Início » Aplicativos e Software » NTFS, FAT32 ou exFAT; qual a diferença?

NTFS, FAT32 ou exFAT; qual a diferença?

Saiba quais são os prós e contras dos três principais sistemas de arquivos do Windows: NTFS, FAT32 e exFAT

Diego MeloPor

Um sistema de arquivos é um conjunto de regras e recursos que controlam como os dados são guardados e acessados em um dispositivo de armazenamento. O Windows possui três tipos: NTFS, FAT32 e exFAT. Se você pretende formatar um HD, SSD, pen drive ou cartão SD, é importante saber as vantagens e desvantagens de cada um deles para não perder tempo (ou arquivos) depois.

Qual a diferença entre NTFS, FAT32 e exFAT / Diego Melo / Reprodução

Qual a diferença entre NTFS, FAT32 e exFAT?

As três siglas se referem aos tipos de sistemas de arquivos suportados pelo Windows. Por funcionarem de maneira semelhante, as diferenças entre eles podem ser resumidas entre “prós” e “contras”, como maior rapidez e eficiência no gerenciamento de arquivos, limitações (ou não) para tamanhos de arquivos, maior controle nas permissões de acessos, entre outras.

Em resumo: NTFS é o sistema de arquivos padrão do Windows, mais moderno e indicado para dispositivos de armazenamento não removíveis, como disco rígido (HD) e disco de estado sólido (SSD).

O FAT32 é similar ao NTFS, sendo mais antigo e menos eficiente, porém é o que tem maior compatibilidade com dispositivos removíveis, como pen drives e cartões SD.

Já o exFAT é o “meio termo” entre eles: tem recursos avançados como o NTFS e também é utilizado em dispositivos portáteis, mas não é tão popular quanto o FAT32.

Qual a diferença entre NTFS, FAT32 e exFAT / Diego Melo / Reprodução

NTFS (New Technology File System)

NTFS é o sistema de arquivos padrão do Windows. Foi criado pela Microsoft para resolver as limitações do FAT32, até então o sistema mais utilizado. É mais seguro, tem recursos avançados de recuperação (backup) de arquivos, suporte para discos rígidos maiores, configurações de controle e acesso a arquivos, suporte a criptografia, entre outras vantagens.

As versões mais modernas do Windows só podem ser instaladas em partições NTFS. Se você quiser instalar um segundo disco rígido ou SSD na sua máquina e pretende rodar programas nele, é melhor também formatá-lo como NTFS.

A maior desvantagem do NTFS é a falta de compatibilidade com outros sistemas operacionais. O macOS lê arquivos do NTFS, mas não consegue gravar na partição. A compatibilidade com Linux varia de acordo com a distribuição. Alguns consoles como PlayStation 4 e Xbox 360 também não oferecem suporte ao formato.

Image by Rudy and Peter Skitterians from Pixabay

FAT32 (File Allocation Table 32)

FAT32 é o sistema de arquivos mais antigo dos três. Sua maior vantagem é a compatibilidade: pode ser lido e gravado por qualquer sistema operacional e quase todo dispositivo com uma porta USB; por isso, é considerado como o formato “padrão” para dispositivos de armazenamento móveis, como pen drives e cartões de memória.

Ele é prático, mas possui limitações consideráveis: não suporta partições maiores do que 8TB, não aceita arquivos maiores do que 4GB, não possui regras de acesso e segurança como o NTFS, e geralmente é mais lento para ler e gravar arquivos do que os outros sistemas.

É mais indicado para quem precisa compartilhar arquivos menores entre diferentes dispositivos.

PhotoMix Company / pendrive e cartões de memória / como remover proteção contra gravação

exFAT (Extended File Allocation Table)

O exFAT foi criado para resolver os problemas do FAT32, porém mantendo a alta compatibilidade entre dispositivos. Oferece suporte a arquivos grandes (bem maiores do que 4GB), é mais rápido do que o FAT32, e pode ser lido e gravado nativamente pelo sistema operacional da Apple, enquanto que no Linux basta instalar as extensões corretas.

O exFAT foi pensado para dispositivos flash (pen drives, cartões de memória, SSD, celulares, etc), mas apesar de ser mais compatível do que o NTFS, alguns equipamentos mais antigos podem não reconhecer ou aceitar o formato. Pode ser utilizado em consoles mais modernos como PlayStation 4 e Xbox One, por exemplo, mas não funciona no Xbox 360.

É a melhor opção para HD externo, especialmente se você precisa compartilhar arquivos grandes entre vários dispositivos e sistemas operacionais diferentes.

Pastedo / disco rígido aberto / Pixabay / Minitool Power Data Recovery

Vale lembrar que estes são os três sistemas de arquivos mais utilizados no Windows, criados pela própria Microsoft. Dispositivos Apple têm como padrão outro sistema de arquivos, assim como o Linux. Se você precisa acessar um drive formatado como APFS (da Apple) em um computador com Windows, por exemplo, provavelmente terá que instalar softwares de terceiros.

Com informações: PCWorld, How-To Geek, Partition Wizard

Comentários da Comunidade

Participe da discussão
1 usuário participando