Início » Negócios » Apple diz que existe alternativa à App Store: o Android

Apple diz que existe alternativa à App Store: o Android

A declaração foi feita pelo CEO da Apple, Tim Cook, durante audiência do Subcomitê Antitruste da Câmara dos Estados Unidos

Victor Hugo Silva Por

Em sua participação na audiência da Câmara dos Representantes dos Estados Unidos, o CEO da Apple, Tim Cook, foi questionado sobre a falta de alternativas para a App Store. O representante Jamie Raskin afirmou que a plataforma tem uma “natureza monopolista”, mas Cook alegou que desenvolvedores e usuários têm alternativas como… o Android.

CEO do Apple, Tim Cook

“Se você é um desenvolvedor, pode criar para Android, Windows, Xbox ou PlayStation. Se você é um cliente e não gosta da configuração e da experiência de curadoria da App Store, pode comprar um Samsung”, afirmou. O executivo não comentou sobre as restrições da Apple para outras lojas de aplicativos de iOS.

O representante Hank Johnson, por sua vez, perguntou se a Apple favorece alguns aplicativos na App Store, o que foi negado por Cook. “Tratamos todos os desenvolvedores da mesma forma. Temos regras abertas e transparentes — é um processo rigoroso. Como nos preocupamos profundamente com privacidade, segurança e qualidade, analisamos todos os aplicativos antes que eles fiquem disponíveis. Mas essas regras se aplicam igualmente a todos”.

O parlamentar tratou ainda de vantagens que teriam sido oferecidas a alguns serviços, como a presença de dois funcionários da Apple para ajudar o Baidu, equivalente do Google na China, com burocracias da App Store. Cook disse não ter conhecimento sobre isso. Questionado sobre e-mails que indicaram uma taxa reduzida para a Amazon Prime na App Store, o executivo afirmou que esse tipo de acordo “está disponível para qualquer um [desenvolvedor] que atenda às condições”.

A audiência também envolveu suspeitas de que a Apple usa dados da App Store para criar seus próprios aplicativos. O representante Joe Neguse destacou que as diretrizes da App Store indicam que cópias de apps são injustas com outros desenvolvedores, mas o Contrato de Desenvolvedor é explícito ao apontar que a Apple tem o direito de lançar produtos com as mesmas funções dos que estão na App Store.

Cook foi questionado sobre uma possível incoerência entre os dois textos, mas afirmou “não estar familiarizado com isso” e prometeu dar uma resposta posteriormente. “Administramos a App Store para ajudar desenvolvedores, não para prejudicá-los. Nós respeitamos a inovação, nossa empresa foi criada com base nisso. Nunca roubaríamos a propriedade intelectual de alguém”.

Apple é investigada na União Europeia

Além dos Estados Unidos, a Apple é alvo de duas investigações na União Europeia. Uma delas envolve a App Store e foi aberta após queixa do Spotify e da Kobo, que questionam a taxa de 30% cobrada pela loja de aplicativos. Elas alegam que o valor obriga outras empresas a aumentarem o preço de suas assinaturas e beneficia serviços como Apple Music e Apple Books.

A segunda investigação se refere ao Apple Pay, único serviço de pagamento que tem acesso ao NFC do iPhone e do Apple Watch. A Comissão Europeia diz estar preocupada com práticas que podem prejudicar a concorrência e reduzir a escolha e a inovação.

Com informações: CNBC.

Comentários da Comunidade

Participe da discussão
24 usuários participando

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação