Início » Negócios » Microsoft confirma que quer comprar TikTok com aval de Trump

Microsoft confirma que quer comprar TikTok com aval de Trump

Venda seria saída para impedir bloqueio do TikTok nos Estados Unidos; Microsoft confirmou interesse pela plataforma

Emerson Alecrim Por

A essa altura, é provável que você já saiba que o TikTok pode ser banido nos Estados Unidos. Para evitar uma decisão tão drástica, a chinesa ByteDance, empresa responsável pela plataforma, considera vender as operações do serviço. Depois de alguns rumores, a Microsoft reconheceu que pode ser a compradora.

O que é TikTok / Unsplash / Kon Karampelas

O TikTok é um fenômeno global, principalmente entre os jovens. Mas o sucesso da plataforma vem sendo observado de perto pelo governo dos Estados Unidos (e de outros países). O próprio presidente Donald Trump já declarou que vê o aplicativo como um risco à segurança do país. A alegação é a de que o TikTok serve de ferramenta de espionagem para o governo chinês.

Apesar de a ByteDance sempre ter negado as acusações e contratado um CEO americano para apaziguar os ânimos, a administração Trump vem fechando o cerco contra o TikTok. No final de 2019, o aplicativo foi banido pela Marinha dos Estados Unidos, por exemplo. No último fim de semana, Steven Mnuchin, secretário do Tesouro, foi mais longe ao declarar que o serviço deve ser vendido ou bloqueado.

Neste ponto, a Microsoft entra na história. Os rumores de que o TikTok será vendido para evitar o seu bloqueio pelos Estados Unidos ganharam força no final de julho e, no último domingo (2), a companhia reconheceu que o CEO Satya Nadella e o presidente Trump conversaram sobre a Microsoft assumir o controle da plataforma.

Não seria uma compra total. A proposta preliminar determina que a Microsoft assuma as operações do TikTok nos Estados Unidos, Canadá, Austrália e Nova Zelândia. A ByteDance continuaria com um pé no negócio, portanto.

Microsoft

É provável que, mesmo localizada, a presença da Microsoft tenha efeitos sobre o TikTok em escala global, afinal, a companhia terá que revisar a plataforma para que ela se adapte aos requisitos de segurança esperados pelo governo dos Estados Unidos.

As possíveis mudanças incluem adição de mecanismos de privacidade e políticas de transparência para supervisão de segurança pelos governos de diversos países. A Microsoft também se comprometeu a transferir dados de usuários americanos no TikTok para servidores nos Estados Unidos.

Mas a própria companhia alerta: nenhuma decisão foi tomada ainda. As negociações estão em andamento e não existe garantia de que a Microsoft conseguirá, de fato, adquirir as operações do TikTok.

Por causa disso, a empresa informou que não pretende se pronunciar sobre o assunto até que haja algo concreto para ser noticiado. A previsão é a de que as conversas com a ByteDance durem até 15 de setembro.

Com informações: TechCrunch.

Comentários da Comunidade

Participe da discussão
9 usuários participando

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Lucas Carvalho (@Lucas_Carvalho)

Realmente a Microsoft está diferente

João Almeida (@Joao_Almeida)

Não sendo o face, tá ótimo!

Me acabo com esse trump em querer barrar um app por (alega) espionagem, quando o mesmo faz pior kkkk

Bruno (@Unknown)

Ou seja, vão comprar algo, passar meses revisando códigos e o banco de dados até poder distribuir o app de novo pra quando chegar lá ninguém mais lembrar da existência dele.

Que bomba kkkk

Felipe Insfran (@felipous)

So pq o Pedro Henrique Castro quer

RenkinHagane (@RenkinHagane)

Bem que podiam aproveitar e abrir o código do app(Menos o Algoritimo e Sistema anti abuso e spam Sob uma Licença Bem Liberal, seria muito bom e acabaria com esse draminha de espionagem.

Caleb Enyawbruce (@Enyawbruce)

Só resta saber se vão manter mesmo, ou se estão comprando pra matar em pouco tempo, igual já fizeram várias vezes antes…

Eu (@Keaton)

Ah tá po… agora se for ferramenta de espionagem da Microsoft, pode né. :I
Já não basta o Windows 10. hahaha