Início » Internet » YouTube volta a exibir vídeos PiP no iOS 14 para todos os usuários

YouTube volta a exibir vídeos PiP no iOS 14 para todos os usuários

Donos de iPhone e iPad com iOS 14 poderão exibir vídeos do YouTube em PiP pelo navegador mesmo sem o YouTube Premium

Bruno Gall De Blasi Por

O YouTube liberou, nesta quinta-feira (1), a exibição de vídeos com o recurso picture-in-picture (PiP) em navegadores do iOS 14 a todos os usuários. O recurso, que reproduz os conteúdos do site da plataforma de streaming em uma janelinha flutuante, funciona no Safari e em browsers como o Chrome e Firefox para iPhone e iPad.

YouTube volta a exibir vídeos PiP no iOS 14 para todos os usuários (Imagem: Bruno Gall De Blasi/Tecnoblog)

O recurso está disponível novamente no site da plataforma de streaming aos usuários depois de ser limitado aos assinantes do YouTube Premium. Agora, a função pode ser utilizada diretamente por um navegador para iPhone ou iPad com iOS 14 instalado, e sem precisar assinar o serviço de streaming para ter acesso a este modo de reprodução de vídeos.

Como exibir vídeos do YouTube em PiP no iOS 14

Em testes realizados pelo Tecnoblog na manhã desta sexta-feira (2), foi possível reproduzir vídeos no modo PiP no iPhone e no iPad, via Safari, Firefox e Google Chrome, com o iOS 14.0 e iOS 14.0.1, respectivamente. Nos dois casos, o recurso estava disponível mesmo sem fazer login com a conta do Google no serviço.

O uso do recurso é simples. Para ativá-lo, basta colocar o vídeo em tela cheia e pressionar o botão que ativa o modo picture-in-picture, como demonstrado na imagem abaixo. Depois, o vídeo será reproduzido em uma janelinha flutuante, que permanecerá em exibição mesmo que você minimize o navegador e abra o WhatsApp, por exemplo.

Saiba como ativar o modo PiP no YouTube via Safari pelo iOS 14 (Imagem: Reprodução/Tecnoblog)

O aplicativo do YouTube para iPad e iPhone, no entanto, ainda não tem suporte ao recurso. No final de agosto, alguns usuários relataram que tiveram acesso ao miniplayer para o novo sistema operacional móvel da Apple, mas de forma limitada. Ainda não há informações sobre o lançamento da ferramenta ao app para iOS 14.

O recurso já está disponível no app para Android para assinantes do YouTube Premium.

iOS 14

iOS 14 leva picture-in-picture ao iPhone

O iOS 14 é a versão mais recente do sistema operacional móvel de Apple. A atualização não só dá uma nova cara à tela inicial, como leva o picture-in-picture nativo ao iPhone, para reproduzir vídeos em pequenas janelas flutuantes, mesmo com os aplicativos minimizados.

Revelado em 22 de junho, durante a WWDC 2020, o sistema operacional chegou à versão final em 16 de setembro de 2020, logo após o evento que introduziu novos iPads e Apple Watches. O update está disponível para o iPhone 6S e iPhone 6S Plus e gerações mais recentes dos celulares da Apple.

Com informações: iMore, MacRumors e The Verge

Comentários da Comunidade

Participe da discussão
11 usuários participando

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Gigo CAP (@GigoCAP)

O usuário de Android já vê anúncios do Google Ads o dia inteiro em apps e sites, mas pra ver vídeo do YT em PiP tem que pagar.

Complicado.

Carlos (@crls)

Os gestos do Android que são uma , são pura e simplesmente uma gambiarra para emular a experiência do iPhone, sendo que os aplicativos da Play Store não seguem um guideline específico para lidar com gestos. Por isso continuo usando os botões que ainda estão disponíveis na One UI, ocupa uma parte da tela mas é melhor do que se estressar com essa coisa mal feita.

Tori Niwikari (@Tori)

Existe a anos, mas não quer dizer que é igual a experiência do iOS.
O do Pixel/MIUI, ao ir para a tela de início, o vídeo roda em background, mas não roda o PiP, só depois de usar o gesto de abrir a multitarefas que aparece uma janelinha DO NADA do vídeo rodando.
É um saco isso, tanto no app do Youtube Premium quanto no Vanced.

Igor (@Highwind)

Eu tirei o Samsung Pay da homescreen pq direto abria sem querer. Deixei só na tela de bloqueio e desligada. Ainda abre vez ou outra, mas nada que incomode