Início » Internet » Facebook e Instagram facilitam derrubada de fotos por copyright

Facebook e Instagram facilitam derrubada de fotos por copyright

Além de vídeos e músicas, o Rights Manager permitirá reivindicar direitos sobre imagens publicadas por terceiros no Facebook e no Instagram

Victor Hugo Silva Por

A ferramenta que ajuda pessoas e empresas a evitarem o uso indevido de seu conteúdo no Facebook e no Instagram foi atualizada. Agora, além de limitar o uso de vídeos e músicas que têm proteção por copyright, o Rights Manager permite reivindicar o direito sobre fotos e determinar se elas podem ou não serem usadas em perfis e páginas nas duas plataformas. A solução já foi liberada para um grupo de parceiros do Facebook, mas ainda não há uma previsão de quando ela será liberada para todos.

Facebook e Instagram facilitam derrubada de fotos por copyright

Disponível no Creator Studio (Estúdio de Criação), o Rights Manager será útil para quem costuma publicar muitas fotos autorais no Facebook e no Instagram. Com a ferramenta, é possível manter uma espécie de arquivo com imagens e decidir quais delas serão liberadas para terceiros, quais terão a exibição limitada para alguns países e quais serão derrubadas dos posts de outros usuários e páginas. A ferramenta também permite forçar a exibição do crédito da imagem.

O Facebook vai atribuir o direito à foto quando a pessoa ou empresa enviar a foto que será protegida e um arquivo CSV com metadados da imagem. Esse arquivo também pode indicar os países em que os direitos são válidos. Após o cadastro, a ferramenta começa a buscar imagens correspondentes em publicações nas duas redes sociais e aplica uma das medidas solicitadas pelo proprietário.

Caso os direitos sobre uma foto sejam reivindicados por mais de uma parte, a plataforma permitirá iniciar uma disputa, que também será destacada no painel do Rights Manager. O Facebook decidirá quem poderá controlar a imagem em seus serviços e, se, mesmo assim, não houver acordo, será possível denunciar uma violação ou infração de direitos por meio de um formulário já oferecido pela empresa.

Facebook tem página para aderir ao Rights Manager

Enquanto o Rights Manager não é liberado para todos, o Facebook já oferece uma página de inscrição para quem deseja usar o recurso. Nela, é possível indicar se os direitos que serão reivindicados são de uma empresa, de um criador individual ou de um representante legal, por exemplo. A página pede ainda detalhes sobre o tipo de conteúdo e a frequência com que ele é publicado.

A ferramenta, que parece ser mais voltada para quem publica muitas fotos autorais no Facebook e no Instagram, é uma nova tentativa de pressionar pelo uso de conteúdo original. Porém, ainda há dúvidas sobre como atuar em situações envolvendo memes, que, em geral, usam muitas fotos de terceiros. É o que o Facebook pretende analisar em seus testes.

Com informações: The Verge, TechCrunch.

Comentários da Comunidade

Participe da discussão
1 usuário participando

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação