Início » Negócios » Sony vai fechar fábrica de TVs, áudio e câmeras no Brasil

Sony vai fechar fábrica de TVs, áudio e câmeras no Brasil

Sony vai fechar fábrica de Manaus no ano que vem; distribuição de PlayStation, garantia e assistência técnica serão mantidos

Bruno Gall De Blasi Por

A Sony vai fechar sua fábrica de TVs, áudio e câmeras no Brasil. De acordo com um comunicado revelado nesta segunda-feira (14), a companhia japonesa irá encerrar a fabricação e a comercialização dos eletrônicos no país no ano que vem. As vendas do PlayStation e os serviços de garantia e suporte técnico serão mantidos no país.

Sony vai fechar fábrica no Brasil (Foto: Rob Pegoraro/Flickr)

Sony vai fechar fábrica no Brasil

O fechamento da fábrica de Manaus foi anunciado em um comunicado aos varejistas, conforme conta o NeoFeed. Segundo o informe, as atividades fabris estão previstas para serem finalizadas em março de 2021. Além disso, as vendas de equipamentos de som, câmeras e de TVs serão interrompidas em meados de 2021.

“Informamos que o Grupo Sony decidiu fechar sua fábrica em Manaus ao final de Março de 2021 e interromper, em meados de 2021, as vendas de produtos de consumo pela Sony Brasil Ltda, tais como TV, áudio e câmeras, considerando o ambiente recente de mercado e a tendência esperada para os negócios. A decisão visa fortalecer a estrutura e a sustentabilidade de seus negócios, para responder às rápidas mudanças no ambiente externo”, diz o comunicado publicado no perfil do Twitter @danielreen.

Venda de PlayStation será mantida no Brasil, segundo Sony (Foto: InspiredImages/Pixabay)

PlayStation no Brasil: vendas continuam

A Sony ainda irá manter a sua presença no Brasil em alguns segmentos, como é o caso do escritório para a operação do PlayStation, que tende a permanecer no país, de acordo com um varejista ouvido pelo NeoFeed nesta segunda-feira (14). As vendas do dispositivo, no entanto, serão realizadas através de um distribuidor.

Outros serviços seguirão em funcionamento no país, como é o caso da garantia e da assistência técnica aos produtos da fabricante. “Importante esclarecer que os demais negócios do grupo Sony no Brasil (Games, Soluções profissionais, Music e Pictures Entertainment) continuarão a manter sua forte atuação no mercado local”, afirmam.

Na sexta-feira (11), a Sony estreou no Brasil a TV 8K Sony Z8H, a primeira do mercado nacional com o selo de ideal para o PlayStation 5 (PS5). A Smart TV, que conta com Android TV, chegou ao país com preço sugerido de R$ 31,6 mil para a versão com 75 polegadas.

O que diz a Sony?

Procurada pelo Tecnoblog nesta terça-feira (15), a Sony confirmou que irá fechar a fábrica em Manaus e interromper a venda dos produtos citados anteriormente em 2021. Confira o posicionamento na íntegra:

“O grupo Sony sempre adota medidas para fortalecer a estrutura e a sustentabilidade de seus negócios, para responder às rápidas mudanças no ambiente externo.

Nós decidimos fechar a fábrica em Manaus ao final de Março de 2021 e interromper, em meados de 2021, as vendas de produtos de consumo pela Sony Brasil, TV, áudio e câmeras, considerando o ambiente recente de mercado e a tendência esperada para os negócios.

A Sony está tomando todas as medidas necessárias e está muito comprometida como empresa em empenhar seus esforços para garantir todos os direitos, o melhor tratamento e cuidados especiais aos seus colaboradores.

A Sony Brasil continuará a oferecer todo suporte ao consumidor para os produtos sob a sua responsabilidade comercial de acordo com as leis aplicáveis e sua política de garantia de produtos.

Os demais negócios do grupo Sony no Brasil (Games, Soluções Profissionais, Music e Pictures Entertainment, incluindo Playstation) continuarão a manter normalmente sua forte atuação no mercado local.

