Início » Internet » Facebook passa a exibir videoclipes para concorrer com o YouTube

Facebook passa a exibir videoclipes para concorrer com o YouTube

O Facebook anunciou parceria com grandes gravadoras e terá conteúdos exclusivos para concorrer com o YouTube

Darlan Helder Por

Após a conclusão de uma série de acordos, o Facebook confirmou nesta sexta-feira (31) que vai começar a exibir videoclipes em sua plataforma. Para a conclusão do projeto, a empresa fez parceria com grandes gravadoras, como Warner Music Group, Universal Music Group e Sony Music. O anúncio, claro, mira no YouTube, que tem muita influência em clipes musicais.

Os videoclipes publicados poderão ser localizados e assistidos no Facebook Watch. Além disso, as produções estarão visíveis na página oficial dos artistas; os usuários podem reagir e compartilhar o vídeo, ou seja, até aqui, nada muito diferente do que é hoje com outros vídeos postados.

O Facebook entra no setor de forma bem agressiva. Em comunicado, a empresa adianta que, nas próximas semanas, alguns videoclipes já serão disponibilizados no Facebook Watch. Artistas como J. Balvin, Sebastian Yatra, Karol G, Caliber 50 e Alejandro Fernandez devem subir suas novas produções na rede social.

Em parceria com o Facebook, a cantora e influenciadora Lele Pons lançará um clipe ao vivo na plataforma. Sech, cantor de R&B, é outro nome confirmado que irá disponibilizar seu novo videoclipe no Facebook com direito a interação com live e contagem regressiva, antes do lançamento. “Estamos criando novas experiências sociais que são mais do que apenas assistir ao vídeo”, informa o Facebook.

A rede social já tinha autorização para exibir áudios e vídeos curtos de artistas. Com o acordo mais amplo, agora fica viável mostrar imagem e áudio sem restrições. Além das três gravadoras citadas, o Facebook ainda concluiu acordo com a BMG, Kobalt Music Group, Merlin e “outros membros da comunidade musical independente”.

Conforme noticiou a Bloomberg, a publicidade em vídeo costuma ser mais rentável do que outros formatos, e a empresa de Mark Zuckerberg está justamente de olho nesse mercado lucrativo. Ainda é importante notar que, durante a pandemia, o consumo de videoclipes cresceu exponencialmente, lembrou o portal.

Com informações: Facebook e The Verge.

Comentários da Comunidade

Participe da discussão
10 usuários participando

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

² (@centauro)

Vixi, conheço nenhum desses.
É sinal de que estou velho?

Matheus Motta (@Matheus_Motta)

Sinal que tem bom gosto

Raul H. (@raulxgang)

Simkkkkkkkkk. J Balvin e Karol G são alguns dos maiores nomes da música na América Latina. Ambos cantam reggaeton.

Alex (@wuhkuh)

Poderiam começar a olhar pro app também e ao menos tentar alcançar o que a Google consegue com o Youtube nas plataformas, pois é triste o quanto Facebook Watch é bugado na Android TV

João M. (@RonDamon)

Acho o FB tão confuso nos vídeos, parece que tá tudo bagunçado.

anon31878329 (@anon31878329)

E no que o facebook é organizado? A probabilidade desse Watch dar errada é de 99%, até hoje os únicos projetos da empresa que deram certo foram os que ela comprou por pequenas fortunas (WhatsApp e Instagram), tudo que o Facebook já criou entrou para o cemitério.

Mark é o cara mais sortudo da história, pois se dependesse de inovação para ficar rico, estaria lascado.

Queria mesmo era um concorrente para o Youtube feito pela Amazon.

Douglas Knevitz (@Douglas_Knevitz)

E já não tem a Twitch ?

² (@centauro)

Eu diria que o Youtube que é concorrente do Twitch, já que o Twitch sempre teve foco no livestream e o Youtube acabou abraçando essa frente pra competir com o Twitch.

João Almeida (@Joao_Almeida)

A rede social com pior interface, e esse Watch também uma bagunça total, não vinga nunca.

anon31878329 (@anon31878329)

Foco totalmente diferente. Ou tu vai ver programas, clips e demais conteúdos que não sejam live streaming de jogo no Twitch?

O Twitch tem um nicho específico, ao contrário do YouTube que é um serviço mais amplo e, infelizmente, único.

Porém, o Twitch é um exemplo de que a Amazon tem capacidade de concorrer com a Google, pois o Twitch conseguiu deixar o YouTube preocupado e evoluir ferramentários e funções para esse nicho de mercado.

Douglas Knevitz (@Douglas_Knevitz)

Sim, o loop infinito transmite suas lives na twitch. Aos poucos a plataforma tem se diversificado. Começou apenas com jogos, mas vem recebendo cada vez mais público.

anon31878329 (@anon31878329)

Cara, você acabou de responder, o foco do Twitch é live… principalmente de jogos.

Ele não é uma plataforma de vídeos como o YouTube, ele é uma plataforma de live streaming. Pode mudar e começar a competir? Pode! Mas não é o foco atual e nem os planos divulgados para a plataforma.

Eu também posso subir um vídeo no vímeo, ao invés de subir no YouTube, mas o vímeo não tem o objetivo de ser concorrente do YouTube, seu nicho e foco de mercado é outro.

Por isso disse, que, a Amazon deveria entrar na concorrência.

Uriel (@Uriel)

Vejo muita coisa lá! Além de jogos!

anon31878329 (@anon31878329)

Cara, parece que você não entendeu o que eu disse, então vou mostrar como a PRÓPRIA AMAZON define a plataforma:

“O Twitch é a principal plataforma de transmissão ao vivo do mundo para jogadores e coisas que amamos. Assista e converse agora com milhões de outros fãs de todo o mundo.”

Agora vamos ver o que eu escrevi:

Cara, você acabou de responder, o foco do Twitch é live… principalmente de jogos.

Depois reforcei com a frase:

Ele não é uma plataforma de vídeos como o YouTube, ele é uma plataforma de live streaming.

Screenshot_20200802_110506837×132 17.5 KB

Diante disso, o Twitch não é um concorrente direto do Youtube, pois ele tem um nicho especifico, pode mudar um dia? Pode! E é exatamente o que eu gostaria que acontecesse, porém, HOJE, não é o foco da companhia.

Uriel (@Uriel)

Olha esta mudando. Mas ela é uma plataforma ruim para pessoas comuns!
Ela é difícil, meio esquisita e feia > para pessoas comuns.
Pesquisar lá é complicado.

O youtube é o segundo lugar onde mais se pesquisa na internet.

Teria que melhorar muito, mas muito em muita coisa.
Tirando estes probleminhas. Ela é muito melhor que youtube!