Início » Finanças » Amazon One lê palma da mão para fazer pagamentos

Amazon One lê palma da mão para fazer pagamentos

Amazon One é um sistema de pagamentos que funciona com biometria da palma da mão

Emerson Alecrim Por

O pagamento eletrônico tem avançado a passos largos nos últimos anos, em parte, graças às tecnologias de aproximação. E se, em vez de um cartão contactless ou do celular, você aproximasse a palma da sua mão de um leitor para pagar a sua compra? Essa é proposta do Amazon One.

Amazon One

A ideia é simples: ao passar pelo caixa de uma loja, tudo o que você precisa fazer é posicionar a palma da mão a alguns centímetros do sensor para pagar. O dispositivo fará leitura de características físicas, como linhas e sulcos da palma. A combinação dessas características é única para cada indivíduo, logo, esses dados resultam em uma “assinatura digital” que funciona para identificação pessoal.

Como não é necessário tocar no sensor, uma tecnologia como essa surge como uma solução importante para esses tempos de COVID-19. Mas a Amazon explica que adotou a biometria de mão por essa modalidade oferecer mais privacidade do que outras tecnologias biométricas, como reconhecimento facial.

Essa privacidade maior se baseia em dois aspectos: em um banco de dados, não é possível identificar uma pessoa simplesmente olhando para a palma de sua mão; a leitura biométrica só é feita quando o indivíduo posiciona a sua mão acima do sensor (ao contrário do reconhecimento facial, que pode ser feito a partir de uma câmera de segurança, por exemplo).

Sistemas de biometria da mão existem há anos, mas nunca foram amplamente adotados. Está cedo para dizer se o Amazon One conseguirá mudar esse cenário, mas a empresa dá a entender que a tecnologia é segura o suficiente para permitir operações financeiras em larga escala.

Amazon One - sensor

Para tirar a prova, o Amazon One vai ser testado nas lojas Amazon Go em Seattle e levado a outros estabelecimentos da companhia no decorrer dos próximos meses.

Os usuários não precisam ter uma conta tradicional na Amazon. Basta associar número de telefone e cartão de crédito ao cadastro biométrico para usufruir do serviço. Os dados poderão ser apagados no site do Amazon One a qualquer momento.

Está nos planos da Amazon oferecer a tecnologia a terceiros. A companhia acredita que o Amazon One poderá ser usado em redes de varejo, estádios e prédios de escritórios, não só para pagamentos, mas para controle de acesso, por exemplo.

Comentários da Comunidade

Participe da discussão
7 usuários participando

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Sérgio (@trovalds)

Bom, o Bradesco adota a biometria da palma da mão há algum tempo.

imhotep (@imhotep)

O problema do Bradesco é encostar a mão naquele dispositivo (idem a outros bancos que usam a digital). E falo isso bem antes da pandemia.

Se for assim à distância, como mostrado na imagem, acho mais interessante.

Cesar Osvaldo Müller (@cesar)

O do bradesco funciona sem encostar, mas vc precisa deixar a mão flutuando bem próximo ao “plástico” graças a distancia de leitura do sensor, que é bem “especifica”

imhotep (@imhotep)

Já tentei. Sempre dá erro e é um saco ficar segundos parado com a mão “voando”. Não funciona bem.

Cesar Osvaldo Müller (@cesar)

Sempre fiquei me questionando pq não tínhamos sistemas de pagamento com esse tipo de leitura, igual ao bradesco usa, bom, espero que dê certo, imagine entrar em uma Amazon go só “passando o pulso”

Renato Garcia (@Renato)

O plástico é só um limitador para que as pessoas não colocassem a mão em cima do leitor, encostando totalmente no painel. Sem o plástico, indicando que ali que tem que ser colocada a mão, geraria muita confusão para quem não está acostumado. Vejo como uma questão de usabilidade.

Renato Garcia (@Renato)

Gostei demais da ideia, vamos ver se pega… Usar a palma de nossa mão como meio de pagamento vai ser muito bom, bem melhor do que o reconhecimento facial.

@FastSloth87

Amazon roubando mais empregos, agora das ciganas da praça!

@ksio89

kkkkkk confesso que levei alguns segundos até entender a piada.