Início » Finanças » Nubank lança proposta de open banking com autorregulação

Nubank lança proposta de open banking com autorregulação

Em documento, Nubank propõe autorregulação para que open banking no Brasil não fique centrado somente em grandes bancos

Emerson Alecrim Por

Não havendo atrasos ou intercorrências, o Banco Central deverá colocar o open banking para funcionar no Brasil até o segundo semestre de 2021. Mas algumas fintechs temem que o novo sistema atenda prioritariamente aos interesses dos grandes bancos. É por isso que, nesta segunda-feira (6), o Nubank apresentou uma proposta de autorregulação para o open banking.

Basicamente, o open banking consiste em um sistema que descentraliza as informações financeiras detidas por grandes operadoras, como os bancos tradicionais, para permitir que o cliente escolha que solução usar e tenha mais controle sobre seus próprios dados bancários. Assim, é possível integrar uma conta corrente a serviços de fintechs, por exemplo.

Nubank

O problema é que, se houver um excesso de controle sobre o open banking no Brasil, por assim dizer, as diversas possibilidades de integração de serviços financeiros proporcionadas pelo sistema serão reduzidas. Esse cenário vai contra uma das principais promessas do open banking: o aumento da competitividade.

Em um documento com 46 páginas (PDF), o Nubank propõe um modelo de autorregulação baseado em cinco princípios básicos:

  • Segurança das comunicações;
  • Mais controle pelo usuário sobre seus dados financeiros;
  • APIs eficientes para garantir a comunicação entre serviços;
  • Integração facilitada entre diferentes serviços;
  • Flexibilidade para que os participantes do sistema possam criar produtos depois que o sistema entrar em operação.

Basicamente, o que a empresa propõe é que esses fatores sejam levados em consideração desde o início da implementação para permitir que, no Brasil, o open banking seja seguro, tenha baixo custo operacional e ofereça condições para que o ambiente seja realmente competitivo.

Que fique claro, no entanto, que o documento apresentado pelo Nubank é apenas uma proposta. Por ora, a adoção do open banking no Brasil permanece dentro do cronograma anunciado pelo Banco Central em maio: a de iniciar o processo regulatório em novembro de 2020 e finalizá-lo em outubro de 2021.

Comentários da Comunidade

Participe da discussão
1 usuário participando

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação