Início » Telecomunicações » Copel Telecom será leiloada com lance mínimo de R$ 1,4 bilhão

Copel Telecom será leiloada com lance mínimo de R$ 1,4 bilhão

Copel Telecom tem backbone de fibra óptica em todos os municípios do Paraná; leilão será realizado em novembro

Lucas BragaPor

A Copel, concessionária de energia no estado do Paraná, irá se desfazer da Copel Telecom. A empresa subsidiária é dona de uma extensa rede de fibra óptica e também atua como provedor de banda larga para usuários residenciais. O edital do leilão foi aprovado nesta quarta-feira (16) e estabelece o valor mínimo de R$ 1,4 bilhão.

Site da Copel Telecom

O leilão será realizado no dia 9 de novembro de 2020 pela B3, e os compradores deverão apresentar lances para arrematar 100% das ações da Copel Telecom. A venda da companhia era prevista desde 2019 e já recebeu autorização do Cade.

De acordo com o Valor, os recursos obtidos na venda serão reinvestidos no setor de energia eólica, solar e transmissão. Além da empresa de redes, a Copel também quer se desfazer da companhia de gás (Compagás) até o fim de 2021.

Os colaboradores da Copel Telecom serão realocados para outros setores da companhia de energia. A vencedora do leilão poderá adquirir um serviço de gestão e operação durante seis ou doze meses após a compra.

Copel Telecom tem fibra em todos os municípios do PR

Quem arrematar a Copel Telecom irá levar um ativo valioso: ela tem 36 mil km de fibra óptica própria, com backbone em todos os municípios do Paraná. A companhia possui cerca de 200 mil clientes de banda larga e cobertura de 1 milhão de domicílios com FTTH. A empresa também conta com direito de uso do backbone da extinta Brasil Telecom, atual Oi.

Em acessos, a Copel é menor que Claro, Vivo e Oi, mas mantém a dominância nas conexões com fibra óptica. Além de usuários residenciais, a empresa atende clientes corporativos com serviço de link dedicado e co-location de servidores.

Com informações: Plural.

Comentários da Comunidade

Participe da discussão
8 usuários participando