Início » Negócios » Taboola e Outbrain desistem de fusão de US$ 850 milhões

Taboola e Outbrain desistem de fusão de US$ 850 milhões

A negociação entre Taboola e Outbrain foi encerrada devido à pandemia do novo coronavírus e às investigações de órgãos reguladores

Victor Hugo Silva Por

Depois de anunciarem uma fusão para disputar com Google e Facebook no segmento de publicidade online, Taboola e Outbrain desistiram do acordo. Cerca de dez meses após os planos serem revelados, as empresas que exibem anúncios em vários sites (incluindo o Tecnoblog) cancelaram o negócio de US$ 850 milhões, que faria a nova empresa ser avaliada em US$ 2 bilhões.

Segundo o TechCrunch, as empresas devem oficializar o fim das conversas em alguns dias. Uma pessoa próxima à negociação afirmou ao site que a desistência aconteceu por conta de mudanças que surgiram no mercado com a pandemia do novo coronavírus. Em meio às incertezas, várias marcas reduziram os investimentos em publicidade, o que afetou diretamente os negócios de Taboola e Outbrain.

O acordo previa pagamentos em dinheiro e ações, mas não foi concluído devido ao receio de empresas que consideraram o negócio arriscado em um mercado em retração. A Taboola, que pagaria cerca de US$ 250 milhões em dinheiro para acionistas e funcionários da Outbrain, cogitou incluir esse valor em ações, mas a opção foi descartada. A negociação era válida até agosto e não foi renovada.

Ainda de acordo com o TechCrunch, o negócio foi dificultado por investigações em alguns países. As autoridades do EUA sinalizaram que o acordo seria aprovado, mas as empresas eram investigadas em Israel, onde foram criadas, e no Reino Unido, onde órgãos de regulação antitruste apontaram que elas não tem concorrentes significativos, o que criaria uma espécie de monopólio no país.

Em outubro de 2019, quando os planos foram anunciados, as empresas informaram que a Outbrain ficaria sob a estrutura da Taboola. O objetivo era buscar uma competição mais nivelada com Google e Facebook, que foram classificadas pelas empresas israelenses como um “duopólio” no setor de publicidade online.

Comentários da Comunidade

Participe da discussão
5 usuários participando

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

JulioCampos (@juliocesar)

Dois cânceres da internet. Só tem Ads apelativas, inclusive aqui no Tecnoblog. Se não fosse por elas, eu nem usaria bloqueador de propaganda em sites.

John Smith (@john)

Exatamente. Matérias falsas, clickbait puro. Ridículo.

André Noia (@Andre_Noia)

O pior é ver esse tipo de empresa valer tudo isso.

Maxon (@Maxon)

Realmente, horrível. Não entendo, porque sites como o Tec e tantos outros de notícias, abrem espaço para esse tipo de anúncio.