Início » Saúde » Coronavírus-SUS: como saber se encontrei alguém com COVID-19

Coronavírus-SUS: como saber se encontrei alguém com COVID-19

App permite cadastro de teste positivo para COVID-19 e alerta sobre possível contágio, sem revelar identidade de usuários

Gabrielle Lancellotti Por

O Coronavírus-SUS, aplicativo oficial do Governo Federal do Brasil, disponível para smartphones com Android e iPhone (iOS), pode avisar se você esteve em contato com pessoas diagnosticadas com COVID-19. Para oferecer essa informação, o app conta com a tecnologia “API Exposure Notification” ou Sistema de Notificações de Exposição, desenvolvida em conjunto pelo Google e pela Apple, para os seus sistemas móveis.

No Brasil, apenas o Ministério da Saúde tem licença para usar o recurso. A função presente no app alerta, em até 24h, se pessoas que testaram positivo para a doença estiveram próximas a você, nos últimos 14 dias.

Coronavírus-SUS/Gabrielle Lancellotti

Segundo o setor governamental responsável pela saúde, o uso da técnica de rastreamento de casos positivos da doença é um fator que pode ajudar na transição da população de volta à vida cotidiana. Além disso, a medida representa uma estratégia para o gerenciamento de risco de novos surtos da enfermidade.

Como cadastrar meu teste positivo de COVID-19

Na tela principal do aplicativo, há a opção de “compartilhar o seu teste positivo” para COVID-19. Vale destacar que a identidade do indivíduo infectado não é divulgada para outros usuários do Coronavírus-SUS.

Antes da informação ser incluída no app, é preciso validar o resultado do seu exame (PCR ou sorológico) no site Valida Coronavírus SUS [validacovid.saude.gov.br].

Coronavírus-SUS/Gabrielle Lancellotti

Será checada a compatibilidade entre o exame apresentado e dados integrados da Rede Nacional de Dados em Saúde (RNDS) e da plataforma de vigilância (e-SUS Notifica) — ambas reúnem registros dos pacientes com COVID-19, no país.

Após a confirmação, um código de seis números (token) é gerado. Essa sequência numérica é indispensável para que seu exame conste no aplicativo.

Como o aplicativo Coronavírus-SUS funciona?

De acordo com o Ministério da Saúde, o Sistema de Notificação de Exposição não coleta informações pessoais — como nome, CPF e número de celular — do usuário e nem dados de geolocalização. Sendo assim, como o app não rastreia a pessoa testada como positivo para a COVID-19 e nem a pessoa que recebe a notificação da possível exposição à doença, pressupõe-se a segurança das identidades de quem usa a plataforma.

 Bluetooth sempre ativado

Coronavírus-SUS: bluetooth ativo/Gabrielle Lancellotti

Um código gerado aleatoriamente é atribuído a cada dispositivo e, para fins de privacidade, esse código muda a cada 15 minutos. Quando smartphones com o app baixado se aproximam fisicamente, os códigos são “trocados” via Bluetooth Low Energy e as informações são armazenadas no cache do seu aparelho.

Uma chave de diagnóstico (que não contém dados pessoais) é criada quando um usuário tem seu exame positivo para a doença validado e constando no app. O Coronavírus-SUS analisa regularmente os códigos no servidor, comparando-os com as chaves salvas no seu dispositivo. Com isso, é possível indicar se você foi exposto ao risco de infecção.

Com o envio criptografado de dados, via bluetooth de baixa energia, o aplicativo identifica contatos a uma distância de 1,5 a 2 metros e por um tempo mínimo de cinco minutos, entre aparelhos que tenham o Coronavírus-SUS instalado. Além disso, é necessário que a ferramenta de notificação de exposição esteja ativada.

Coronavírus-SUS: funcionamento do sistema de notificação de exposição/Reprodução
Para que o app esteja em pleno funcionamento é necessário, então:

  • Ferramenta de notificação de exposição ativada;
  • Bluetooth do seu aparelho sempre ativado;

Por fim, caso o usuário entre em contato com uma pessoa contaminada pelo sars-CoV-2, uma notificação será enviada pelo Ministério da Saúde.  Na mensagem, será informado que essa é uma medida de prevenção. Dessa forma, deve-se reforçar a higiene pessoal e ficar atento ao possível aparecimento de sintomas característicos da doença — como dor de garganta, febre, tosse e falta de ar.

Ao tocar na opção “Possível exposição”, na tela principal do app, você pode conferir um “histórico” dos alertas de provável risco de contágio, nos últimos 14 dias.

Informação confiável e combate às Fake News

O aplicativo também reúne artigos com dicas — o que você precisa saber e fazer para eliminar o vírus de forma eficaz — e notícias de portais oficiais. Você pode conferir instruções de como se prevenir e como evitar a transmissão do agente causador da doença, por exemplo. Essa é uma forma de combater notícias falsas e de entregar informações corretas à população.

Vale destacar que a comunicação com os usuários é feita exclusivamente pelo app. Ou seja, deve-se desconfiar de e-mails, SMS e qualquer outro tipo de interação, principalmente se informações pessoais forem solicitadas.

Com informações de: Ministério da Saúde e Coronavírus-SUS

Comentários da Comunidade

Participe da discussão
2 usuários participando

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

@Banana_Phone

Abri o aplicativo aqui e até no aplicativo de Coronavírus tem Story. É um ícone com uma bolinha que ao clicar mostra manchetes de notícias e pra visualizar é só arrastar pra cima.