Início » Negócios » Neon registra prejuízo de R$ 105,3 milhões e promete novos produtos

Neon registra prejuízo de R$ 105,3 milhões e promete novos produtos

Prejuízo líquido da Neon Pagamentos cresceu 153% em 2019; fintech teve receita de R$ 23,9 milhões

Paulo Higa Por

O balanço consolidado da Neon em 2019 mostra que a fintech de pagamentos aumentou seu prejuízo líquido: foram R$ 105,3 milhões no vermelho no ano passado, um resultado 153% pior que o registrado em 2018. A empresa, que cresceu quase cinco vezes em faturamento, promete ampliar a oferta de crédito e oferecer novos produtos ainda em 2020.

Neon Pagamentos / cartão

A Neon Pagamentos registra forte crescimento em receita nos últimos anos, mas o prejuízo também sobe: a empresa perdeu R$ 12,7 milhões em 2017 e outros R$ 41,6 milhões em 2018. Isso acontece porque, embora o faturamento com serviços esteja aumentando, as despesas também crescem quase na mesma proporção.

Segundo o UOL, que teve acesso ao balanço da Neon, a receita líquida operacional da fintech aumentou de R$ 4,9 milhões em 2018 para R$ 23,9 milhões em 2019, uma alta de 387,8%. Já as despesas subiram de R$ 35,1 milhões para R$ 167,6 milhões no mesmo período, um aumento de 377,5%. A alta nos gastos foi impulsionada pelas despesas com vendas, que quintuplicaram em um ano.

A fintech possui conta digital para pessoas físicas e jurídicas (Neon Pejota) sem taxa de manutenção, investimentos em renda fixa e cartões de crédito e débito sem anuidade. Recentemente, a Neon passou a oferecer empréstimos pessoais com taxas a partir de 2,65% ao mês para um grupo de clientes.

Em meio à pandemia, a Neon planeja “continuar a crescer de forma acelerada e ao longo deste ano faremos a ampliação da oferta de crédito, bem como o lançamento de novos produtos”, sem especificar quais. A empresa diz que solicitou autorização ao Banco Central para operar como instituição de pagamento.

Comentários da Comunidade

Participe da discussão
8 usuários participando

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Djalma Moreira (@TheJalma)

Tudo ia bem até que resolvi usar o crédito depois de anos com o cartão parado sem uso.

No primeiro problema vi que o suporte é uma bela porcaria. Recebi um reembolso do Aliexpress, apareceu na fatura do cartão e sumiu no fechamento. Nem listava mais no aplicativo. Ficou apenas na minha memória.

Foram 2 meses de briga no chat e no ReclameAqui. Sempre pedindo para aguardar x dias, ou dizendo para entrar em contato com a loja. Em todas as vezes eu informava o código ARN da operação do reembolso feito pelo Aliexpress e ninguém me falava a respeito.

Apenas um atendente por telefone ao responder a reclamação do ReclameAqui admitiu que o valor apareceu no sistema e sumiu, mas não sabia explicar o motivo.

Depois de muita espera e do Neon se esquivando sempre, solicitei a cópia dessa ligação e das mensagens do chat para entrar na justiça.

Sá assim então que me responderam no privado no ReclameAqui e reembolsavam o valor sem correção nem IOF. Reclamei que a compra havia sido feito em dólar e que deveriam devolver convertendo ao dólar do dia, independentemente se valorizou ou depreciou. Devolveram apenas o valor de 2 meses atrás. Reclamei novamente do IOF e dias depois devolveram, se não ficariam pra eles.

Saquei o dinheiro que tinha na conta e cancelei feliz essa conta. Mesmo cancelada continuo recebendo emails dessa porcaria como se a conta ainda tivesse ativa, com promoções e novidades.

Nunca mais.

Por essas e outras que elogio o Nubank. Já tive problemas de clonagem, reembolso do Ali que não entrava e sempre tive um tratamento melhor e mais ágil.

Leonardo G. Roese (@leonardoroese)

Essse é o problema desse monte de fintecs de pagamento e credito pipocando por aí, mesmo o banco Inter tem um suporte tosco e até agora não cancelaram minha conta também que pedi há semanas atrás. Todo mundo correndo pra entrar na onda e oferecendo qualquer porcaria de serviço. Já tentei me cadastrar no Neon deu pau já no cadastro, ainda bem. Estou em um bancão “Itau” como principal, mas uso mais o Nubank.

Gabriel Arruda (@gdarruda)

Muitas vezes a gente foca nas novidades e taxas, mas manter um atendimento com retorno rápido e qualidade é caríssimo, tanto em termos de custos quanto organizacionais (contratação, escala, treinamento, etc…). Para um banco digital, talvez seja o maior custo inclusive.

Nesse aspecto, parece que o NuBank continua na frente das fintechs e a longo prazo é um ótimo ativo, especialmente quando precisarem recuperar esses milhões dos investidores.

@RODRIGO

Desculpe-me, mas não entendi!

Arthur Soares (@arthursoas)

E aos poucos as fintechs entendem porque os bancos cobram anuidade e mensalidade da conta. O dinheiro tem que vir de algum lugar. NuBank é outro que vive no vermelho e o povo finge que não vê