Início » Jogos » Apple quer indenização da Epic Games por violar regras da App Store

Apple quer indenização da Epic Games por violar regras da App Store

Novela da Epic Games contra Apple ganha novo capítulo com a maçã acusando a desenvolvedora de ameaçar o ecossistema do iOS

André Fogaça Por

A Apple entrou com uma ação que está pedindo indenização da Epic Games por ter violado as regras da App Store, quando a desenvolvedora abriu um caminho de pagamentos em Fortnite que não passava pela tarifa da loja e que desencadeou uma novela cheia de intrigas e acusações.

fortnite iphone icone tecnoblog

A ação acontece um dia após a Epic Games ter entrado na Justiça para que Fortnite possa voltar para a App Store, alegando que a remoção do game da loja oficial de apps e jogos da Apple pode resultar em danos irreparáveis para a empresa. Na ação desta terça-feira (8), a Apple diz que a ação movida pela Epic “não é nada além de que um desentendimento sobre dinheiro”.

“O flagrante desrespeito da Epic por seus compromissos contratuais e outras condutas causou danos significativos à Apple. Se nada for feito, a conduta da Epic ameaça a própria existência do ecossistema do iOS e seu tremendo valor para os consumidores”, complementa.

A empresa também comenta que as atitudes que tomou (de remover Fortnite da App Store e o acesso da Epic para o desenvolvimento em sua plataforma) foram legítimas e justificadas no meio de negócios. O objetivo desta parte é de garantir que as acusações de desrespeitar a lei de antitruste, que a Epic Games já utilizou contra a Apple em outra ação, não ganhe corpo.

Apple vs Epic Games (Fortnite)

Essa briga começou quando a Epic Games, desenvolvedora de Fortnite, adicionou uma forma de pagamento por moedas no game (os V-Bucks) que não passa pela Apple e assim a Epic não precisa pagar os 30% de taxa por toda transação que acontece na plataforma. A atitude contraria o contrato de uso da App Store, que resultou na remoção do game da loja – respingando até mesmo na Play Store, do Android.

Enquanto o Google só removeu o link da loja oficial, que ainda permite a instalação por fora, a Apple tirou até mesmo o acesso das ferramentas de desenvolvimento que a Epic precisa para poder lançar seus games no iOS e macOS. Tudo isso aconteceu na primeira quinzena de agosto e até aqui algumas brigas na Justiça estão rolando, com uma audiência marcada para o dia 28 deste mês.

Com informações: The Verge e MacRumors.

Comentários da Comunidade

Participe da discussão
11 usuários participando

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Matheus Motta (@Matheus_Motta)

"Se nada for feito, a conduta da Epic ameaça a própria existência do ecossistema do iOS e seu tremendo valor para os consumidores”
Tradução: outras empresas vão querer fazer o mesmo e perderemos dinheiro

Andre Crespo (@Andre_Crespo)

Essa questão dos 30% da Apple sempre foi questionada pelos desenvolvedores. A Apple nunca disse o motivo desses valores então a Epic Games achou uma forma de protestar fazendo essa moeda virtual por fora. Isso também tá errado porque estão usando a infra estrutura da Apple para distribuir o jogo. Ou seja os dois lados estão errados. A Epic devia ter mantido como estava e entrado da justiça antes. Ou então que saísse do ecossistema da Apple e dane-se. Se eu fosse eles até proibia que jogos utilizando alguma engine deles fosse publicada na App Store. Assim faria mais pressão por negociação.

Douglas Knevitz (@Douglas_Knevitz)

Pra nós não. Porém a Epic assinou o contrato e sabia de tudo, e concordou. E nesses anos todos, fez muito dinheiro com esse modelo de negócio.

30% pode ser muito, porém mesmo com esses 30% a plataforma da Apple é a responsável pela maior parte do faturamento. Então poderia até se considerar um investimento estar na App Store.