Início » Celular » Galaxy Note 20 Ultra: iFixit explica os dois sistemas de resfriamento

Galaxy Note 20 Ultra: iFixit explica os dois sistemas de resfriamento

Galaxy Note 20 Ultra pode vir com câmaras de cobre ou almofadas de grafite, e não parece haver um padrão definido pela Samsung

Ana Marques Por

Uma descoberta recente do iFixit indica que a linha Samsung Galaxy Note 20 tem modelos com sistemas de resfriamento distintos: alguns utilizam camadas de grafite e outros usam câmaras de vapor em cobre. A questão gerou burburinho na mídia internacional, especialmente após algumas críticas em relação ao aquecimento “acima do normal”. Mas, apesar do passado explosivo da linha Galaxy Note, não há indícios de que o excesso de calor, dessa vez, signifique algo ruim.

sistema de resfriamento do galaxy note 20 / Foto: iFixit

Sistema de resfriamento do Galaxy Note 20 (com cobre à esquerda, e com grafite à direita) / Foto: iFixit

De acordo com o iFixit, ao desmontar um Galaxy Note 20 convencional e um Note 20 Ultra, o sistema de resfriamento encontrado nos dois modelos utilizava camadas de grafite – o que é uma surpresa, já que a empresa costuma utilizar câmeras de vapor de cobre para este fim. Entretanto, o desmanche de outro “Ultra” revelou a tradicional solução em cobre.

Em um primeiro momento, o pensamento que parecia mais lógico era: modelos com Exynos devem trazer um tipo de sistema, e os com Snapdragon seriam passíveis ao outro mecanismo. Mas não foi exatamente isso o que aconteceu.

Assim como o modelo com chip da Qualcomm, que utilizava grafite em vez de cobre, o Note 20 Ultra com Exynos, desmontado pelo canal JerryRigEverything, também trazia almofadas de grafite, o que leva à teoria de que a Samsung estaria apenas fazendo testes com os dois tipos de sistema.

Analistas alertam para aquecimento “acima do normal”

Produtores de conteúdo de sites como Android Authority e SamMobile relataram ter sentido o celular aquecer ao reproduzir vídeos, fazer download, executar jogos ou utilizar a câmera. De acordo com as análises, a taxa estava acima do que foi visto com o Galaxy S20.

Diante da revelação do iFixit sobre os sistemas distintos de resfriamento, o Verge sugeriu que problemas relacionados ao aquecimento poderiam ter alguma relação com a mudança de mecanismo, uma vez que alguns revisores reportaram o excesso de calor, e outros não tiveram a mesma experiência em seus testes.

Samsung Galaxy Note 20 e Galaxy Note 20 Ultra

No entanto, não é possível ter certeza, já que nenhum desses analistas abriu o smartphone para saber qual tipo de resfriamento ele utilizava. Além disso, de acordo com o engenheiro de sistemas térmicos, Greg Kramer, ouvido pelo iFixit, há pouca diferença no desempenho dos dois tipos de resfriamento. É pouco provável que haja problemas em trocar um pelo outro.

A Samsung ainda não explicou o motivo da escolha de dois sistemas diferentes para o mesmo modelo, e também não se pronunciou sobre os casos de aquecimento do Galaxy Note 20 Ultra.

Com informações: iFixit e Verge

Comentários da Comunidade

Participe da discussão
3 usuários participando