Não chegar perto de um cemitério, evitar contato com um gato preto ou ainda negar-se a continuar o caminho se for preciso passar por baixo de uma escada. Essa é a sexta-feira, 13 de agosto, um dia que os supersticiosos tentam evitar a todo custo. Como se isso fosse possível.

E todos nós temos as nossas manias para nos assegurar que nada de ruim vai nos acontecer. O que a gente esquece é que alguns personagens do mundo da tecnologia também precisaram se agarrar às arrudas, figas e pés de coelho em momentos decisivos de suas vidas.

Vamos, pois, à lista de três pessoas do mundo da tecnologia que, em algum momento importante, tiveram um azar fora do comum e se deram mal.

Bill Gates

Eu o conheço, você o conhece. Bill Gates é simplesmente um dos maiores responsáveis pela popularização do computador pessoal. Quando o DOS foi lançado, oferecido de graça aos engravatados da IBM, ajudou a criar uma estratégia de negócios vencedora. Depois veio o Windows, sistema operacional mais vendido e mais usado no mundo até hoje.

No entanto, Bill teve pelo menos um momento de infelicidade. Em várias apresentações e palestras, o executivo – ainda à frente da Microsoft – disse que um dispositivo relativamente pequeno, conectado continuamente com a rede mundial de computadores (!), seria um companheiro perfeito para as pessoas no cotidiano. Pena que a Microsoft não conseguiu desenvolver corretamente essa tecnologia e, dando um azar danado, viu a sua arqui-inimiga Apple anunciar o iPad. Por essa Redmond não esperava.

Steve Jobs

A religião criada pelo iGod está mais do que sacramentada no mundo todo (no Brasil há os macfags para apoiar a empresa mesmo quando ela está claramente errada). Mas nem sempre foi assim. Lá nos anos 1980, o jovem Steve Jobs havia contratado John Sculley, presidente da Pepsi, para dirigir a empresa.

Sculley, malandro que só, não pensou duas vezes: mandou Steve Jobs embora, com apoio do quadro diretor da Apple. Não houve trevo de quatro folhas que fizesse Jobs permanecer na Apple, e o fundador da maça chegou a vender boa parte de suas ações da companhia. A má sorte continuou na NeXT, uma empresa de computadores criada por Jobs que nunca deslanchou.

Nesse período, Steve Jobs só foi feliz ao comprar a Pixar de George Lucas e dedicar-se a ela até que a empresa lançasse o primeiro longa animado em 3D do mundo, Toy Story.

O retorno à Apple foi em 1996, onze anos depois da saída por baixo. Quando Jobs reassumiu a empresa, começou a era de ouro dos Macs, iPhones e iPads, que perdura até os dias de hoje.

Marc Andreessen

Esse nome você provavelmente não conhece, mas já ouviu falar do Netscape. Marc foi o criador do código-fonte do Mosaic, considerado o primeiro navegador de web do mundo que efetivamente permitia uma navegação decente. O engenheiro chamou atenção da mídia lá nos anos 1990, quando trocou o nome do Mosaic para Netscape e lançou uma empresa que pretendia apenas desenvolver o navegador.

Anos depois, veio a oferta pública de ações do Netscape, fazendo de Marc um homem rico. Junto com isso, a internet começava a engatinhar. E é aí que Marc encontrou seu gato preto: Bill Gates enxergava na web um potencial imenso. Então o que ele fez? Mandou que a Microsoft inventasse um navegador próprio.

O Internet Explorer fazia parte do Windows, de modo que os usuários nunca se interessariam em adquirir um software para fazer o que o aplicativo gratuito já fazia. E com isso Marc viu sua fama diminuir, seu império definhar e o Netscape desaparecer.

Sai, capeta!

Esses três personagens ilustram que a falta de sorte às vezes aparece, mas o que importa é saber contornar isso. Bill Gates saiu da MS, mas a empresa segue tentando criar um concorrente para o iPad (sem falar que é a empresa de tecnologia mais lucrativa do mundo). Jobs enfrenta críticas ao modo como a Apple conduz seus negócios, mas é amado por muitos usuários. E Marc conseguiu vender a tecnologia do Netscape para a AOL, então bilionário, capitalizando-se o suficiente para virar investidor em tempo integral.

E você, quem consideraria como uma pessoa azarada do mundo da tecnologia?

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Hernani
Queria ser azarado igual ao Gates ____________________________________ "Uso o IE porque sou obrigado" Grato a Gerência. @horlandi
Alexandre
Sempre tem que respirar e tentar dar a volta por cima. Os 3 foram mais ou menos "pro fundo do poço" e voltaram. Destaque par o Jobs que ainda por cima lutou ou tem lutado contra o cancer.
Kadu
Quem me dera se eu fosse azarado como esses três aí :D
Guto83
...e o fundador da maça chegou a vender boa parte de "duas" ações... Vendeu uma só ? uma e meia ?
Denis
O Jobs kkk tem que agradecer o tio bill por voltar a apple. pois a Microsoft comprou metade das açoes da Apple
Bruno Gall
Concordo xD
kylefurtado
POASKPOSAKPSA. coitados. Mas é como dizem, todos tem seus altos e baixos.
@paulogdm
Por favor, parem de ser discipulos do MAC: "Sculley, malandro que só, não pensou duas vezes: mandou Steve Jobs embora". ELE NÃO FOI MALANDRO,e sim prudente. Como era o primeiro negócio do jovem Steve, ele estava errando nas suas escolhas como DONO (Sócio) da Apple. Contratando Sculley, ele garantiu que o legado de hoje tivesse base administrativa. Sculley, como chefe experiente, estava pasmo com as escolhas de Jobs, mandando-o embora! Foi uma decisão prudente e terrivelmente necessária na época. Parem de idolatrar Jobs ou a Apple! Isso só torna o bom conteúdo ruim!
Tux
Azar, na sua apresentaçãõ feita na universidade de Stanford Jobs não diz que sua saida da Apple naquela época foi um azar, ao contrário, talvez a Apple nem fosse o que é hoje.
Breno Brito
Nada, ficou ótimo, essa cara de menino assustado do tio Bill é a melhor. Tá certo que o Jobs tá parecendo um mendigo aí, mas tudo bem... o efeito foi feito a partir de programas do sistema operacional dele, culpa dele. (:
Juarez Lencioni Maccarini
Gray Powell talvez… :P
Breno Brito
Meu note roda bunitinhuh o SC2, quer trocar? =) de Semi-novo pra semi-novo, mano-a-mano, pau-a-pau (: De brinde deixo os meus jogos onSteam instalados (vc poderá usar em modo offline).
Breno Brito
Quem consideraria como uma pessoa azarada do mundo da tecnologia? Eu, eu não consigo ficar rico =/
Thássius Veloso
É uma conquista e tanto. :)
Rodrigo Sidney
Uma pessoa que considero azarada no mundo da tecnologia sou eu mesmo, que, depois de esperar anos pelo StarCraft 2, não tenho dinheiro para comprar um computador capaz de rodá-lo. Mas eu estou reclamando do que? Eu comprei um carro!!!!
Exibir mais comentários