Início » Brasil » Serpro usará selfies para autorizar embarques em aeroportos

Serpro usará selfies para autorizar embarques em aeroportos

A ferramenta foi desenvolvida pelo Serpro a pedido do Ministério da Infraestrutura e poderá ser implantada ainda este ano

Victor Hugo Silva Por

Uma solução criada pelo Serpro permitirá o embarque em aeroportos sem apresentar documentação em qualquer momento. Batizada de Embarque Seguro, ela usa reconhecimento facial para comparar selfies de passageiros com as fotos armazenadas pelo Denatran (Departamento Nacional de Trânsito). A ferramenta foi criada para o Ministério da Infraestrutura e deverá ser implantada ainda este ano.

Serpro cria embarque por reconhecimento facial em aeroportos (Foto: rawpixel.com/Pexels) (Foto: rawpixel.com/Pexels)

Com a mudança, a responsabilidade de confirmar a identidade de quem está no avião deixaria de ser das companhias aéreas e passaria para o governo federal. O Embarque Seguro deve exigir duas selfies: uma ao ingressar na sala de embarque e outra ao entrar no avião. A ferramenta compara as fotos com as do Denatran, calcula a semelhança entre elas e aponta se a identidade foi confirmada ou não.

De acordo com o Serpro, o objetivo do Embarque Seguro é agilizar a entrada de passageiros nos aviões. A empresa afirma que os aeroportos que adotarem a solução também contarão com dispositivos para pessoas que não têm ou não querem usar o celular também consigam fazer as selfies.

O cartão de embarque terá mudanças que permitirão a validação mesmo em caso de queda de energia ou de internet no aeroporto. Isso será possível com o QR Code Vio, código criado pelo Serpro e que é usado para validar CNH e CRLV.

Ainda segundo o Serpro, a ferramenta permitirá controlar o histórico de viagens de uma pessoa e quem esteve com ela nesses voos. No futuro, ela poderá integrar dados de órgãos como Interpol e Polícia Civil, além de oferecer aos passageiros informações sobre o portão de embarque e o caminho até ele dentro do aeroporto.

O Serpro alega que o uso das imagens armazenadas no Denatran está de acordo com a LGPD (Lei Geral de Proteção de Dados). De acordo com a empresa, essa identificação atende às necessidades de segurança pública e defesa nacional, critérios isentos pela legislação. Além disso, os dados só serão compartilhados após um convênio entre os órgãos envolvidos.

Comentários da Comunidade

Participe da discussão
9 usuários participando

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

imhotep (@imhotep)

“Çei”…

Douglas Knevitz (@Douglas_Knevitz)

Demoraram tanto tempo para fazer isso, poderia ao menos ser algo mais sofisticado que uma selfie. Um reconhecimento facial 3D, seria o mais adequando.

Aliás já está na hora de começar a coleta de dados biométricos faciais. Modelos 3D ajudariam muito na identificação de criminosos, por meio de câmeras com inteligência artificial sempre ativas.

Me espanta a falta de integração de base de dados entre agências do próprio governo.

² (@centauro)

“La garantia soy yo!”

imhotep (@imhotep)

A Gol já oferecia esse recurso faz tempo.

Caleb Enyawbruce (@Enyawbruce)

Ótima notícia!

Tiago Celestino (@tcelestino)

E se eu ñ quiser ter minha face registrada? Sempre dúvido desses recursos de reconhecimento facial e principalmente quando o governo é o incentivador disso.

Felipe Silva (@Felipe_Silva)

Se muda pro meio do mato, único jeito, todos os documentos estão sendo centralizados na base da Serpro.

Quero só ver que maravilha vai ser quando privatizarem a Serpro, larga um monte da dados críticos nas mãos de empresas loucas pra lucrar. Será que vão ser os americanos ou os chineses e controlar esses dados?

² (@centauro)

Relaxa.
Com certeza vão criar uma agência reguladora depois de privatizarem que vai ser totalmente respeitada e vai garantir que a legislação seja seguida com todo o rigor da lei para proteger a segurança e os interesses da população.

Douglas Knevitz (@Douglas_Knevitz)

Vindo do Brasil, parece algo totalmente utópico.

Uriel (@Uriel)

Provavelmente é isso que vão fazer em breve