Início » Negócios » Nvidia pode fazer oferta em breve para comprar ARM

Nvidia pode fazer oferta em breve para comprar ARM

ARM pertence à SoftBank desde 2016, mas grupo estaria cogitando vender empresa; Nvidia é possível interessada

Emerson Alecrim Por

Ao superar a Intel em valor de mercado, a Nvidia passou a ser a empresa de semicondutores mais valiosa dos Estados Unidos. Mas esse feito pode não ser suficiente: nos bastidores do mercado, circulam rumores de que a companhia tem interesse em adquirir a ARM.

ARM

Seria um negócio e tanto para a Nvidia. Hoje, chips baseados na arquitetura ARM estão presentes em uma grande diversidade de dispositivos eletrônicos, como roteadores, fones Bluetooth, painéis de carros e, com grande destaque, celulares e tablets.

Em junho, a Apple confirmou o plano de lançar Macs com processadores baseados em arquitetura ARM e abandonar os modelos da Intel. Isso pode, indiretamente, abrir caminho para chips ARM em PCs. Em outras palavras, a ARM está em alta e o seu futuro é promissor.

Desde 2016, a ARM Holdings é controlada pelo grupo japonês SoftBank, que desembolsou US$ 32 bilhões para fechar o negócio. Porém, de acordo com o Wall Street Journal, a SoftBank vem estudando opções para vender a ARM, parcial ou totalmente.

Há rumores de que, para levar a ideia adiante, a SoftBank teria procurado a Apple, mas esta não possui interesse pelo negócio, por pelo menos uma destas razões: o modelo de licenciamento da ARM seria incompatível com as operações da Apple; a transação poderia causar problemas regulatórios (antitruste) para a Apple.

Para a Nvidia, o negócio faz mais sentido. A aquisição poderia abrir as portas para a atuação da companhia em outros segmentos do setor de semicondutores, expandindo as suas operações para além do seu foco principal: chips gráficos.

Nvidia

Limitações antitruste é que poderiam impor obstáculos, mas há menos chances de que isso ocorra com a Nvidia. Para a Apple é que isso poderia ser um problema, afinal, autoridades regulatórias poderiam considerar a possibilidade de a companhia dificultar o licenciamento da arquitetura ARM a empresas que produzem chips para dispositivos Android, por exemplo.

Que fique claro que, até o momento, nenhum acordo foi firmado. A Nvidia aparece como uma interessada, mas a SoftBank estaria disposta a ouvir outras propostas. É possível que, justamente para evitar complicações regulatórias, o grupo japonês esteja mais suscetível a fechar negócio com uma companhia neutra, isto é, que não atue no ramo de semicondutores.

Com informações: Bloomberg.

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação