Início » Negócios » Telegram critica Apple e diz que regras da App Store prejudicam usuários

Telegram critica Apple e diz que regras da App Store prejudicam usuários

Pavel Durov, criador do Telegram, reclama de censura na App Store, taxa de 30% e atrasos em atualizações

Paulo Higa Por

A Apple e sua loja de aplicativos estão na mira do congresso americano, que marcou uma audiência para quarta-feira (29) com as maiores empresas de tecnologia do país. A Microsoftcriticou a taxa de 30% da App Store, classificando as regras da Apple como anticompetitivas. Agora, é a vez de Pavel Durov, criador do Telegram, se pronunciar publicamente contra a dona do iPhone.

Telegram / iOS

Durov explica que uma atualização do Telegram, com recursos como estatísticas detalhadas para grupos, envio de arquivos de 2 GB e avatares em vídeo, deveria estar disponível para os usuários de iOS há dias, mas a versão ainda não foi aprovada pela Apple. Além disso, o fundador diz que o modelo da App Store leva a censuras, menos aplicativos, mais propagandas e softwares de pior qualidade.

“Alguns conteúdos em apps como o Telegram estão indisponíveis para você porque a Apple censura o que é permitido na App Store, que ela controla totalmente para impor a taxa de 30%. (…) A Apple deveria perceber o quão ridícula é sua tentativa de censurar conteúdo globalmente: imagine um navegador decidindo quais sites você tem permissão para acessar”, diz Durov.

Ele também critica a “ineficiência notória” e os “atrasos na aprovação [de aplicativos] sem motivo aparente”, o que faz as atualizações demorarem “vários dias ou até semanas” para ser distribuídas aos usuários. A comissão da App Store também levaria os desenvolvedores a cobrarem mais caro, gastarem menos dinheiro em melhorias de qualidade e incluírem mais anúncios para equilibrar as contas.

A Apple não se pronunciou sobre o caso. Além de Tim Cook, os CEOs Jeff Bezos (Amazon), Mark Zuckerberg (Facebook) e Sundar Pichai (Google) irão ao congresso americano defender suas empresas e o poder que elas têm de controlar o mercado. A Apple ficará na mira devido às taxas da App Store, enquanto o Facebook, o Google e a Amazon serão questionadas sobre práticas de monopólio e concorrência predatória.

Comentários da Comunidade

Participe da discussão
7 usuários participando

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Rafael César Neves (@rneves)

Aquele conhecido “O sujo falando do mal lavado”. Todos os envolvidos tem contas a prestar.

Mas falando como desenvolvedor dou razão para o pessoal do telegram. As revisões da app store são ineficazes, e só complicam a vida do desenvolvedor.

Quem olha de longe pensa que eles revisam segurança do aplicativo e afins, mas não. Normalmente eles apontam apenas questões subjetivas do aplicativo. Sem falar no fato de serem totalmente arbitrárias ao ponto de uma mesma versão do aplicativo poder ser aprovada por um revisor e reprovada por outro.

Caio Henrique Galli dos Santos (@chgsantos)

A atualização de um app meu foi rejeitado hoje.

O motivo?

Meu texto de what’s new:

Melhorias e correções.

Como a Apple quer que seja meu texto de what’s new:

Melhorias de performance e correção de bugs.

### Guideline 2.3.12 - Performance - Accurate Metadata

We noticed you have included nondescript, temporary, or incomplete information in your app’s “What’s New” text.

Aside from simple bug fixes, security updates, and performance improvements, apps must clearly describe new features and product changes in their “What’s New” text.

Next Steps

To resolve this issue, please revise your app’s “What’s New” text to include clear descriptions of any significant changes, including new features or product changes.

Using a generic statement such as, “We’re always improving our app to bring you the best experience” is not an appropriate use of your app’s “What’s New” text. Instead, you should highlight what has changed within your app, such as new features or significant changes. If your update simply addresses bug fixes, security updates, or performance updates, stating so generically in your app’s “What’s New” text is sufficient. For example, “Bug fixes and performance improvements.”