Início » Internet » Huawei instala 5G em centro de distribuição no interior de SP

Huawei instala 5G em centro de distribuição no interior de SP

A Huawei está usando 5G em linhas de distribuição automatizadas e robôs que gerenciam o armazenamento de materiais no centro logístico

Victor Hugo Silva Por

A Huawei anunciou nesta quinta-feira (6) ter implantado uma rede 5G em seu centro de distribuição em Sorocaba (SP). De acordo com o Teletime, a empresa informou que tem usado a quinta geração de redes móveis para manter linhas de distribuição automatizadas e robôs que gerenciam os materiais armazenados no espaço de 22 mil metros quadrados.

Huawei

O centro de distribuição em Sorocaba possui uma estação Rádio Base (ERB) em 3,5 GHz, autorizada pela Anatel para a realização de testes. Em conferência virtual, o gerente de marketing estratégico da Huawei, Tiago Fontes, explicou que a empresa escolheu o 5G porque a tecnologia é a única que suporta conexões entre as máquinas, que consomem 20 Mbps cada.

A tecnologia já está sendo usada em sete aplicações corporativas no centro logístico. Uma delas é a operação de 12 veículos autoguiados que transportam materiais pelo local. A latência entre aplicação e servidor é de 30 ms. A empresa também utiliza o 5G para o controle de sensores RFID e a conexão de câmeras de segurança.

O TeleSíntese aponta que a Huawei já percebe os resultados pelo uso da tecnologia. O ciclo da produção passou de 17 horas para 7 horas e houve queda de 35% nos erros com envio de material. O Teletime indica que a empresa registrou ganhos de eficiência de 25% com a automatização de processos.

O centro de distribuição da Huawei em Sorocaba foi inaugurado em 2012, mas foi reformulado em fevereiro deste ano com foco na automatização. Há cerca de um ano, a empresa anunciou que, até 2022, construirá uma nova fábrica no estado de São Paulo com investimento de US$ 800 milhões.

Comentários da Comunidade

Participe da discussão
2 usuários participando

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Yago G. Oliveira (@yagogabriell)

Está aí uma prática que eu sinceramente será a mais usada no país. O Brasil é uma situação muito interessante, temos mercado, temos disposição; aqui não existe saturação, muitas pessoas ainda necessitam de certas tecnologias que lá fora é comum. Somos mais de 200 milhões, só precisamos ter empenho e disponibilidade dos que estão com a caneta.
Vamos aguardar.