Início » Jogos » Sony reduz unidades do PS5 por problemas na produção do processador

Sony reduz unidades do PS5 por problemas na produção do processador

Número de consoles produzidos teria sofrido redução em 4 milhões de unidades por conta do problema

Vivi Werneck Por

As notícias em torno da Sony e o PlayStation 5 não estão lá muito claras ultimamente, especialmente em relação a concorrente Microsoft. A última da vez seria um problema na produção do processador do novo console, o que pode reduzir a quantidade final de aparelhos a poucos meses do lançamento, no final de 2020 (ainda sem data definida).

PlayStation 5

As informações são do Bloomberg. Uma fonte anônima teria dito ao site que a Sony estaria com problemas no desenvolvimento do novo chip customizado do PS5 (resumidamente, o que faz o console funcionar) e, por isso, a produção seria reduzida para 11 milhões de unidades entregues até 31 março de 2021. O plano inicial era de produzir 15 milhões de aparelhos até esse período.

A produção do PS5 teria começado em julho deste ano e, mesmo com a margem reduzida em 4 milhões de aparelhos, ainda espera-se que o PlayStation 5 tenha uma produção maior que o PS4, comparando ambos os períodos iniciais de lançamento.

No entanto, segundo o analista Daniel Ahmad (@ZhugeEX), essa redução na produção agora deve afetar o abastecimento do mercado, em 2021. “Problemas de produção sempre existirão, especialmente no início do lançamento de um console, embora este pareça mais grave do que o esperado”, comenta Ahmad no Twitter.

Um ponto levantado pelo site Slashgear, sobre esse assunto, faz muito sentido: “Produção e oferta, no entanto, não se traduzem em demanda.”

A questão é saber se haverá interesse suficiente do consumidor para comprar 11 milhões de unidades nos primeiros meses de lançamento, já contando com o corte na produção. A Sony está otimista quanto a isso, mesmo com os problemas.

É claro que ainda não dá para fazer alguma projeção mais certa sobre vendas,  já que ainda não sabemos o bendito preço do PS5. Talvez isso mude nesta quarta-feira, às 17h (horário de Brasília), durante um novo evento online do PlayStation. Vamos ver se agora vai, porque não faz mais sentido tanto mistério.

Com informações: Bloomberg e Slashgear

Comentários da Comunidade

Participe da discussão
4 usuários participando

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

@ViviWerneck

Você está correto! Muito obrigada pela observação. Vou adequar o texto.

Bruno Peres Vieira (@bvieira)

Não entendi muito bem o que você quis dizer. Na Bloomberg, está dito que o problema está no rendimento (yield) dos SoCs, que estão a um nível próximo de 50%. Essa medida é a quantidade de aproveitamento, e quanto maior, melhor, uma vez que indica a porcentagem de chips produzidos que estão funcionais dentro do esperado. Não seria um problema do processador, então?

@ViviWerneck

Entendi o que você quis dizer, mas o que corrigi antes era que meu texto dava a entender que alguns chips “defeituosos” foram instalados no PS5 e, por isso, a produção foi reduzida para consertar o “erro”.

Na verdade, essa questão que você apontou teria sido detectada pela Sony durante a produção do chip customizado deles, o que ocasionou a redução da produção para verificar o problema.

Goku SSGSS (@renatodantas)

Seguirei no aguardo da versão Slim (essa aí tá com cara de tijolão) e hardware bugs free.