Início » Gadgets » Apple perde espaço para Xiaomi em fones de ouvido true wireless

Apple perde espaço para Xiaomi em fones de ouvido true wireless

Linha Apple AirPods lidera com folga, mas marcas chinesas como Xiaomi avançam em ritmo forte no segmento de fones sem fio

Emerson AlecrimPor

A linha AirPods fez a Apple ser a marca que mais vendeu fones de ouvido true wireless em 2019. Tudo indica que a companhia manterá a liderança em 2020, mas com olhos bem atentos para o retrovisor: marcas chinesas, com destaque para a Xiaomi, conquistam cada vez mais espaço nesse mercado.

Apple AirPods Pro - Review

Apple AirPods Pro

É o que aponta a Counterpoint Research. O levantamento da companhia revela que, com base no segundo trimestre de 2020, a Apple lidera o mercado de fones true wireless com 35% de participação. A segunda colocada é a Xiaomi, com 10%. A Samsung, com 6%, aparece na terceira posição.

Na primeira olhada, a situação da Apple é bastante confortável, afinal, a companhia mantém uma distância considerável em relação à Xiaomi. O problema é que, em 2019, a linha AirPods respondeu por quase metade das vendas do setor, mas a proporção vem diminuindo em 2020.

Não é que a Apple não esteja vendendo bem. A previsão é a de que a companhia registre aumento de um terço nas vendas de AirPods em 2020 na comparação com o ano passado, o que significa que ela irá avançar de 61 milhões de unidades (2019) para 82 milhões — um feito notável, se confirmado.

Por outro lado, marcas chinesas também avançam em ritmo forte, graças, em grande parte, ao fator custo-benefício. Só para dar um exemplo recente, a Xiaomi anunciou os fones Mi True Wireless Earphones 2 Basic no mês passado com preço próximo a US$ 45.

Xiaomi Mi True Wireless Earphones 2 Basic

Xiaomi Mi True Wireless Earphones 2 Basic

De modo geral, a percepção da Counterpoint é a de que, principalmente entre usuários de Android, fones de categorias básicas e intermediárias estão conquistando mais espaço em relação a modelos premium, o que, além da Xiaomi, explica o avanço de marcas asiáticas que só trabalham com fones, como a Lypertek.

Não são só marcas chinesas que devem crescer nesse mercado. A Counterpoint prevê que a Samsung mais do que dobrará a sua participação, ou seja, saltará de 8 milhões de fones true wireless vendidos em 2019 para 17 milhões em 2020.

Curiosamente, o levantamento aponta que marcas especializadas e tradicionais do setor de áudio, como Sennheiser, Beyerdynamic e Audio-Technica, registram participação de 0,3% ou menos nesse mercado.

Com informações: Bloomberg.

Comentários da Comunidade

Participe da discussão
3 usuários participando

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

@ksio89

Curiosamente, o levantamento aponta que marcas especializadas e tradicionais do setor de áudio, como Sennheiser, Beyerdynamic e Audio-Technica, registram participação de 0,3% ou menos nesse mercado.

Acho que o motivo é simples: preço. A única marca que ainda consegue vender bem cobrando preços absurdos é a Apple mesmo. Particularmente, não gosto muito de fones de ouvido dessas marcas (excetuando os AirPods) do segmento de entrada, pois em geral têm CxB ruim, cobrando muito apenas pela logomarca e esquecendo a qualidade. Quando são bons, são muito caros.

Douglas Knevitz (@Douglas_Knevitz)

O mercado de TWS é imenso e pouco explorado. Então tem uma taxa de conversão de novos usuários imensa. Já era de se esperar que uma marca que fez seu nome com aparelhos baratos, repita a estratégia com os fones.

Porém o ciclo se repete. Quando você disputa em um segmento por preço, sempre vai ter alguém que vai oferecer algo mais barato. E aí a fragmentação aparece e marcas como Apple embora percam espaço, conseguem se manter como líderes do setor por já dominarem um marketshare considerável. Situação similar com o Apple Watch.