Início » Negócios » PagSeguro planeja plataforma de investimentos para concorrer com XP

PagSeguro planeja plataforma de investimentos para concorrer com XP

O serviço de investimentos serviria como um complemento para o PagBank, conta digital oferecida pelo PagSeguro desde 2019

Victor Hugo Silva Por

Além de maquininhas e conta digital, o Pag Seguro poderá lançar uma plataforma de investimentos. A informação é do Brazil Journal, que ouviu de pessoas próximas ao projeto que existe o interesse em concorrer com corretoras como XP, Genial e Guide. A empresa, inclusive, já estaria montando a sua equipe para oferecer o serviço.

PagBank do PagSeguro

Ainda de acordo com o Brazil Journal, o PagSeguro contratou o head de produtos financeiros da Ágora Investimentos e uma empresa de headhunters para recrutar profissionais com experiência em renda variável e derivativos. Em julho de 2019, a empresa contratou a cofundadora da Pi Investimentos, Ana Carolina Camargo, para ocupar o cargo de head de investimentos e câmbio.

O serviço de investimentos seria a aposta de Luiz Frias, presidente do PagSeguro, para complementar a conta digital da empresa, similar ao Mercado Pago e à NuConta. Lançado em 2019, o PagBank oferece um cartão de crédito pré-pago, cobra R$ 7,50 por saque na rede Banco24Horas e permite transações grátis via TED. O serviço conta ainda com opções de pagar boletos e recarregar celular.

O PagBank também pode ser usado para receber o auxílio emergencial durante a pandemia do novo coronavírus. A Caixa Econômica Federal afirmou em maio que o PagSeguro era uma das principais fintechs indicadas nos cadastros, atrás de Nubank e Banco Inter. Os quatro principais bancos do país — Banco do Brasil, Bradesco, Itaú Unibanco e Santander — concentravam 87% dos pagamentos.

PagSeguro quer comprar Wirecard

Além da plataforma de investimentos, o PagSeguro poderá ampliar sua rede de maquininhas com uma aquisição. Segundo o Valor Econômico, a empresa fez proposta de R$ 400 milhões e é a favorita para comprar a operação brasileira da empresa alemã de pagamentos Wirecard. Ela foi colocada à venda após um caso de fraude contábil na Alemanha.

O Tecnoblog procurou o PagSeguro para confirmar as informações, mas não obteve resposta até a publicação da matéria. Ela será atualizada caso haja um posicionamento da empresa.

Comentários da Comunidade

Participe da discussão
5 usuários participando

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Tiago Jeronimo (@TiagoJL)

Dolly planeja novo refrigerante para competir com Coca-Cola.

Igor (@Spetto)

O PagSeguro, onde ano passado tive minha conta invadida (e acredito não ter sido vazamento de senha) e um sujeito comprou mais de R$ 100 em créditos de um jogo chinês com um cartão de terceiros, provavelmente roubado. Por sorte eu não tinha qualquer cartão cadastrado, se não tinha me ferrado também. Desde então não penso em voltar, já que foi uma dor de cabeça de quase dois meses para trocar a senha e encerrar a conta. Infelizmente, acho que o dono do cartão usado na compra ficou no prejuízo, pois lembro que a própria empresa tinha dito que talvez não seria capaz de cancelar a compra. Aos corajosos, boa sorte!

Isaquiel M. (@isaquiel)

Sempre comento quando tem notícia do pagseguro que a segurança deles é o mesmo que trancar o portão com papel higiênico. Não exige nada. Se a pessoa tiver algo lá pra levar é dois toque.

@ksio89

Boa sorte aos corajosos

Tiago Jeronimo (@TiagoJL)

Também tive minha conta invadida há duas semanas (não foi vazamento de senha) e pra minha sorte não tinha número de cartão guardado na conta, resultado: Alguém pegou outro cartão e comprou caixas de whisky no valor de 2,7k. Sorte que recebi um e-mail na mesma hora e alertei o pagseguro.

Obs: Ainda não foi resolvido.