Tecnoblog
Início » Aplicativos e Software » Uber Eats exige código PIN para confirmar entrega de alguns pedidos

Uber Eats exige código PIN para confirmar entrega de alguns pedidos

Pedidos de delivery podem exigir código PIN para serem finalizados; alguns entregadores do Uber Eats dão golpe dos 10 minutos

A Uber está informando aos clientes que alguns pedidos do Uber Eats precisarão de um código PIN para serem finalizados: a senha corresponde aos quatro últimos dígitos do seu celular. Esta é uma forma de garantir que o delivery foi realizado de forma correta; no entanto, isso não impede que entregadores mal-intencionados deem o golpe dos 10 minutos que o Tecnoblog revelou na semana passada.

“Para aumentar a segurança e garantir que o seu pedido foi entregue corretamente, alguns pedidos poderão pedir o uso de um PIN para que possam ser finalizados”, explica o Uber Eats em e-mail aos clientes.

O PIN não será exigido em todas as entregas. Quando ele for necessário, o aplicativo vai avisar: “use o código xxxx para confirmar a entrega; informe o código ao entregador parceiro quando ele chegar”.

O entregador só conseguirá finalizar o pedido ao inserir o PIN no aplicativo do celular dele. Esse código é fixo, não muda dependendo do pedido: trata-se dos 4 últimos números do seu celular cadastrado na Uber.

Golpe no Uber Eats deixa clientes sem comida e dinheiro

O código PIN pode ser uma boa medida de segurança, mas não serve para evitar o golpe dos 10 minutos que vem sendo aplicado no Uber Eats. Nele, um entregador mal-intencionado alega que tentou entrar em contato com o cliente mas não conseguiu; assim, o pedido é cancelado depois de 10 minutos e não dá direito a reembolso. O parceiro recebe a remuneração pela entrega e fica com a comida.

Isso é possível devido à forma como o Uber Eats funciona: se o entregador não encontrar o cliente, precisa telefonar para ele e avisar isso no app. No entanto, o parceiro pode ativar o aviso sem ligar para o usuário. Passados 10 minutos, o pedido é cancelado e o dinheiro não pode ser devolvido.

A Uber afirmou ao Tecnoblog que tem medidas de proteção contra fraudes, e que a equipe de suporte pode ser acionada pelo aplicativo para analisar cada caso. “Parceiros que descumprem os Termos de Uso da plataforma (por exemplo, com seguidos cancelamentos injustificados, denúncias de extravio de pedidos ou tentativas de fraude) também estão sujeitos à desativação”, diz a empresa.

E-mail do Uber Eats enviado aos clientes:

Atualizado às 10h15

Comentários da Comunidade

Participe da discussão

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação