Início » Negócios » iFood testa entregas por drones em Campinas

iFood testa entregas por drones em Campinas

Os drones que serão utilizados pelo iFood farão parte da entrega, que será finalizada por pessoas em motos, bicicletas ou patinetes

Por

O iFood anunciou nesta quarta-feira (12) que está testando a inserção de drones nas entregas de seus pedidos em Campinas (SP). A responsável pela logística aérea é a Speedbird e a ideia não é de levar o drone até a porta do consumidor final, mas sim de inserir o drone em uma parte do percurso.

drone ifood speedbird

Este teste segue um ensaio que já era feito entre o iFood e a Speedbird em São José dos Campos (SP) desde o mês passado, que era acompanhado de perto pela Agência Nacional de Aviação Civil (Anac). Com o recente Certificado de Autorização de Voo Experimental (CAVE) emitido para a Speedbird, os testes em campo puderam ser iniciados.

“Esse foi um importante passo para construir um projeto seguro, eficiente e economicamente sustentável junto aos nossos parceiros e órgãos responsáveis. Essa é uma etapa muito significativa para a evolução do uso comercial de drones. Nosso objetivo primário é utilizar o drone para trazer mais eficiência para a operação logística. Estamos confiantes na evolução que o uso desse modal combinado a inteligência artificial pode trazer para a empresa”, comenta Roberto Gandolfo, vice-presidente de Logística do iFood.

Para este primeiro passo, uma rota foi traçada com 400 metros e ela sai da praça de alimentação do Shopping Iguatemi Campinas, chegando em um ponto de pouso e que é onde os entregadores continuarão o caminho em solo. O iFood diz que este caminho, feito por drones, leva dois minutos, enquanto que o mesmo trecho feito por pessoas a pé leva 12 minutos.

drone ifood entrega

Outra rota está planejada e sai deste ponto de pouso e percorre 2,5 quilômetros até um conjunto de condomínio próximo do shopping. Neste cenário a rota em solo levaria 10 minutos, mas com o drone ela acontece em quatro minutos.

Em ambos os casos a previsão de início dos testes foi suspensa por conta da pandemia de COVID-19, mas deve ser retomada nos próximos meses.