Tecnoblog
Início » Antivírus e Segurança » Twitter diz que hackers tiveram 130 contas como alvo em ataque

Twitter diz que hackers tiveram 130 contas como alvo em ataque

O Twitter indica que uma pequena parte do grupo foi afetado com o tweet que pedia o envio de dinheiro para carteira de bitcoin

O Twitter afirma ter contabilizado 130 contas que, de alguma forma, foram alvos do ataque que induzia seguidores a transferirem dinheiro a uma carteira de bitcoin. A empresa indica que os hackers puderam controlar e publicar em uma pequena parte desse grupo, mas não revela o número exato de usuários que foram afetados.

A plataforma diz não ter encontrado indícios de que hackers tiveram acesso às senhas, mas ainda avalia se isso também vale para outras informações privadas, como mensagens diretas. “Continuamos a avaliar se dados privados relacionados a essas contas foram comprometidos e forneceremos atualizações se determinarmos que isso ocorreu”, afirmou o Twitter na quinta-feira (16).

Após impedir por algumas horas os tweets de contas com selo de verificação — que parecem ter sido os alvos do ataque —, a empresa bloqueou o acesso às contas que tentaram mudar a senha nos últimos 30 dias. “Se a sua conta foi bloqueada, isso não significa necessariamente que temos evidências de que a conta foi comprometida ou acessada”, informou a rede social.

O Twitter também informa que, como precaução após o ataque, algumas pessoas podem não conseguir mudar sua senha neste momento. Além disso, a opção de baixar dados da conta está indisponível para todos na rede social enquanto durarem as investigações sobre o ataque. O FBI também indicou que vai investigar o caso.

Twitter diz que hacker usou ferramenta interna

Segundo o Twitter, um golpe de engenharia social foi usado para acessar ferramentas internas e postar indevidamente em contas populares. “Sabemos que os responsáveis pelo ataque usaram o acesso para tomar o controle de contas de alta visibilidade (incluindo verificadas) e tweetar em seu nome”, disse a empresa, cerca de quatro horas após o primeiro caso.

Entre as contas que foram controladas por terceiros, estão as de empresários Elon Musk e Bill Gates, do ex-presidente americano Barack Obama, do candidato à presidência dos EUA, Joe Biden, do bilionário Warren Buffett e do rapper Kanye West. Até mesmo o perfil da Apple, que, até então, nunca havia publicado um tweet, foi atingido.

Comentários da Comunidade

Participe da discussão

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação