Início » Telecomunicações » Claro Box TV é lançado com streaming de canais por R$ 49,90 mensais

Claro Box TV é lançado com streaming de canais por R$ 49,90 mensais

TV Box da Claro tem controle remoto com comando de voz e começa a ser vendida em São Paulo e Rio de Janeiro

Lucas Braga Por

A Claro iniciou as vendas oficiais do Claro Box TV. Apresentado exclusivamente pelo Tecnoblog em julho de 2020, o produto leva emissoras da TV por assinatura tradicional para a internet, sem a necessidade de cabos coaxiais, antenas parabólicas e instalação por um técnico. A operadora lança um plano com conteúdo de streaming e canais ao vivo pelo preço de R$ 49,90 mensais.

Site do Claro Box TV

Site do Claro Box TV. Imagem: Reprodução/Site Claro

Atualização: o site do Claro Box TV saiu do ar na tarde desta quinta-feira (8), mas voltou ao ar na tarde de sexta-feira (9). O Tecnoblog entrou em contato com a operadora para esclarecer o motivo, mas não recebeu resposta até o momento.

A princípio, a contratação do Claro Box TV está restrita a São Paulo (SP) e Rio de Janeiro (RJ). O site da operadora diz que o serviço estará disponível em mais cidades “em breve”. Estes são os planos:

Canais ao vivo Conteúdo de streaming Valor mensal
Canais abertos Acesso ao NET Now e Claro Vídeo R$ 20,00
Canais abertos
Mais de 50 canais de TV paga
Acesso ao NET Now e Claro Vídeo R$ 49,90

Os planos não têm fidelidade, mas há uma taxa de adesão de R$ 250 para não-clientes da Claro. O equipamento é cedido em comodato – ou seja, a TV Box não é de propriedade do cliente e deve ser devolvida à empresa no cancelamento da assinatura.

Até o momento, a operadora não divulgou quais os canais disponíveis no plano de R$ 49,90. De forma avulsa, é possível contratar acesso a HBO, Fox, Looke, Paramount+, StarzPlay, DogTV e Claro Música. Os valores não foram divulgados e não é possível usar a assinatura pré-existente para esse tipo de conteúdo. A TV Box também é compatível com a Netflix, que pode ser utilizada com uma conta não vinculada à Claro.

Interface da Claro Box TV

Interface da Claro Box TV. Imagem: Divulgação/Site Claro

Note que na lista não estão disponíveis conteúdos da Globo, como Premiere e Combate, que estavam presentes no FAQ vazado pelo Tecnoblog. A emissora iniciou a comercialização dos próprios canais pagos dentro do Globoplay em outubro de 2020.

A adesão ao Claro Box TV é exclusiva pelo site da operadora. O produto deve ser instalado pelo próprio assinante e chega em até cinco dias úteis após a contratação. Uma grande vantagem é que a caixinha pode ser utilizada e transportada para qualquer lugar que tenha conexão com a internet – a empresa recomenda pelo menos 10 Mb/s para uma boa experiência com o serviço.

Claro Box TV tem gravador virtual e comando de voz

Uma novidade que não estava presente no manual divulgado pelo Tecnoblog é que o controle remoto do produto possui comando de voz. É possível utilizar a função para digitar nas caixas de texto, bem como pedir a troca de canais ou abrir aplicativos como a Netflix.

Controle remoto da Claro Box TV. Imagem: Reprodução/Site Claro

Controle remoto da Claro Box TV. Imagem: Reprodução/Site Claro

O serviço também dispõe de um gravador virtual, capaz de gravar os canais lineares para assistir em qualquer lugar da casa ou retomar a programação em até sete dias. Não há detalhes quanto ao sistema operacional do aparelho, mas a interface das fotos de divulgação lembra bastante a da Claro NET TV.

Claro Box TV não permite ponto adicional

Algo que pode afastar potenciais usuários do Claro Box TV é que o serviço não permite mais de um equipamento na própria assinatura, e, até o momento, não há aplicativos para smart TVs. A empresa afirma que é possível assistir alguns conteúdos comprados ou alugados em dispositivos através do aplicativo NOW, mas não há detalhes quanto a programação ao vivo.

