Início » Aplicativos e Software » Google Play Música será encerrado a partir de setembro

Google Play Música será encerrado a partir de setembro

Google Play Música será descontinuado progressivamente a partir de setembro; usuários devem migrar para YouTube Music

Emerson Alecrim Por

Com a chegada do YouTube Music, manter dois serviços de streaming de áudio não faz sentido para o Google. Não surpreende, portanto, que a companhia tenha tomado uma decisão drástica: o Google Play Música vai ser descontinuado em setembro na Austrália e Nova Zelândia, e a partir de outubro no resto do mundo.

É uma notícia que já esperávamos. Ao anunciar, em maio, a função que permite ao usuário do YouTube Music importar a biblioteca de faixas mantidas no Google Play Música, a companhia deixou claro que este serviço seria encerrado até o fim de 2020.

Embora o Google tenha programado o fim do Play Música para outubro, usuários atuais do serviço terão até dezembro deste ano para transferir seu acervo de músicas baixadas ou particulares para o YouTube Music.

YouTube Music + Google Play Música

A ferramenta anunciada em maio faz isso e um pouco mais: além dos arquivos de áudio armazenados no Google Play Música, o recurso transfere músicas compradas, faixas curtidas, listas de reprodução e a maioria das estações — no YouTube Music, elas foram transformadas em playlists.

Como que para convencer os usuários de que a migração para o YouTube Music vale a pena, o Google anunciou uma série de funcionalidades para a plataforma nos últimos meses, como playlists colaborativas, renovação da interface, nova guia Explorar, integração com o Android TV e função de recomendação de músicas via Google Assistente.

O fim do Google Play Música é acompanhado de uma mudança na Google Play Store: no final de agosto, a loja deverá deixar de vender músicas. Como alternativa, o usuário poderá comprar músicas em outro serviço e armazená-las no YouTube Music.

Vale lembrar que, no Brasil, o YouTube Music custa R$ 16,90 mensais no plano individual ou R$ 25,50 no plano familiar. O serviço também faz parte do YouTube Premium, pacote que custa a partir de R$ 20,90 por mês.

Com informações: Android Police.

Comentários da Comunidade

Participe da discussão
13 usuários participando

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Adriano Garcez (@Adriano_Garcez)

A UI do YouTube Music é um lixo. Os artistas são apresentados como uma lista interminável ao invés de thumbnails postas lado a lado como era no Google Music, que tem uma ótima UI. Por que não apenas copiar o que já existia, colocar algumas novas funcionalidades e mudar o nome? E por que as playlists do YouTube aparecem no serviço? Até parece que eu quero ficar ouvindo os vídeos que salvo…

Não sei por que o Google sempre faz isso: cria um produto pior para substituir o que funcionava muito bem.

imhotep (@imhotep)

Esse YouTube Music é uma grande maçaroca. Não gostei da interface e misturar o próprio sistema de vídeos com ele eu achei redundante.

Luiz Henrique (@Luiz574)

Podia fazer a migração de playlists funcionar de forma decente antes de matar o Play Música, a ferramenta atual some com algumas músicas

Eu (@Keaton)

OBA. MAIS UM BLOATWARE QUE NÃO FUNCIONA E NEM TEM COMO DESINSTALAR. THANKS GOOGLE…

Valeu mesmo google.