Início » Negócios » Microsoft classifica regras da App Store como anticompetitivas

Microsoft classifica regras da App Store como anticompetitivas

A crítica do presidente da Microsoft se tornou pública dias antes de CEO da Apple, Tim Cook, participar de audiência na Câmara dos EUA

Victor Hugo Silva Por

A Câmara dos Representantes dos Estados Unidos ouviu críticas à Apple vindas do presidente da Microsoft, Brad Smith. Ele afirmou que regras da empresa na App Store são anticompetitivas. A fala aconteceu durante reunião particular com parlamentares há algumas semanas e foi revelada agora pelo The Information.

Apple

Segundo a Bloomberg, que também confirmou a existência da reunião, o executivo foi convidado para compartilhar experiências com o caso antitruste da Microsoft no final da década de 1990. Nessa conversa, ele criticou a política da App Store para aprovar aplicativos e valor da taxa de 30% cobrada pela Apple sobre a receita de desenvolvedores na plataforma.

Em evento público realizado em junho, Smith afirmou que as práticas da empresa são ainda mais anticompetitivas do que as aplicadas no passado pela Microsoft. “Eles impõem requisitos que dizem cada vez mais que existe somente uma maneira de acessar nossa plataforma [App Store], que é passar pela barreira que nós mesmos [Apple] criamos”, afirmou o executivo, na ocasião.

A crítica da Microsoft se torna pública dias antes do CEO da Apple, Tim Cook, se apresentar ao subcomitê antitruste da Câmara dos EUA. Além dele, Jeff Bezos (Amazon), Mark Zuckerberg (Facebook) e Sundar Pichai (Google), aceitaram comparecer em audiência na segunda-feira (27). A Microsoft, por sua vez, não participará da reunião nesta data.

Apple é investigada na União Europeia

A discussão em torno de possíveis práticas anticompetitivas não acontece apenas nos Estados Unidos. Em junho, a União Europeia abriu uma investigação para verificar as práticas da Apple após o Spotify abrir uma queixa antitruste sob a alegação de que a empresa impõe taxas injusta para os desenvolvedores que pretendem usar a App Store.

Segundo a vice-presidente executiva da Comissão Europeia, Margrethe Vestager, a apuração vai verificar se a empresa está cumprindo as regras de concorrência da UE. “Precisamos garantir que as regras da Apple não distorçam a concorrência nos mercados em que ela compete com outros desenvolvedores de aplicativos”, afirmou.

Com informações: Engadget.

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação