Início » Internet » Instagram testa recurso de financiamento coletivo

Instagram testa recurso de financiamento coletivo

Os testes para as campanhas pessoais no Instagram começam agora, mas apenas para algumas contas nos Estados Unidos, Reino Unido e Irlanda

André Fogaça Por

O Instagram começou a testar uma forma de levantar recursos financeiros (dinheiro) em campanhas pessoais. A ferramenta será implementada em poucos países neste momento e poderá coexistir com o adesivo de doação que já está funcionando desde o ano passado, mas não no Brasil.

instagram financiamento coletivo pessoal

As recentes doações para combater a pandemia de COVID-19, junto de pessoas oferecendo ajuda financeira para as manifestações raciais nos Estados Unidos, colaboraram para que o Facebook liberasse o recurso dentro do Instagram – mesmo que em fase de testes. As arrecadações podem ser iniciadas por qualquer usuário da rede social, focando em algumas causas específicas como viagens, voluntariado, esportes, educação, fé e até projetos da comunidade.

O financiamento coletivo então é avaliado pelo Instagram, que tem o papel de decidir se a causa é justa ou não. A campanha, uma vez liberada, tem duração de 30 dias, pode ser estendida por diversas vezes e a única exigência é que a pessoa que está levantando o dinheiro tenha ao menos 18 anos.

O doador pode escolher se quer ou não ter seu nome de usuário publicado, que também poderá ter o nome verdadeiro e até a quantia doada divulgados. A campanha também pode ser pública, ou ficar visível apenas para seguidores em contas que são privadas.

Os testes começam em algumas contas dos Estados Unidos, Reino Unido e Irlanda. O número de pessoas que poderão iniciar o financiamento coletivo aumentará com o passar dos próximos meses, mas ainda não existe previsão sobre a expansão do programa para outros países.

Com informações: Facebook.

Comentários da Comunidade

Participe da discussão
6 usuários participando

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

João Almeida (@Joao_Almeida)

Meu deus, o instagram agora ja tem tanta coisa que já virou o novo facebook (o que era o plano do zuck dado a morte gradual do fb). Ele ja deveria ter percebido que repetir a mesma formula vai levar ao mesmo caminho do outro lá.

A (@ksssskkkks)

levou um tempo pra eu entender que “financiamento coletivo” se refere a crowdfunding. qual o problema em dizer crowdfunding?

André Fogaça (@fogaca)

É a mesma palavra em outro idioma mesmo

A (@ksssskkkks)

é mas quem é que fala “financiamento coletivo”? eu fiquei super confuso até perceber que se tratava de crowdfunding. seria o mesmo que falar “crescente” em vez de “croissant”, por exemplo.

imhotep (@imhotep)

Tecnicamente, o correto é financiamento coletivo, se vc considerar regras de redação. Se tem um similar em português, recomenda-se usar tal versão.
Na ausência deste, ou em casos específicos como nomes próprios, usa-se o original. Apesar de que em Portugal eles traduzem os nomes também.

Croissant a mesma coisa. Acredite: existe a palavra croassã.

Mas a língua é dinâmica. Algumas palavras inglesas já foram inseridas no idioma, como “download”, por exemplo.

² (@centauro)

Algumas palavras são abrasileiradas, como o “croassã”, “xampu”, “randômico” (que nem sei por quê existe, já que temos o “aleatório”) e outros.

“Download” e “upload”, apesar de fazer parte do idioma, eu acho que os termos “oficiais” ainda são “baixar” e “subir”. Assim como “site” é “sítio” em português (apesar de ser pouco usado).

@ksssskkkks “financiamento coletivo” é bem claro o que significa, não? O termo me parece bem auto-explicativo. Outro termo que poderiam ter usado é “vaquinha virtual”, que é basicamente a mesma coisa.

A (@ksssskkkks)

não é assim que línguas funcionam.

imhotep (@imhotep)

Não é assim que redação técnica funciona.

A (@ksssskkkks)

só achei estranho pq nunca ouvi essa palavra antes, e “crowdfunding” é muito mais comum e natural de dizer. tipo, ninguém fala “centro comercial” – todo mundo fala shopping. além disso, não existe isso de “termos oficiais”: não é assim que línguas funcionam.

² (@centauro)

“Termo oficial” se refere aos termos e expressões utilizados em redação técnica ou redação formal.

imhotep (@imhotep)

O tecnoblog não é um post de Facebook ou WhatsApp.
É um portal jornalístico de tecnologia.

Eles seguem um mínimo de regras de redação, ortografia e gramática.

Caso contrário vc veria textos cheios de palavras abreviadas, gírias, etc, sem qualquer controle de qualidade.

A (@ksssskkkks)

um monte de notícia online usa crowdfunding, então…

(exemplos: 1, 2, 3)

² (@centauro)

Assim como um monte usa financiamento coletivo, inclusive portais do governo:
TSE, Fapesp, Usando os dois, 4, 5.

A (@ksssskkkks)

tudo bem usar “financiamento coletivo”. o meu questionamento é que eu nunca ouvi essa palavra antes, e crowdfunding é parece ser mais comum.* além disso, eu dei exemplos pra mostrar que não há nada que impeça de “crowdfunding” de ser usado se quisessem. por fim, se uma página do governo usa ou não não vem ao caso. (é uma falácia chamada apelo a autoridade, e o pior é que o governo não é nem uma autoridade na língua.)

*só ver a quantidade de resultados no google e google news. só que tem q colocar pra ver só páginas em português, senão seria injusto pq “crowdfunding” também é usado em outras línguas

Uriel (@Uriel)

Todo mundo que fala português!

Exibir mais comentários