Início » Internet » Oculus exigirá conta do Facebook em óculos de realidade virtual

Oculus exigirá conta do Facebook em óculos de realidade virtual

O login no Oculus com o Facebook começa a valer a partir de outubro, mas contas antigas só serão afetadas a partir de 2023

André Fogaça Por

A Oculus divulgou nesta semana que usuários de seus produtos serão obrigados a fazer login no gadget a partir de uma conta do Facebook. A mudança afeta primeiro os novos usuários, mas chegará até os antigos e com contas não vinculadas ao Facebook até o começo de 2023.

Oculus Go

Oculus Go

Antes de mais nada, é necessário lembrar que a Oculus é uma empresa que faz parte da rede social de Mark Zuckerberg desde o primeiro semestre de 2014, em uma transação de aproximadamente US$ 2 bilhões e que não impediu a marca de criar novos gadgets para o público que segue curtindo realidade virtual.

Agora, seis anos depois da compra, uma grande mudança está começando e ela significa que toda vez que a pessoa quiser fazer login no sistema, será necessário que a conta esteja vinculada com outra do próprio Facebook.

Para usuários que já vincularam, o login obrigatório já começa a valer a partir de outubro deste ano. Já para os que não vincularam as duas contas, o serviço enviará lembretes e passará a exigir o novo método de entrada a partir de primeiro de janeiro de 2023. Se mesmo assim o usuário escolher não vincular sua conta com a do Facebook o aparelho continuará funcionando, mas a experiência somente será completa após o login correto.

“Tomaremos medidas para permitir que você continue usando o conteúdo comprado, embora esperamos que alguns jogos e aplicativos possam não mais funcionar. Isso pode ocorrer porque eles incluem recursos que exigem uma conta do Facebook ou porque um desenvolvedor decidiu não oferecer mais suporte ao app ou jogo que você comprou”, diz a Oculus em nota.

A Oculus ainda afirma que todos os dispositivos que ainda não foram lançados já chegarão ao mercado exigindo o login pela conta do Facebook para todos. Ela também elenca alguns pontos que motivaram a mudança, sendo que o primeiro é a presença de mais jogos e experiências multiplayer através do Facebook. O outro ponto é de facilitar o login, como acontece com apps em smartphones que utilizam este sistema.

Com informações: Oculus.

Comentários da Comunidade

Participe da discussão
9 usuários participando

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

LekyChan (@LekyChan)

mais um motivo para não comprar isso, além da falta de dinheiro.

Eu (@Keaton)

Ora ora ora, veja se não é o bom e velho sarcasmo usado de forma inapropriadamente inútil e completamente besta… ¯\_(ツ)_/¯

Não sei se tu lembra, mas é completamente possivel usar o Android sem os serviços do Google, se quiser. Você não é obrigado a usar conta do Google se não quiser usar os serviços do Google (como o Play Store)… (Já quanto aos iDevices…) - Huawei, por exemplo.

Agora, imagina comprar uma coisa e ser forçado à criar uma conta numa rede social para poder simplesmente usar? Não, obrigado. Eu passo. To a 13 anos sem Failbook e pretendo continuar assim. – Tipo a nVidia com seus drivers “gamers” ou a Razer com o Synaptic.