreso e preocupado. Pra muitas pessoas humildes e/ou leigas em e-commerce, se tal comercial está ‘no SBT’ é sinal de confiança. Cara de pau enorme desses golpistas.

² (@centauro)

Loja oferecendo só boleto e transferência/depósito em conta como formas de pagamento é um grande indício de golpe.

Se a loja for nova e a compra for inevitável, o melhor é optar por pagamento por cartão de crédito, que pelo menos tem uma camada extra de proteção.

Alex (@wuhkuh)

É de se acreditar que as pessoas caíram porque passou na TV, agora precisam aprender que se não tiver cartão de credito, PagSeguro/Mercado Pago e Paypal, não compre, boleto é certo que vai dar merda se não for em uma loja conhecida desde sempre

Matt (@hadtohear)

Infelizmente a única que parece ter um crivo antes de veicular é a Globo. De resto é pagou veiculou

João M. (@RonDamon)

Na vdd só não saiu lá por falta de dinheiro mesmo, deve ser caríssimo botar propaganda lá.

@doorspaulo

Parece até um tipo de imposto sobre a burrice…

@RODRIGO

Boa @centauro! Se a loja oferece exclusivamente pagamento via boleto, melhor bater o pezinho e fugir desconfiado — pode ser ou não golpe, mas, deixa um grande indício estelionatário! Fica como grande suspeita! Seu comentário fora completamente pertinente!!

Felipe (@fefernoli)

Lembro que no início do ano alguém veio me perguntar sobre essa loja, eu disse que nunca tinha ouvido falar e que o preço estava muito abaixo do normal e acabou não comprando lá. Pessoas leigas devem cair muito nesses golpes, ainda mais em algo mais elaborado como esse que até teve propaganda em TV aberta.

André Noia (@Andre_Noia)

E pensar que os canais que estavam vinculando essas propagandas poderiam ter interrompido os anúncios e diminuído o prejuízo. Só que ética empresarial passa longe nesses casos.

Marcelo (@Marcelo3M)

Eu via mesmo os anúncios nos canais abertos e sempre desconfiei que era fraude, os preços eram muito baixos. Pena que conseguiram pegar o povo sem informação.

imhotep (@imhotep)

Esse é o famoso pega trouxa.
Sabem que brasileiro adora um desconto, não pensa nos riscos e acaba entrando nessas…

Bruno Aveiro (@Bruno_Aveiro)

Lembrei da Neon Eletro que vendia iPhone pela metade do preço.
Mesma estratégia. Pagamento por boleto, veiculação de propaganda no sbt, band, rede tv e até no site do uol.
Tem uma matéria muito boa aqui no Tecnoblog sobre a forma que eles agiam.

 • 令和 • Ward'z de Souza 🇯🇵🎌🦊🔥 - Risonho e Límpido (@Wardz_de_souzA)

Quem viveu a época do Neon Eletro, notou na hora o problema.

Faziam propagandas nos intervalos e até merchan dentro dos programs de TV.

Na época eu passei o fio pro Celso Portiolli e pro Leon Abravanel e o SBT parou com tudo na mesma semana.

Um tempo depois estourou a fraude da Neon Eletro.

Eu (@Keaton)

Pior que o Facebook também tá cheio desses golpes… hoje mesmo minha mãe me chamou pra ver se compensava um Xiaomi Note 8 por 399…

Exibir mais comentários