Início » Telecomunicações » Claro promete lançar TV via streaming nas próximas semanas

Claro promete lançar TV via streaming nas próximas semanas

Lançamento é confirmado por José Félix, presidente da Claro; Streaming Box terá canais ao vivo e aplicativo da Netflix

Lucas Braga Por

A Anatel confirmou que a TV por assinatura pela internet não deve ser regulamentada pela agência, e já há um movimento de mudanças no setor: a Claro se prepara para lançar sua plataforma de streaming de canais pagos nas próximas semanas. O serviço deve brigar com a modalidade tradicional de TV paga, e com aplicativos das próprias emissoras.

Apresentação do Streaming Box da Claro

O CEO da Claro, José Félix, informou nesta terça-feira (15) durante o Painel Telebrasil que houve alta na busca por entretenimento e maiores velocidades de internet na pandemia, e afirmou: “iremos lançar em questão de semanas ou um pouquinho mais uma série de pacotes alternativos para os clientes que não têm acesso à televisão oferecida pela Claro”. Em agosto, o executivo afirmou que o serviço terá um custo mais baixo que a TV por assinatura tradicional.

Streaming da Claro terá futebol, Telecine, HBO e mais

Em julho de 2020, o Tecnoblog revelou com exclusividade o Claro Streaming Box, que leva acesso a emissoras de TV aberta, canais de esporte e conteúdo do Telecine, HBO, Fox Premium, Paramount+, Looke, Philos, Premiere e Combate, além de aplicativo da Netflix.

O serviço em questão é vinculado a uma TV Box, que se conecta na internet via Wi-Fi ou cabo de rede. A instalação é feita pelo próprio cliente; com isso a operadora deve economizar com mão-de-obra de técnicos e cabos coaxiais.

Ainda não foram divulgados detalhes como preços, planos e programação, mas o manual informa que a TV Box será fornecida gratuitamente em comodato – ou seja, deve ser devolvida em caso de cancelamento da assinatura. A cartilha também informa que o produto é adequado para quem não está interessado em TV a cabo, e que a experiência “completa” continua disponível nos pacotes tradicionais da NET.

Claro deve economizar impostos com TV por streaming

A migração para a TV pela internet pode ser vantajosa para a Claro. Como o streaming é considerado um Serviço de Valor Agregado (SVA), a empresa deixará de pagar uma série de impostos que incidem na TV por assinatura tradicional (SeAC), como ICMS, FUST, Funttel e Condecine, arcando apenas com o ISS.

Por outro lado, a empresa terá concorrência, uma vez que esse movimento é estudado por programadoras e operadoras como a Oi. Recentemente, a Globo anunciou o Globoplay + canais ao vivo, com acesso ao streaming da empresa mais os canais da Globosat, como SporTV, GNT, Multishow e Viva. A emissora também comercializa o Premiere e Combate pela internet.

Comentários da Comunidade

Participe da discussão
17 usuários participando

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Guilherme da Silva Manso (@GuilhermeManso)

Tendo os canais Discovery (aliás, cadê o serviço de streaming deles?) e os canais abertos eu já cancelo a minha Claro TV e assino essa na hora!
Vocês acham que a Claro montará combo com internet fixa com planos desse box? De nada vai adiantar para quem já tem o combo, cancelar a tv tradicional e migrar para o streaming para pagar mais caro na internet uma vez que não tem o combo mais. :S

@RODRIGO

Para mim, tem que ter ‘De Férias com o Ex’!!

@ksio89

Não vai demorar muito para o governo querer cobrar os mesmos 6,02x10²³ impostos no streaming que já cobra na TV por assinatura, é questão de tempo.

E vamos ver os preços, se for cobrar valores parecidos com o de TV, excluindo a Netflix, confirma que empresário brasileiro adora reclamar da carga tributária absurda, mas não repassa para o cliente quando há desoneração ou redução de custos.

Eu (@Keaton)
Claro deve economizar impostos com TV por streaming

Se essa economia for repassada pro consumidor… ai sim vejo alguma vantagem.

Guilherme da Silva Manso (@GuilhermeManso)

Tem no Prime Video. E no Paramount+.

Guilherme da Silva Manso (@GuilhermeManso)

Também imagino que haverá um movimento do Ministério da Economia nesse sentido, da mesma forma que querem tributar pagamentos digitais.

@RODRIGO

Falando nisso, já assistiu este reality show??

@ksio89

Sim, e não só a União, estados também vão querer sua fatia de ICMS também, que é de longe o tributo que mais onera os produtos e serviços no Brasil.

Claudio Volber (@Claudio_Volber)

Conhecendo a Claro, vai querer cobrar um valor absurdo.

Almir Martins (@hidrON)

Desse jeito não vai mais existir tv a cabo/satélite em pouquíssimo tempo. Milhões de reais em impostos vão sumir.
Isso não vai ficar assim e em pouco tempo perderemos a neutralidade da rede na banda larga. É o único jeito de tentar recuperar esses impostos.

Lucas Braga (@LucasBraga)

Não é o mesmo serviço. Isso aí é TV por assinatura que usa IPTV e provavelmente a mesma TV Box, mas utiliza a rede de fibra da operadora (seja você cliente de banda larga ou não). O tráfego de dados é isolado da banda larga com VLAN diferente. Trata-se de um produto debaixo da Lei do SeAC.

O Claro Streaming Box usará a conexão de internet do cliente, qualquer que seja a operadora, e é considerado um Serviço de Valor Agregado (SVA) que não requer regulamentação ou fiscalização da Anatel.