Início » Internet » Twitter vai mudar sistema que prioriza rosto branco em fotos

Twitter vai mudar sistema que prioriza rosto branco em fotos

Twitter reconhece que sistema de recorte pode priorizar rostos brancos em prévias; empresa promete mudanças

Emerson Alecrim Por

Em setembro, o Twitter se envolveu em uma polêmica das grandes: usuários perceberam que os algoritmos do serviço podem priorizar a exibição de rostos brancos nas prévias das imagens, mesmo se rostos negros estiverem em posição mais favorável para isso. A companhia prometeu investigar o problema. Nesta semana, veio a decisão: o sistema da rede social vai mudar.

Yucel Moran / Twitter hackeado /Unsplash

Para quem usa pouco ou não acessa o Twitter, eis uma rápida explicação: imagens publicadas na rede social não aparecem em tamanho original, mas em prévias. É preciso abrir o tweet para a imagem ser exibida na íntegra.

Dependendo das dimensões da foto, o Twitter recorta partes desta para, teoricamente, exibir apenas as informações mais importantes na prévia. É aqui que começa o problema. Alguns usuários perceberam que, se uma única imagem contiver uma sequência de rostos, as faces de pessoas brancas é que serão mostradas nas prévias.

A descoberta rapidamente ganhou repercussão, razão pela qual o Twitter prometeu providências. Na ocasião, Dantley Davis, chefe de design do serviço, explicou que as prévias são feitas por um mecanismo baseado em aprendizagem de máquina que analisa padrões de contraste para definir quais áreas das imagens devem ser recortadas.

Em comunicado liberado nesta semana, o Twitter enfatiza que esse sistema tenta prever para onde as pessoas vão olhar primeiro em uma foto. A companhia afirma que, nos testes para apuração do problema, não encontrou nenhum viés racial no sistema, mas reconheceu que a maneira automática como as fotos são recortadas tem potencial para danos.

“Deveríamos ter feito um trabalho melhor para antecipar essa possibilidade quando estávamos projetando e desenvolvendo esse produto”, diz um trecho da nota.

Diante dessa percepção, a companhia prometeu mudanças. Para começar, o Twitter pretende diminuir a dependência de um sistema automático de recortes para permitir que os usuários tenham mais controle sobre como suas imagens serão exibidas nas prévias.

Em uma etapa posterior, o plano é otimizar os sistemas do Twitter para que o tweet com uma imagem exiba exatamente o mesmo conteúdo que o usuário vê enquanto compõe a mensagem. Nesse sentido, a companhia pretende estudar formas de evitar que, em imagens muito longas ou fora do padrão, áreas que fogem do propósito da publicação sejam destacadas nas prévias.

Por fim, o Twitter reconheceu que o preconceito em sistemas de aprendizagem de máquina, ainda que não intencional, é um problema de todo o setor.

“Embora nenhum sistema possa ser completamente livre de preconceitos, continuaremos a minimizar o problema por meio de análises deliberadas e completas, e a compartilhar novidades conforme avançarmos nesse assunto”, informa a parte final do comunicado.

Comentários da Comunidade

Participe da discussão
7 usuários participando

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Alex (@wuhkuh)

É tão fácil resolver isso, é só deixar o próprio usuário escolher o que vai aparecer na previa, assim como toda rede social já faz ao uparmos uma foto de perfil, mostra o corte e a pessoa escolhe o que fica dentro

Caleb Enyawbruce (@Enyawbruce)

teria q ser uma opcao. Eu nao quero ter esse trabalho a cada foto postada, entao iria deixar desativada

Renan (@Johnsson)

O cara gosta de chamar a atenção, na verdade isso é um mero detalhe do ML, provavelmente relativo a luminosidade ou similar.

Schio ☭ (@Sckillfer)

Poderia ser usada a AI no momento que tu sobe a foto para já facilitar o trabalho de seleção, sendo um bom trabalho tu já postaria direto, caso contrário mudaria a seleção; mas atualmente usuário não sabe nem como vai ficar o tweet, aparece de um jeito e ao postar fica de outro.

Murilo Aquino (@Murilo_Aquino)

Não faz mais que a obrigação.

Eita (@mandatario)

Usuários da plataforma testaram N formas diferentes.
Essa foi um das primeiras. A mais obvia. Senhor obvio.

E mostraram os dados. Todas em todas as situações priorizava os brancos.

Renan (@Johnsson)

O zero não curte muito o um. Senhor obvio.

Eu não entendo nada de computação =)

Alex (@wuhkuh)

Exatamente, uma boa ideia