Início » Telecomunicações » TIM remove chamadas ilimitadas via WhatsApp de todos os planos

TIM remove chamadas ilimitadas via WhatsApp de todos os planos

TIM altera regulamentos e deixa dúvidas sobre uso ilimitado de WhatsApp e redes sociais; TIM Beta não terá reajuste por enquanto

Lucas Braga Por

A TIM anunciou mudanças nos regulamentos e passará a cobrar pelos dados trafegados em chamadas de voz e vídeo do WhatsApp. A medida afeta clientes dos planos pré-pago TIM Pré Top e TIM Beta, TIM Controle e o pós-pago TIM Black, e passa a valer a partir de 31 de julho de 2020. As alterações no documento também trazem dúvidas sobre o acesso gratuito às redes sociais Facebook, Twitter, Instagram e Telegram.

Loja da TIM Brasil

A operadora comunicou sua base de clientes com o seguinte SMS: “a partir de 31/07, a condição promocional de uso dos aplicativos de mensagens do seu plano terá alterações. Saiba mais no regulamento”, com o link informando as regras vigentes do serviço.

O regulamento diz: “a partir do dia 31/07/2020 a funcionalidade de chamadas de voz (VoIP) e vídeo para o WhatsApp irá implicar em desconto do pacote de internet”. As funcionalidades de mensagens (incluindo áudio, vídeo, textos e fotos) continuam não consumindo a franquia principal. Sendo assim, quem efetuar ligações de voz ou vídeo utilizando o aplicativo terá os dados descontados do pacote contratado.

Versão anterior e atual do regulamento dos planos da TIM

Versão anterior e atual do regulamento dos planos da TIM

TIM Beta não aumentará o preço (por enquanto)

O regulamento atualizado do TIM Beta também trouxe aumento para o pacote mensal, que passa para R$ 60,00. A mudança de preço era prevista desde fevereiro, quando foi anunciada aos clientes. No entanto, a operadora recuou e continuou cobrando R$ 55,00 pelo serviço.

No entanto, a TIM informou ao Tecnoblog que o TIM Beta Mensal não terá reajustes, ao menos por enquanto, e que os clientes serão informados quando houver alteração nos preços.

Outras redes sociais continuam

Regulamentos de serviços de telecomunicações já são confusos, mas a TIM conseguiu colocar uma camada extra de dificuldade: o documento diz que os dados do WhatsApp (exceto ligações) continuam sem descontar da franquia até 10 de agosto de 2020 em caráter promocional, e que após o período a utilização passa a consumir do pacote do cliente.

O mesmo texto aparece para redes sociais nos planos TIM Controle e TIM Black. O documento aponta o mesmo caráter promocional para Facebook, Instagram, Twitter e Telegram, com cobrança dos dados a partir de agosto:

O Tecnoblog entrou em contato com a TIM, e a empresa informou que as mudanças só ocorrem nas chamadas do Facebook Messenger e no WhatsApp. A operadora garantiu que não irá remover o acesso ilimitado para as demais redes sociais:

A empresa informa que começou a comunicar seus clientes de diferentes segmentos, seguindo o prazo regulamentar sobre mudanças no uso dos aplicativos de mensagem inclusos promocionalmente nas ofertas, conforme descrito no regulamento das mesmas.

A partir de 31 de julho, as chamada de voz e vídeo realizadas por meio do WhatsApp e Messenger passarão a ter seu tráfego de dados descontado dos pacotes de internet de cada plano.

O envio de mensagens de texto, fotos, vídeos e áudios nesses, e nos demais aplicativos, segue ilimitado e os planos oferecem ainda ligações ilimitadas locais e DDD (com uso do código 41) para números de qualquer operadora do Brasil.

Comentários da Comunidade

Participe da discussão
24 usuários participando

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

José Augusto 🏳️‍🌈 (@21_joseaugusto)

Nossa que retrocesso.
A Tim já deixou de ser atraente pra mim faz tempo. Portei o meu beta de 10 anos pra claro e não me arrependo.

Jefferson Rodrigues (@Jefferson_Rodrigues)

Na verdade, o Facebook perdeu o acesso ilimitado para lives (fazer e assistir), stories e vídeos. Só é ilimitado textos e imagens. Ficou uma bosta! Capture+_2020-07-02-12-25-011149×223 109 KB

Jefferson Rodrigues (@Jefferson_Rodrigues)

O que levou a operadora tomar essa medida? Será que a rede não estava suportando? Quem ganha é a Claro, que oferta apps ilimitados.

Jefferson Rodrigues (@Jefferson_Rodrigues)

Eu cancelei o meu, meses atrás.

imhotep (@imhotep)

Só rio aqui…a Tim nunca decepciona!

Ecliptor (@ecliptor)

E vai deixar de lucrar mais, em plena pandemia? Obviamente não. A TIM tá cada vez mais parecida com a Vivo…

LekyChan (@LekyChan)

vamos ver até quando.

Gustavo (@gusta)

Isso se as demais não seguirem pelo mesmo caminho né?

² (@centauro)

Bom, então negócio vai ser ficar trocando mensagem de audio ao invés de fazer ligação.

João Almeida (@Joao_Almeida)

Felizmente mudei pra claro e o plano tá ótimo

Alexandre Mendes (@Alemendess)

As ligações deixarão sim de ser ilimitadas. 4. DISPOSIÇÕES “ESPECÍFICAS DAS MECÃNICAS DA OFERTA: 4.1. Pacote de Minutos Promocionalmente, até 10/08/2020, os Clientes da Oferta TIM CONTROLE B Plus 2.0 terão direito a ligações locais e de longa distância nacional, usando o código 41, originadas para números de operadoras móveis (SMP) e fixas (STFC) sem restrição de minutos. As ligações para as operadoras SME serão cobradas em R$0,25/minuto.
Após período promocional, o Cliente terá o pacote de 500 minutos para qualquer operadora SMP e STFC, em ligações locais de longa distância nacional com o 41. Em casos de ligações excedentes ao pacote de 500 minutos será cobrado o preço de R$0,50 (cinquenta centavos) por minuto nas ligações para números móveis e fixos de qualquer operadora em ligações locais e longa distância nacional com o código 41.
Ou o Cliente poderá ainda contratar o pacote de minutos sem restrição, de forma avulsa, pelo valor mensal de R$29,90.”. Ou seja,vai perder clientes.

André Cardoso (@andre)

Dois amigos pediram dicas de planos pra mim ontem pois os planos que eles tinham na Tim quase iam dobrar de valor a partir de agosto, um deles usa um controle que custava 65 e vai para 99, pra oferecer 5GB de dados. A Tim parece estar cobrando agora todo o investimento que disseram que foi feito na rede, pra quem quer pagar mais barato a alternativa é a Claro mesmo.

Alex (@wuhkuh)

E vamos de Claro!

Mickey Sigrist (@Mickey)

Se não mencionaram em nada é porque, muito provavelmente, não sofrerá alterações.

Exibir mais comentários