Início » Finanças » Pix para transferências ao exterior chega até 2023, diz Banco Central

Pix para transferências ao exterior chega até 2023, diz Banco Central

Novidade depende de leis cambiais; Pix permitirá sacar dinheiro em lojas em 2021, além de pagar por aproximação (NFC)

Felipe Ventura Por

O Banco Central promete evoluir seus sistema de pagamentos instantâneos para incluir recursos que vão muito além da TED e DOC: o Pix servirá para realizar saques de dinheiro em lojas, fazer compras via QR Code e usar cartões e celulares por aproximação (NFC). Além disso, será possível enviar dinheiro ao exterior até 2023 — mas isso depende de novas leis cambiais.

Pix

“A possibilidade de você fazer um Pix fora do Brasil está na agenda evolutiva do Pix, mas não para o ano que vem”, disse João Manoel Pinho de Mello, diretor de organização do sistema financeiro e de resolução do BC, em uma live nesta terça-feira (6). Ele estima que isso será lançado entre 2022 e 2023.

A internacionalização do Pix depende de uma atualização nas regras para operações de câmbio. No ano passado, o BC enviou ao Congresso o projeto de lei 5387/2019: a ideia é consolidar 40 leis cambiais, que somam mais de 400 artigos, em apenas um texto com cerca de 30 artigos. A legislação vigente sobre o assunto foi elaborada, em sua maioria, entre os anos 1920 e 50.

Roberto Campos Neto, presidente do BC, disse anteriormente que a nova lei ajudaria a tornar o real brasileiro uma moeda conversível, ou seja, uma forma de pagamento mais amplamente aceita como o dólar e o euro. Além disso, a proposta é de simplificar e agilizar o processamento de operações de câmbio.

BC trará novidades ao Pix em 2021

Enquanto isso não vem, o BC prioriza outras áreas. No ano que vem, teremos os pagamentos instantâneos por aproximação, através de celulares e cartões compatíveis com NFC. Além disso, o Pix permitirá que transferências sejam feitas a partir de um QR Code gerado pelo próprio pagador.

No 1º semestre de 2021, o Pix poderá usado para saque de dinheiro em lojas e supermercados; será como se você estivesse fazendo uma compra. E, graças a um acordo de cooperação técnica com a Aneel (Agência Nacional de Energia Elétrica), será possível pagar a conta de luz em qualquer horário e dia da semana.

“O Pix é uma plataforma multifuncional, vários modelos de negócios surgirão, modelos que ainda nem sabemos”, disse Mello.

Com informações: Mobile Time, Estadão.

Comentários da Comunidade

Participe da discussão
3 usuários participando

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

 • 令和 • Ward'z de Souza 🇯🇵🎌🦊🔥 - Risonho e Límpido (@Wardz_de_souzA)

Novamente: se todos os outros setores do país tivessem 10% da eficiência do setor financeiro, nós estaríamos em uma situação muito melhor em todos os sentidos.

Guilherme Borges (@Loumier)

Isso deve ser por conta das muitas fraudes que existem no Brasil. O Brasil tem um dos sistemas financeiros mais sólidos e tecnologicamente avançados do mundo, talvez até o mais avançado. Isso tudo foi meio que forçado.