Início » Educação » Como referenciar imagens e tabelas nas normas ABNT

Como referenciar imagens e tabelas nas normas ABNT

Saiba como referenciar imagens e tabelas nas normas ABNT, no texto, nas referências e a diferença entre tabela e quadro

Leandro Kovacs Por

Os estudantes têm dúvidas sobre a correta utilização dos elementos gráficos em seus trabalhos. Saiba como referenciar imagens e tabelas nas normas ABNT, dentro dos seus textos e qual a diferença entre tabelas e quadros para a ABNT.

Como referenciar imagens e tabelas nas normas ABNT / Chris Benson / Unsplash

Como referenciar imagens nas normas ABNT

As imagens servem para ilustrar algo que está sendo explicado ao longo do texto. Algumas instruções mínimas são solicitadas pelas normas ABNT, vejamos:

  • A imagem deve ser inserida o mais próximo do texto na qual se refere;
  • No topo da imagem é preciso ter o tipo, número da sequência e título;
  • A figura não pode ficar sem título;
  • Imagem, título, legenda e fonte devem ser centralizadas;
  • A fonte utilizada deve ser do tamanho 10;
  • Na parte de baixo deve-se citar a fonte (mesmo se for o próprio autor);
  • Montagens com várias ilustrações devem conter todas as fontes;
  • Lista de figuras deve ser referenciada a partir de 10 ocorrências;
  • Papel semântico ou Moodboard: Indique a fonte como “Compilação do autor” e em nota de rodapé, insira todas as informações de autoria da imagem.

Como referenciar tabelas nas normas ABNT

De acordo com a norma, as tabelas devem respeitar regras do IBGE, Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Traduzindo, o título deve ser centralizado na parte superior, composto pela palavra “tabela” seguida do número de ordem, um “―” travessão, finalizando com sua descrição.

Caso a tabela tenha sido retirada de algum local, a fonte deve ser citada no canto inferior esquerdo. Além desses pontos existem algumas dicas para referenciar tabelas nas normas ABNT.

  • A tabela deve ser completa o suficiente para entendimento, o leitor não deve recorrer ao texto para interpretar a tabela;
  • Deve conter apenas os dados para o seu entendimento;
  • Design o mais simples possível;
  • Dados deverão ser apresentados com suas respectivas unidades;
  • Caso a tabela seja muito grande, deve ser colocada como anexo;
  • Se ocupar mais de uma página, ela não deve ser fechada, e precisa ter o texto “continua” ou “continuação” na base. Na segunda página o cabeçalho da tabela deve ser repetido;
  • A fonte da tabela deve ter o mesmo tamanho da fonte do texto, ou um pouco menor, sem prejudicar a leitura;
  • Caso use uma sigla que não é repetida muitas vezes no texto, ela deve ser explicada na própria tabela;
  • O cabeçalho da tabela precisa ter a primeira letra maiúscula, estar em negrito ou não é opcional;
  • Números decimais devem ser colocados de forma homogênea, com a mesma quantidade de casas decimais.

Lista de tabelas

Pelas normas ABNT a lista de tabelas é de caráter opcional. Caso seja feita, deve conter a ordem exata de aparecimento das tabelas no texto, com seus nomes específicos e acompanhado pelo número da página que ela aparece.

Diferença entre tabelas e quadros

Por definição na ABNT:

  • Um quadro é formado por por linhas horizontais e verticais, sendo fechado em todas as suas extremidades e geralmente é utilizado para expressar dados qualitativos;
  • Quadro: São utilizados para expressar dados qualitativos, onde a informação é mais valiosa do que dados numéricos, ou seja, no formato de texto.
  • Tabelas são formadas exclusivamente por linhas verticais, não apresentando bordas demarcadas, e é utilizado para expressar dados quantitativos;
  • Tabelas: “formas não discursiva de apresentar informações das quais o dado numérico se destaca como informação central”;

Com essas informações esperamos ter tirado as dúvidas dos estudantes na hora de preparar seus trabalhos acadêmicos. Bons estudos.

Mais informações: espm.br, mettzer.com, fastformat.co

Comentários da Comunidade

Participe da discussão
1 usuário participando