Início » Saúde » Androids e iPhones recebem alerta de exposição ao coronavírus no Brasil

Androids e iPhones recebem alerta de exposição ao coronavírus no Brasil

Coronavírus-SUS: aplicativo para Android e iPhone ganha suporte para API de notificação de exposição criada por Google e Apple

Paulo Higa Por

O Ministério da Saúde anunciou nesta sexta-feira (31) que atualizou o aplicativo Coronavírus-SUS para incluir o recurso de notificação de exposição de COVID-19. A tecnologia, desenvolvida por Apple e Google, permite que você descubra se teve contato com pessoas que testaram positivo nos últimos 14 dias para a doença causada pelo coronavírus.

Coronavírus-SUS

Como explicamos, a notificação de exposição (ou rastreamento de contato) se baseia no padrão Bluetooth Low Energy, presente na maioria dos celulares. A participação é anônima e voluntária; quem aceitar passará a ter um código de identificação e uma chave de rastreamento únicas. Pelo menos uma vez por dia, seu celular fará o download de uma lista de códigos de pessoas que testaram positivo.

Por meio da tecnologia, é possível saber se você teve contato com alguém infectado pela doença nos últimos 14 dias e tomar as medidas necessárias. O recurso é feito para não expor a identidade dos usuários: nome, número de telefone e localização de GPS não são informados. Segundo o Ministério da Saúde, cerca de 10 milhões de dispositivos móveis Android e iOS já têm a ferramenta instalada.

Ministério da Saúde validará testes de COVID-19

“Na prática, o cidadão com resultado positivo para COVID-19 vai disponibilizar no aplicativo Coronavirus-SUS – de forma voluntária e anônima, a partir de um token (código de números) emitido pelo Ministério da Saúde – a validação do seu exame (PCR ou sorológico) positivo para a doença”, explica o ministério.

Coronavírus - SUS

O Ministério da Saúde fará um “cruzamento entre o exame informado pela pessoa e os registros integrados da plataforma de vigilância (e-SUS Notifica) e da Rede Nacional de Dados em Saúde (RNDS)” para evitar informações falsas reportadas por meio do aplicativo.

Se a API detectar que você teve contato com uma pessoa que testou positivo, o aplicativo enviará uma notificação. “A notificação vai alertar que se trata de uma medida de prevenção e que não necessariamente a pessoa terá a doença, mas que é preciso ficar atenta aos sintomas, como febre, tosse, dor de garganta e/ou coriza, com ou sem falta de ar, e reforçar as medidas de higiene”, diz o ministério. O serviço de saúde deverá ser procurado caso apareçam sintomas.

A API desenvolvida por Apple e Google tem uso restrito por órgãos de saúde. No Brasil, apenas o Ministério da Saúde terá a licença para usar o recurso. Quem é usuário de Android já pode baixar a versão atualizada do Coronavírus-SUS na Play Store; a tecnologia chegará aos usuários de iOS “nos próximos dias”.

Comentários da Comunidade

Participe da discussão
6 usuários participando

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação