Início » Telecomunicações » Globoplay terá SporTV, Globonews e canais ao vivo da Globosat

Globoplay terá SporTV, Globonews e canais ao vivo da Globosat

Globo lança plano Globoplay + canais ao vivo, que leva Multishow, GNT e outros dez canais da Globosat para serviço de streaming

Lucas Braga Por

A Globo passará a vender acesso ao conteúdo ao vivo da Globosat pelo Globoplay. A novidade leva canais da TV por assinatura tradicional como GloboNews, Multishow, SporTV, GNT e Viva para a internet, desde que o cliente assine o plano Globoplay + canais ao vivo. A medida ocorre após a Anatel extinguir uma liminar que impedia a Fox de vender conteúdo linear diretamente ao consumidor final, sem a necessidade de uma operadora.

globoplay tecnoblog

Globoplay terá Multishow, GNT, Globonews e Viva

O serviço estará disponível para novas adesões a partir de 1° de outubro, com período de degustação de 30 dias. O plano Globoplay + canais ao vivo custará R$ 49,90 por mês no plano mensal ou R$ 42,90 na modalidade anual. O Globoplay tradicional, sem conteúdo da Globosat, continuará sendo vendido por R$ 22,90.

Estes são os canais disponíveis no plano Globoplay + canais ao vivo:

  • Bis
  • Gloob
  • Gloobinho
  • Globonews
  • GNT
  • Mais Globosat
  • Multishow
  • Off
  • SporTV 1, SporTV 2 e SporTV 3
  • Viva

Além disso, é possível assistir a Globo (canal aberto) ao vivo em algumas praças.

Globoplay também terá Telecine, Premiere e Combate

A emissora esclarece que será possível fazer combos com outros produtos, como Telecine (filmes), Premiere (pay-per-view de futebol) e Combate (lutas). No entanto, não houve divulgação dos preços e não ficou claro se os canais lineares do Telecine também estarão disponíveis no Globoplay.

De forma avulsa, o Telecine Play pode ser assinado por R$ 37,90 por mês e não dá acesso aos canais ao vivo; o Premiere Play custa R$ 79,90 no plano mensal e R$ 59,90 no plano anual; já o Combate Play custa R$ 79,90 por mês.

Globoplay esbarra na Lei da TV paga e lembra caso Fox

Erick Brêtas, diretor de produtos digitais da Globo, disse ao G1 que só foi possível levar a programação dos canais de TV paga ao Globoplay por conta da unificação das empresas Globo. No entanto, há dúvidas quanto a isso.

A lei do SeAC, que regulamenta a prestação de serviços de TV por assinatura, proíbe a propriedade cruzada: uma operadora não pode fornecer conteúdo próprio, enquanto uma emissora não pode disponibilizar suas produções diretamente ao cliente, sem uma operadora intermediária.

Essa regulamentação gerou um imbróglio envolvendo Anatel e Fox: a programadora foi impedida de vender acesso direto ao Fox+, que levava canais ao vivo ao usuário final sem a necessidade de uma operadora de TV paga. A emissora alegava que o Fox+ não era prestado na Lei do SeAC e tratava-se de um Serviço de Valor Adicionado (SVA), que não é legislado pela Anatel.

Após diversas decisões judiciais a favor de ambos os lados, a Anatel decidiu revogar a liminar em julho de 2020, após parecer das áreas técnica e jurídica estabelecerem que serviços de streaming são SVAs, e, portanto, não devem ser regulados pela agência. Uma decisão final sobre o assunto deve ser tomada até o final do ano, com a liberação para a TVLAI (TV Linear por Assinatura pela Internet).

A liberação da TV pela internet deve acelerar uma mudança no modelo de negócios das operadoras: o serviço de TV paga tradicional precisa seguir uma série de exigências que não existem em plataformas de streaming, como cotas de conteúdo nacional, canais obrigatórios e metas de qualidade. Além disso, as empresas economizariam com custos de instalação, decodificadores e manutenção, uma vez que o próprio usuário poderia instalar o aplicativo ou TV box para acesso aos canais online.

No entanto, a grande motivação é a carga tributária: o acesso pelo SeAC é onerado com ICMS, Fust, Funttel e Condecine, enquanto serviços online pagam apenas ISS. Conforme revelado exclusivamente pelo Tecnoblog, a Claro já prepara o lançamento de seu serviço de streaming usando uma TV Box.

Comentários da Comunidade

Participe da discussão
19 usuários participando

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Anderson Antonio Santos Costa (@Anderson_Antonio_San)

Achei esse plano novo da Globoplay caro só por ter os canais ao vivo da Globosat e o conteúdo da Globoplay.
Preferiria pagar só pelos canais ao vivo da Globosat sem a necessidade do Globoplay básico.