Os produtos Playstation no Brasil, importados, continuarão a ser vendidos normalmente, sem nenhuma alteração. A Sony do Brasil não produz o Playstation no país desde 2017.

O Grupo Sony tomou as medidas para fortalecer a estrutura dos negócios, a fim de responder às rápidas mudanças no mercado de eletrônicos.”

Com informações: @danielreen (Twitter) e NeoFeed

Comentários da Comunidade

Participe da discussão
24 usuários participando

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

² (@centauro)

Ou seja, os produtos da Sony, que já eram caros pra dedéu aqui, vão ficar mais caros ainda, menos gente vai comprar e eles vão “confirmar” que o mercado brasileiro é ruim?

Francklin (@YamirFron)

Então agora, teoricamente, o Playstation ficará mais caro?

Thiago Moraes Barbosa (@thimorbar)

Pra mim n vai fazer falta nenhuma, produtos caríssimos e nem tão assim de qualidade. Já vai tarde

Igor (@igor_meloil)

Ele já não era fabricado no BR desde 2019

Igor (@igor_meloil)

Está ignorando o fato de q se perde mais um concorrente no mercado.

Ciro Carvalho (@Carv08)

Desindustrialização do país segue firme. Grande dia.

Vinícius Barros (@viniciusbarros)

Uma pena. Os eletrônicos da marca são muito duráveis. Tenho TV da Sony LCD de 2012 funcionando perfeitamente, enquanto da LG e Samsung com poucos anos quebram. Blu-ray também de 2012 com acesso à internet (raro na época) que até hoje funciona o Netflix. Sem contar minha NEX-F3 de guerra que comprei em 2013 numa promoção a 850 reais e já rodou comigo, levou queda, se besuntou de areia de praia e até hoje está firme e forte.

Agora será ainda mais impraticável comprar produto da Sony…

Vinícius Barros (@viniciusbarros)

Espero que a Panasonic não leve o mesmo fim. Também gosto muito da marca, mas parece meio apagada no Brasil…

Idney Silva Jr. (@Iddd86)

Socorro Paulo Gued, o que tá acontecendo? A Sony deve ser comunista, só pode…

Rafael Machado de Souza (@rafael.mds)

Acho que essa câmera chegou a ficar abaixo dos 700 reais na época… Me arrependo tanto de não ter comprado.

Leandro Alves (@KILLME)

Pode ser que essa noticia decida o que será o mercado de consoles no Brasil. Com a microsoft montando o XSX em Manaus a Sony poderá perder muito mercado com dólar alto.

Breno (@bbcbreno)

Whaaaat! Como assim?!

As TVs Sony são caríssimas e são produzidas no Brasil?! Eu achava q eram caras por serem importadas.

🤷‍♀️ (@xavier)

Tem que aumentar o imposto de importação pra além dos 60%, só assim vai incentivar a industrialização do país, aumentando empregos e fazendo o dinheiro “rodar” aqui dentro.

A FRASE ACIMA CONTÉM IRONIA.

Reginaldo Ribeiro (@Reginaldo_Ribeiro)

Perder um big player é sempre ruim, principalmente no ramo de TV, que em alguns anos temos regressão nos modelos ao invés de evolução. Com a Sony fora, Samsung e LG tendem a ficar mais “confortáveis” e pararem de evoluir sua tv’s. Panasonic e TCL tem bons produtos mas não oferecem perigo, e não tem a mesma confiabilidade da Sony. Philco e Philips deixam muito a desejar em qualidade. A JVC veio com um preço agressivo, vendeu 2 meses e sumiu do mercado, coitado de quem comprou.

@ksio89

Pra linha PlayStation não acho que muda muita coisa, já que o PS4 já era importado há pelo menos 3 anos. Agora lamentável a saída da Sony, gosto muito dos produtos de áudio e vídeo da empresa, mesmo sendo em geral mais caros que os concorrentes. Eletrônicos já estão caríssimos, com menos concorrência ficarão ainda mais caros.

Exibir mais comentários