Se o mercado de telecomunicações anda movimentado no país, a Telefônica é a companhia que mais tem a comemorar. De uma tacada só, ela conseguiu tirar os portugueses da PT Telecom da participação acionário da Vivo e, de quebra, tornou-se controladora da empresa de celular.

O próximo passo é integrar as companhias.

Embora a Anatel ainda não tenha aprovado o negócio multibilionário, não restam mais dúvidas de que a agência governamental dará sua autorização para que a Telefônica esteja na Vivo. E como a empresa já é acionista da Vivo, tudo fica mais simples, pois haverá apenas uma ampliação de sua participação societária. Com isso, a maior empresa de telecomunicações do país passará a ser a combinação da Telefônica com a Vivo, já a partir de outubro de 2010.

Bia Kunze | Vai e vem no comando das operadoras: quem ganha e quem perde

Partindo para as especulações, não podemos descartar que a Telefônica aproveite sua mudança de nome nos próximos anos para assumir, sob o guarda-chuva Movistar, os serviços de telefonia fixa e banda larga (atualmente na Telefônica), telefonia celular e banda larga móvel (atualmente na Vivo) e televisão por assinatura (TVA).

Lembra alguma coisa? Na última década, a Telemar criou a operadora de celular Oi. Mais tarde, a própria Telemar passou a se chamar Oi. Com a compra da Brasil Telecom, tudo ficou concentrado nessa nova marca, inclusive o serviço de banda larga (Oi Velox). Os espanhóis parecem optar por caminho similar.

Com informações: Estadão.

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Tiago_bergamini
Com essa fusão a Anatel deverá pegar pesado com uma rígida regulamentação em vista de investimentos nas redes de telefonia fixa e móvel do Brasil, pois a telefônica por ser uma empresa Espanhola, tem como principal previsão lucrar a todo custo e investir o mínimo possível para dar continuidade ao sistema existente e assim tem acontecido desde o descobrimento. Nos próximos meses a inclusão da empresa VIVO aos cuidados da diretoria telefônica terá de ser muito ágil e eficaz em sua gestão. A população esta vendo que o mercado não se baseia somente nessas duas empresas, pois a concorrência esta extremamente forte e agressiva em matéria de valores, serviços, atendimento e tecnologia. Acreditamos que este investimento bilionário só será rentável a Telefônica se for investido não somente na compra da Vivo, mas sim na manutenção da rede e capacitação de seus funcionários, com isso mantendo a soberania no mercado hoje já existente nas duas empresas. Tiago Bergamini. São Paulo 7 de Outubro de 2010.
José
Não sei por que a Vivo foi se juntar com Telefônica, pelo menos A Vivo Empresas atende os seus clientes com respeito.
Kadu
Mas tem Vivo /lalalala
Bruno Gall
Ainda bem que aqui no RJ não tem telefonica /lalalala
Versuri
O que era ruim vai ficar pior!!!
Hernani
Vivo e Telefônica vão se tornar Movistar então ou entendi errado?
Gilberto Lúcio
Ai que gostoso... O povo brasileiro adora penetração anal mesmo =/ Esse tipo de coisa deveria passar pelo crivo do povo... Tipo um referendo...
kylefurtado
KKKKKKKKKKKKKKKKKKKK Eu também.
RaphaelDDL
E enquanto isso, a 'Vivo' em Minas é só nome fictício, pq ainda é considerada Telemig Celular e continua uma porcaria em relação à promoções.
fabforte
Só vão mudar os nomes, vai ficar a mesma (complete com o seu palavrão favorito)!
Rogerio RK
o que mais me preocupa é a questão sobre concorrência e assim melhoria dos preços ao consumidor e da qualidade também.
Alexandre
Vamos aguardar um pouco e ver o que vira, pois a marca Telefonica tem tanta "penetracao" quanto a marca Vivo. Nao sei quanto a vivo mas o nome telefonica remete a um monte de conceitos negativos, a vivo eu nao sei pois nao sou usuarios...
Kadu
Eu também devo ter sido ungico com óleo santo na infância, pois nunca precisei usar os serviços da Telefônica :D
Eduardo Andrade
Só quero ver o que vai acontecer, em vez de melhorar, pode piorar
Felipe
o que aconteceria se a ANATEL nao aprovasse a compra ??
Exibir mais comentários