Marcos Oliveira (@marcosoliveiran)

é a primeira grande pá de terra na cova da TV por assinatura no Brasil

imhotep (@imhotep)

Só me interessaria os canais de esportes, mesmo assim, pra assistir eventualmente.
O caminho é esse mesmo - streaming. Mas ainda não me convence a gastar dinheiro com isso.

Tiago Jeronimo (@TiagoJL)

Se tivesse uma opção de pagar apenas pelos canais ao vivo, por uma valor mais baixo, digamos R$ 9,90 ainda valeria a pena, ou, ainda, R$ 49,90 se fosse com Premiere (apenas jogos do clube que você torce), Combate e Telecine.

Os valores oferecidos são ridículos e só tende a levar a Globo ainda mais para o buraco.

Num futuro próximo o campeonato brasileiro irá para algum dos grandes players do streaming e a Globo vai ficar a ver navios.

Daniel Correia (@Daniel)

…uma operadora não pode fornecer conteúdo próprio, enquanto uma emissora não pode disponibilizar suas produções diretamente ao cliente, sem uma operadora intermediária.

Nesse caso, o youtube seria a “operadora intermediária” da CNN Brasil (que disponibiliza o canal gratuitamente)?

Jefferson Rodrigues (@Jefferson_Rodrigues)

Tá faltando o canal de filmes megapix.

Léx Ferracioli (@Lex_Ferracioli)

Com isso a pirataria vai só aumentar, se é que um dia diminuiu, ninguém vai pagar 2,3,4 mensalidades para ter os canais preferidos, HTV agradece

Leonardo Rocha Dias (@Leonardo_Rocha_Dias)

Alguém que usa poderia relatar sua experiência com a Globoplay?
Pois testei TeleCine e achei bem ruim a experiência, o app é tosco, não tem animação/transição, direto dá erro de Status API. E o pior a qualidade da transmissão, a resolução parece baixa. Desisti de assistir vários filmes pois comecei a ver e nada da qualidade melhorar. Internet banda larga 100 Mbps Live Tim.

John Biancato (@John_Biancato)

Já existe o pacote Globoplay + Telecine Play (apenas VOD, sem os canais ao vivo) por R$49,90.

Particularmente acho muito salgado o preço do Globoplay pelo conteúdo que oferece. Se fosse R$29,90 pelo combo até valeria a pena.

Caleb Enyawbruce (@Enyawbruce)

olha, a TV paga já tomou tanta pá de terra nos últimos anos (pirataria, streaming/Netflix/afins, infraestrutura obsoleta/limitada, FOX e outros canais comercializados por fora, pessoas assistindo cada vez menos TV, queda na qualidade dos canais pagos, excesso de propaganda / horários inteiros vendidos…) que a essa altura já estão colocando a lápide e enfeitando com flores

Jefferson Rodrigues (@Jefferson_Rodrigues)

Uso a versão gratuita do GLOBOPLAY. Minha conexão é de 20Mb. Não tenho nada a reclamar da qualidade da transmissão.

@ksio89

Sei não, continua a venda casada que existe na TV paga, quem quer assistir apenas SporTV, não deveria ser obrigado a pagar pelos outros canais ou pelo conteúdo VOD do Globoplay. Embora não tenha achado tão cara a assinatura anual, a Globo tinha que permitir a contratação avulsa de canais ao vivo, ou pelo menos acrescentar o Telecine Play no pacote. Podiam fazer com o DAZN, que é só esportes e custa acessíveis 19,90.

Agora verdade seja dita, a Globo é visionária e percebeu há tempos que TV paga é um navio que só afunda. Ela ao menos tem os canais Globosat para disponibilizar via streaming. Eu fico pensando se um dia a TV aberta cair no ostracismo também, como ficariam as emissoras com pouca ou nenhuma presença na TV paga, como SBT, Record, Band e RedeTV.

@ksio89

Fazendo uma analogia bem tosca, eu diria que a proibição de franquia na banda larga foi a martelada nos pregos do caixão da TV paga, alí foi o pontapé inicial. Aí vieram os diversos serviços de streaming, cada um jogando uma pá de terra.

E agora, com a decisão da Anatel de liberar a venda de canais online, basicamente fecharam a cova e colocaram a lápide, é só questão de tempo até a TV paga moribunda desaparecer.

Peterson (@Pet_inusitado)

“Hoje é um novo dia, de um novo tempo, que já começou…”

Globo sendo experta, e se adequando aos novos tempos, apesar de achar meio salgado, tá na media do que demais serviços cobram (Netflix, HBO Go, etc).

E cada vez mais, o modelo “Freemium” vai crescendo e se solidificando nos streaming.
Netflix vai ter parte do catalogo grátis, GloboPlay já tem parte assim, (alem de VIX, PlutoTV, Crunchyrool, Funimation)

Alex (@wuhkuh)

Matou a defunta TV paga, não é segredo que os canais Globosat são os melhores na TV fechada, HBO e Telecine já eram acessíveis por streaming, agora com isso, só assina as operadoras quem não fizer a conta

Exibir mais comentários