Início » Negócios » Mercado Livre e Alibaba teriam interesse em comprar Correios

Mercado Livre e Alibaba teriam interesse em comprar Correios

Mercado Livre e Alibaba são empresas de vendas online que investem em logística; governo quer privatizar Correios em 2021

Felipe Ventura Por

O governo planeja privatizar os Correios até dezembro de 2021, podendo realizar uma venda integral ou parcial. Rumores dizem que grandes empresas de e-commerce e logística estão interessadas, incluindo Amazon, Alibaba e UPS. Agora, parece que o Mercado Livre também quer comprar a estatal.

Mercado Livre

Leandro Mazzini, da Coluna Esplanada, diz que há uma forte disputa nos bastidores pela privatização dos Correios: “a argentina Mercado Livre está de olho na estatal, com a qual já tem uma grande parceria de entregas de produtos compradas no seu site”. O jornalista havia levantado o possível interesse da Amazon e da Alibaba no ano passado; a chinesa ainda continuaria no páreo, enquanto a companhia de Jeff Bezos não foi mencionada.

O setor de e-commerce teve um forte crescimento puxado pela maior demanda durante a pandemia do novo coronavírus, causador da COVID-19. Por exemplo, o Mercado Livre registrou receita de US$ 878,4 milhões no segundo trimestre, alta de 61,1% em relação ao mesmo período do ano passado. Isso inclui o faturamento com vendas (US$ 581,7 milhões) e com o Mercado Pago (US$ 296,7 milhões).

O Alibaba Group, por sua vez, teve receita de US$ 21,762 bilhões no segundo trimestre, crescimento de 30% em um ano. Além de vendas pela internet, a empresa atua em computação na nuvem e jogos online.

Mercado Livre e Alibaba investem em logística

Talvez a Alibaba esteja em uma posição melhor para adquirir os Correios: ela tem US$ 43,8 bilhões em caixa, contra US$ 1,2 bilhão do Mercado Livre. Vale notar, no entanto, que ambas já realizam fortes investimentos em logística para atender clientes no Brasil.

O Mercado Livre possui dois armazéns no estado de São Paulo e vai abrir um terceiro centro de distribuição na Bahia para agilizar entregas no Nordeste. O Mercado Envios Flex promete envio no mesmo dia para vendedores que usem veículos próprios ou entregadores, sem depender dos Correios.

Por sua vez, o AliExpress opera dois voos fretados por semana vindos da China em parceria com a Cainiao, subsidiária de logística do grupo Alibaba. Esta empresa investiu bilhões de dólares em serviços de entregas como ZTO Express, YTO Express, STO Express e Best Logistics.

Comentários da Comunidade

Participe da discussão
22 usuários participando

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Lucas (@Lucas)

Se é pra vender que ao menos seja integral, não vejo sentido vender a parte lucrativa e ficar com o prejuízo.

🤷‍♀️ (@xavier)

Qualquer um que comprar vai ser melhor que o serviço atual dos Correios, então, só quero que seja logo.

@bkdwt

Que vendam os correios INTEIRO e não pedaços.

Um fuc*ing Sedex parado desde o dia 18 graças a essas belezas.

@ksio89

Amém, quero ver funcionário fazer greve todo santo ano.

Júlio César (@Potrinho)

Já falaram que o monopólio do Correios é apenas com as cartas, tanto é que podemos solicitar entregas por empresas privadas (jadlog, azul etc). O que mudaria (para o consumidor) com a privatização do Correios? As empresas privadas já atuam no mercado, porém o serviço é mais caro e não tão eficiente.

Eu (@Keaton)

Os Correios estão em greve… só pra variar

Infelizmente a realidade é ligeiramente diferente… Os Correios são BEM mais caros e demorados que muitas empresas privadas…(não que eu não tenha recebido sedex em 2 dias, mas também já esperei encontrarem meu sedex por mais de um mes…)

Igor Lana de Melo (@igor_meloil)

Pois é, nada, mas o espírito ancap adolescente acha q existe monopólio. Mas na hora de comprar da china ngm quer pagar a transportadora e o imposto devido, vejo pura hipocrisia, nada mais

Igor Lana de Melo (@igor_meloil)

Se o correio é mais caro, pq não envia por qualquer outra então?

 • 令和 • Ward'z de Souza 🇯🇵🎌🦊🔥 - Risonho e Límpido (@Wardz_de_souzA)

Correios tem isenção de todos os impostos.

🤷‍♀️ (@xavier)

Mesma situação aqui. Sedex também, mesma data.

Eu (@Keaton)

Simples, porque não fui eu quem enviou. Foi, acho que, a Kabum enviou por Sedex mesmo eu tendo optado por transportadora…

🤷‍♀️ (@xavier)

Sério mesmo que tem que explicar pela milionésima vez que, o monopólio é de cartas/correspondências, mas a isenção total de impostos, torna a concorrência desleal.

Amazon, E-Fácil, Mercado Livre (transportadora própria), todas entregando em 2 dias aqui.
Se me lembro bem, Correios entregou com esse prazo apenas UMA VEZ pra mim.

Júlio César (@Potrinho)

Então pq comprou por lá…? Se o Correios não é bom, pq a Kabum escolheu esse método…? Realmente quero entender.

Júlio César (@Potrinho)

Como a privatização do correios vai diminuir o imposto sobre essas empresas? Nesse caso n teria que ter uma reforma tributária em vez de privatização? Outro ponto: Se a concorrência é desleal, pq há tantas empresas atuando nesse mercado? Essas empresas estão interessadas na estrutura do correios, e não no valor que ele pratica, certo?

Exibir mais comentários