Início » Gadgets » Empresa de tags Bluetooth devolve até US$ 1 mil por itens perdidos

Empresa de tags Bluetooth devolve até US$ 1 mil por itens perdidos

A Tile anunciou o plano Premium Protect, que dará reembolso em caso de perda para quem aderir a assinatura de US$ 100 mensais

Victor Hugo Silva Por

A Tile, empresa de tags Bluetooth que ajudam a encontrar objetos, anunciou um plano que oferecerá reembolso caso os dispositivos não indiquem a localização correta de itens perdidos. Por US$ 100 ao ano, os usuários poderão registrar seus pertences e receber até US$ 1.000 caso os rastreadores da empresa não forem capazes de encontrar o que foi perdido em até sete dias.

Tile Mate

O Premium Protect, como o plano foi chamado, estará disponível nos Estados Unidos até dezembro e também terá vantagens como alertas caso o usuário se distancie de um objeto cadastrado, substituição gratuita de baterias das tags e histórico de localização do itens nos últimos 30 dias. Atualmente, esses benefícios são oferecidos no plano Premium, que custa US$ 3 por mês ou US$ 30 por ano.

O reembolso da Tile será oferecido em parceria com a Cover Genius, que presta o serviço para marcas como eBay e Booking.com. Assim que o Premium Protect foi oficializado, os usuários deverão registrar seus objetos, tirar uma foto deles e indicar as tags Bluetooth correspondentes. Para que o pagamento seja realizado, a assinatura precisa existir há mais de 30 dias. A Tile também verificará se as baterias das tags estavam em pleno funcionamento antes do objeto ser perdido.

Se uma tag não for encontrada em até sete dias (ou se a empresa indicar uma localização incorreta), o proprietário poderá solicitar o reembolso, que será pago entre 3 e 5 dias após a aprovação. O benefício também abrange dispositivos que já saem de fábrica com o rastreador, como os notebooks de marcas parceiras. As exceções são para itens como antiguidades, papéis comerciais, receitas médicas, armas de fogo e animais.

Segundo a Tile, o Premium Protect não é exatamente um seguro, mas uma garantia de funcionamento da sua rede. A empresa alega que não oferecerá o reembolso caso o produto esteja num local em que o usuário não se sinta seguro em visitar, por exemplo. De qualquer forma, a previsão de um reembolso de até US$ 1.000 pode ajudar a companhia a ganhar ainda mais espaço no mercado de tags de rastreamento.

Nos próximos meses, a empresa pode ganhar um concorrente de peso: a Apple. A dona do iPhone confirmou, acidentalmente, que trabalha no desenvolvimento dos AirTags, sua versão para a tag Bluetooth. O dispositivo deverá usar o chip U1 de banda ultra larga (ultra wideband), que oferece mais precisão para localizar objetos.

Com informações: Engadget, The Verge.

Comentários da Comunidade

Participe da discussão
2 usuários participando

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Tech Nerd 🤓 (@technerd)

Já sei qual presente vou dar de natal pro meu pai, ele vive perdendo as coisas.