Início » Celular » Nokia irá lançar mais dois celulares no Brasil em 2020

Nokia irá lançar mais dois celulares no Brasil em 2020

Nokia pretende trazer mais dois celulares ao Brasil ainda neste ano, afirma diretor de operação da HMD Global no país

Bruno Gall De Blasi Por

Ao menos dois celulares da Nokia serão lançados no Brasil ainda neste ano. É o que conta o diretor da operação da HMD Global no país, Junior Favero, ao Mobile Time nesta quinta-feira (10). Os modelos dos telefones cotados para serem apresentados nos próximos meses, porém, não foram revelados pelo executivo.

Nokia 2.3

A Nokia retornou ao país em maio, em parceria com a Multilaser para produzir, distribuir e comercializar os celulares da marca no Brasil. Agora, a companhia pretende lançar dois novos celulares até o fim de 2020, de acordo com o executivo, para expandir a sua presença no mercado nacional de smartphones e feature phones.

A HMD Global ainda tem novos planos para o mercado brasileiro de celulares em mente. Entre eles está a comercialização de produtos em outros canais além do e-commerce, como as operadoras, e a fabricação local. A companhia também pretende trazer ao país os serviços de roaming global e digitais para empresas (B2B).

“Hoje, o Nokia 2.3 está em diversos marketplaces no Brasil. Mas, ao mesmo tempo, nós conversamos com as operadoras. Queremos abrir outros canais. No curto prazo, nossa estratégia é ser digital-first, levar a experiência da loja Nokia.com aos nossos consumidores”, afirmou Favero ao Mobile Time.

O Nokia 2.3 é o celular que marcou a volta da marca finlandesa ao país. Revelado em maio, o smartphone de entrada possui tela de 6,2 polegadas e chama a atenção pela bateria de 4.000 mAh, que promete dois dias de duração. Por dentro, o lançamento tem um processador MediaTek Helio A22, 2 GB de RAM e armazenamento de 32 GB.

O preço sugerido do smartphone é de R$ 899.

Nokia C2 (Foto: Divulgação/Nokia)

Nokia C2 (Foto: Divulgação/Nokia)

Nokia C2 e 5.3 são homologados pela Anatel

Em julho, a Agência Nacional de Telecomunicações, a Anatel, deu sinal verde a dois celulares da HMD Global no Brasil: o Nokia C2 e o Nokia 5.3, sob os modelos TA-1263 e TA-1223, respectivamente. De acordo com os certificados, os smartphones foram homologados a pedido da Multilaser, responsável por distribuir telefones da marca.

Opção de entrada, o Nokia C2 possui tela de 5,7 polegadas com resolução HD+ e câmera frontal e traseira de 5 megapixels. Simples, o smartphone chega ao consumidor com a versão mais leve do Android 9 (Pie), o Android Go, processador quad-core de até 1,4 GHz, 1 GB de RAM e armazenamento de 16 GB. A bateria é de 2.800 mAh.

Nokia 5.3 (Foto: Divulgação/Nokia)

Nokia 5.3 (Foto: Divulgação/Nokia)

O Nokia 5.3 possui especificações mais avançadas em relação ao C2. O smartphone vem com tela de 6,55 polegadas com resolução HD+ e câmera frontal de 8 megapixels, em um notch de gota. O conjunto fotográfico engloba câmera principal de 13 MP e mais três sensores de 2, 5 e 2 megapixels. O celular sai da caixa com Android 10.

A ficha técnica é intermediária, formada pelo processador Qualcomm Snapdragon 665, armazenamento de 64 GB e edições com memória RAM de 3 GB, 4 GB e 6 GB. A bateria de 4.000 mAh oferece dois dias de carga, de acordo com a fabricante. O smartphone ainda conta com a promessa de receber o Android 11 no futuro.

A expectativa é que ambos os celulares sejam lançados no Brasil nos próximos meses.

Com informações: Mobile Time

Comentários da Comunidade

Participe da discussão
7 usuários participando

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

. (@Mr.Robot)

Descanse em paz.

@bkdwt

É sério esses aparelhos e esses valores? Parece piada.

Luiz C. Eudes Corrêa (@Eudes)

Eu queria mesmo era o 2720 4G, para as minhas avós.

Pierre (@pierrediniz)

Parece que estão copiando a receita de sucesso da primeira passagem da Xiaomi por aqui.

Bom, como a história acaba, já sabemos muito bem.

Rafael Gomes Rocha (@Rafael_Gomes_Rocha)

O sucesso vai depender muito do preço. E com os preços que estamos tendo atualmente… Sei não. Precisavam arriscar um aparelho de nível mais alto também. O 5.3 tá bom pra enfrentar esse novo Moto G9 Play.

CAV (@cav)

Mesmo como telefone secundário, ele é interessante.
O problema é esse tipo de aparelho competir com a própria Multilaser, embora o Zapp seja um telefone KaiOS no formato barra.

CAV (@cav)

Está vacilando que nem a Asus.
E olha que não está difícil de ultrapassar a LG no mercado brasileiro.
Mas a HMD também precisa vir mais agressiva.
O 5.3 já era pra estar por aqui junto com o 2.3.
O C2 só faz sentido por ser um aparelho grande, mas já é um tanto antigo.
A HMD já deveria estar trabalhando pra trazer o 8.3 e o 6.3 pra cá, além dos seus feature phones com KaiOS, Smart Feature OS e S30+.

Luiz C. Eudes Corrêa (@Eudes)

Para as minhas velhas tem que ser flip, senão elas não desligam/encerram a ligação

Fora que jogam o telefone na bolsa e apertam a bolsa e o telefone disca aleatoriamente pra alguém.