Início » Computador » Thunderbolt 4 terá 40 Gb/s de velocidade e suporte a 8K

Thunderbolt 4 terá 40 Gb/s de velocidade e suporte a 8K

Anunciado pela Intel, Thunderbolt 4 mantém taxa de 40 Gb/s, mas suporta duas telas 4K ou uma 8K, além de cabos maiores

Emerson Alecrim Por

É oficial: o Thunderbolt 4 está a caminho. A Intel comentou sobre a tecnologia na CES 2020 e, nesta quarta-feira (8), a anunciou oficialmente. Porém, não espere por um ganho de velocidade na transferência de dados. A nova versão mantém a taxa máxima de 40 Gb/s (gigabits por segundo) que caracteriza o Thunderbolt 3.

Thunderbolt 4

O que há de novo, então? Podemos dizer que o Thunderbolt 4 é uma versão focada em ganhos funcionais, não necessariamente em desempenho. Em razão disso, talvez numerar a tecnologia com algo como “3.1” soaria mais adequado.

Seja como for, as novidades não são desprezíveis. Começa com uma otimização que permite a uma conexão Thunderbolt 4 suportar duas telas 4K ao mesmo tempo (a versão 3 suporta somente uma) ou uma 8K.

A Intel também destaca que a nova versão é compatível com conectores ou docks com até quatro portas e com cabos de até 2 m de comprimento, sem que haja perda de velocidade na transmissão (coisa que o Thunderbolt 3 não garante). A partir de 2021, a tecnologia deverá suportar cabos com tamanho entre 5 e 50 m.

Outro atrativo é que a taxa de transferência de dados em dispositivos de armazenamento pode chegar a 3.000 MB/s (megabytes por segundo). Isso porque o Thunderbolt 4 trabalha com o PCI Express em 32 Gb/s (o que sugere que a tecnologia é compatível com o PCIe 4.0).

Thunderbolt 4 - suporte

Possibilidade de “acordar” o computador com um toque no mouse ou teclado conectado a um dock Thunderbolt, carregamento do notebook via conexão do tipo (obrigatório em pelo menos uma porta) e proteção Intel VT-d para evitar ataques de acesso direto à memória (DMA) entre as demais características da nova versão.

No mais, nada muda: assim como a versão antecessora, o Thunderbolt 4 é compatível com padrões como USB4 e DisplayPort 2.0 (até porque essas tecnologias são baseadas no Thunderbolt 3) e usa o USB-C como conector.

Disponibilidade do Thunderbolt 4

Não deve demorar muito para os primeiros dispositivos compatíveis com o Thunderbolt 4 serem lançados. De acordo com a Intel, os processadores Tiger Lake (para laptops) serão anunciados até o fim de 2020 e terão entre as suas características a compatibilidade com a tecnologia.

Comentários da Comunidade

Participe da discussão
4 usuários participando

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Henrique Nakade (@Henrique_Nakade)

Uma tendência que deveria estar mais avançada e implementada no mercado são as trocas dos conectores de energia dos notebooks para usb-c, temos alguns poucos modelos, mas com o refinamento dessa tecnologia deveria virar padrão, talvez não vire por ser proprietária se não me engano…

Douglas Knevitz (@Douglas_Knevitz)

A Apple tbm já anunciou que seus Apple Silicon tbm vão usar Thunderbolt. Um alívio para diversos profissionais, que já estão familiarizados com o padrão.

Mateus B. Cassiano (@mbc07)

O padrão não é mais proprietário, mas ainda esbarra em limitações técnicas. A versão atual do USB-PD consegue fornecer no máximo 100W, bastante para modelos básicos e intermediários mas que não é suficiente para notebooks mais “parrudos”, que ultrapassam facilmente essa barreira. O Thunderbolt 4 exigir que pelo menos uma das portas USB-C suporte carregamento vai ajudar na padronização, porém (ainda) não substituirá completamente os carregadores tradicionais…