Início » Carro » Intel vai testar carros autônomos a 130 km/h na Alemanha

Intel vai testar carros autônomos a 130 km/h na Alemanha

Mobileye, divisão de carros autônomos da Intel, recebeu autorização para testes no sistema alemão de rodovias Autobahn

Emerson Alecrim Por

Mobilidade urbana é um assunto que interessa muito à Intel. Prova disso é que, em maio, a companhia comprou a Moovit por US$ 900 milhões. Outra prova surgiu nesta semana: a Mobileye, divisão da Intel focada em tecnologia para carros autônomos, recebeu autorização para testar esse tipo de veículo na Alemanha.

Carro autônomo da Intel / Mobileye

A Mobileye tem sede em Israel e passou a ser controlada pela Intel em 2017, por uma simples razão: a empresa é uma das maiores fornecedoras de sistemas para carros autônomos e assistência ao condutor do mundo. Hoje, as tecnologias da Mobileye estão presentes em mais de 60 milhões de veículos.

Atualmente, a companhia trabalha em dois sistemas autônomos para carros: um inteiramente baseado em câmeras, outro equipado com radar, sistema LiDAR, GPS e afins. Ambos estão em avançado estágio de desenvolvimento, mas chega um momento em que, para lapidar as tecnologias, é necessário realizar testes em condições reais.

É o que a Mobileye vai fazer na Alemanha. A companhia recebeu uma licença para operar seus veículos autônomos em várias vias públicas do país, tanto em áreas urbanas quanto rurais. Os testes poderão ser realizados no sistema de rodovias Autobahn em um limite de velocidade de 130 km/h.

Pista Autobahn são muito visadas para testes de automóveis por oferecerem uma série de condições favoráveis às avaliações, como sinalização clara, permissão para alta velocidade e pavimentação de boa qualidade.

A licença para testes na Alemanha — obtida após os carros da Mobileye passarem por uma rigorosa avaliação de segurança — é uma vitória para a Intel. A Mobileye é uma das primeiras fornecedoras de tecnologia autônoma a receber esse tipo de permissão. Companhias como Volkswagen e BMW já testam esse tipo de sistema em rodovias alemãs, mas elas são montadoras.

Painel, carro autônomo da Intel / Mobileye

Os testes da Mobileye irão começar em breve na região de Munique e depois serão expandidos para outros locais da Alemanha. A companhia também espera ter expandido até o fim de 2020 testes em vias públicas de países como Israel, França e Coréia do Sul.

Entre os planos da Intel para o setor está a atuação da Mobileye no mercado de tecnologias para “robotaxis”, isto é, táxis autônomos. Para a companhia, esse é um mercado que poderá mover, sozinho, US$ 160 bilhões até 2030.

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação