Início » Internet » Microsoft Edge vence Google Chrome em testes de velocidade

Microsoft Edge vence Google Chrome em testes de velocidade

Microsoft Edge com base no Chromium é mais rápido que Chrome e supera navegador do Google em teste de bateria

Por

A Microsoft lançou no início do ano sua nova versão do navegador Edge, agora baseado no projeto Chromium de código aberto. Ela removeu diversos componentes usados pelo Google, e talvez isso tenha ajudado no desempenho: o browser é mais rápido que o Chrome em diversos testes de velocidade.

Microsoft Edge

O AnandTech realizou diversos benchmarks no Google Chrome, Mozilla Firefox, Opera, Internet Explorer e Edge na versão nova (Chromium) e antiga (EdgeHTML). Em todos os testes, o navegador da Microsoft ficou à frente do Chrome e do Opera, que usam a mesma engine de renderização e de JavaScript (Blink e V8).

No WebXPRT, que simula tarefas reais em HTML5 e JavaScript, o Firefox é o líder disparado. O Edge Chromium fica em segundo lugar, enquanto o Chrome está em penúltimo, vencendo apenas o Internet Explorer.

WebXPRT

No JetStream 2, o Edge Chromium ficou em primeiro lugar, seguido mais de longe pelo Chrome e Opera, com o Firefox na lanterninha; o Edge clássico e IE não conseguem carregar a página. O benchmark tem 64 testes focados em JavaScript e Web Assembly.

No Speedometer 2.0, a história se repete: o navegador da Microsoft lidera em desempenho, enquanto Chrome e Opera ficam logo atrás. O teste foi criado pela equipe do Apple WebKit e mede a responsividade do navegador ao realizar tarefas em JavaScript.

Speedometer

No Kraken 1.1, criado pela Mozilla, o Firefox ocupa o primeiro lugar; na sequência, temos o Edge Chromium, Chrome e Opera. O AnandTech também rodou os testes do Octane e SunSpider nos navegadores, mas esses benchmarks não são atualizados há algum tempo, então os resultados não refletem bem o desempenho real.

Microsoft Edge supera Chrome em teste de bateria

O Edge Chromium também ganhou do Chrome em duração de bateria, ainda que por uma pequena margem: foram 529 minutos contra 512 do navegador do Google. Aqui, os navegadores rodam tarefas pesadas de forma contínua até o PC desligar.

O Edge clássico foi o campeão, durando 614 minutos na bateria; mas, como lembra o AnandTech, isso não adianta muito se as páginas carregam com problemas. O Firefox ficou em último; o IE não foi testado. Todos os benchmarks foram realizados em um Surface Laptop 3 com Windows 10 e Intel Core i7-1065G7 de 10º geração.

Duração de bateria

Por que há uma diferença no desempenho do Edge e do Chrome? Faz sentido que a Microsoft esteja otimizando seu próprio navegador para funcionar melhor em seu próprio sistema operacional.

Além disso, é importante lembrar que a empresa modificou o Chromium para retirar vários componentes do Google relacionados ao Chrome OS, Maps, Drive, Google Pay, entre outros; confira a lista abaixo. Imagino que isso pode ajudar a melhorar a performance do Edge.

Recursos ausentes no Microsoft Edge