A Claro afirma que o Box TV é destinado a clientes que não estão interessados em TV a cabo e querem maior flexibilidade, controle e valor. A empresa recomenda um pacote de TV por assinatura tradicional para quem quer uma “experiência premium de entretenimento”.

Streaming paga menos impostos que TV paga

Um dos motivos para que operadoras lancem suas próprias plataformas de streaming é que esse formato é muito menos onerado que a TV por assinatura tradicional. Após a definição da Anatel de que serviços online não precisam seguir as regras da TV paga (SeAC), houve segurança jurídica para lançamento do Claro Box TV.

Enquanto o serviço pelo de TV por assinatura tradicional precisa pagar ICMS, Fust, Funttel e Condecine, plataformas de streaming pagam apenas ISS. Já existe um projeto na Câmara dos Deputados querendo barrar a definição da Anatel, alegando que a migração total do SeAC para a internet pode gerar perda de R$ 3,77 bilhões em impostos.

Atualizado em 09/10/2020 às 13:23

Comentários da Comunidade

Participe da discussão
24 usuários participando

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Matheus Motta (@Matheus_Motta)

Preço bom até (o Globoplay só com os canais da Globo custa um preço parecido), só achei estranho não ser possível assinar os PPV da Globo.

imhotep (@imhotep)

Sem saber quais são os canais, não dá pra saber se vale a pena ou não pagar 50 reais.

Douglas Knevitz (@Douglas_Knevitz)

É impossível que não se adequem aos novos tempos. Ninguém quer pagar por algo que não está interessado em ver.

Esse era o grande defeito das TVs por assinatura. Pagava-se muito e mais da metade dos canais eram para fazer volume.

Se oferecessem a TV box pelos mesmos 49 reais, e dessem um limite de quantos canais o usuário poderia adicionar, seria melhor. Que fossem 10 canais por 49 reais. Mas você poderia escolher esses 10 canais à dedo.

Na época que tinha TV a cabo, de 300 canais, se eu acompanhasse 8, era muito.

Outra coisa que não consigo entender, existe alguma justificativa técnica para a necessidade da TV box ? Não poderia ser apenas um app para o streaming ?

Edgar (@edgar)

Não sabemos quais canais vem, nem podemos comprar mais de um box, nem podemos assinar a TV Box já possuindo uma assinatura de TV a Cabo. Impossível saber se esses R$50 valem a pena.

⠀ (@mdcosta)

Já imagino assim: 50 canais, sendo 30 deles apenas canais de áudio pra ouvir música. Já vi muita gente ser enganada pelo plano básico de TV a cabo da Claro com essa técnica.

imhotep (@imhotep)

Nem todo mundo assiste TV pelo celular ou pelo computador.
Nem toda Smart TV tem atualizações de apps disponíveis.

Concordo q poderia ser um app (para o meu tipo de uso).
Mas eles devem ter pensado num público maior.

Marcelo Ferreira (@marcelo_mar25)

Acho que a ideia de criar a TV box é de garantir que o serviço vai funcionar, se eles apenas fizessem um app por assinatura, muita gente iria instalar esse app em celulares, tablets ou TV box de baixo custo, o app não iria funcionar bem e iriam dizer que o app é ruim sendo que o aparelho que está rodando o app que é ruim

Jefferson Rodrigues (@Jefferson_Rodrigues)

Na verdade, o preço do serviço não é de 50 reais, mas sim de exatos R$ 70,73, por conta da taxa de adesão.

Caleb Enyawbruce (@Enyawbruce)

Eles lançaram o produto/serviço sem informar quais são os canais??? Como assim, bicho? Quem vai ser o louco que vai assinar um serviço que você não sabe o que vai receber??? Alias, diante da legislação de proteção ao consumidor, é permitido vender um serviço sem informar o que você está oferecendo?? Que loucura…

Jefferson Rodrigues (@Jefferson_Rodrigues)

Qualquer pessoa que mora em SP pode reclamar, na Anatel, pra claro informar os canais. Se eu morasse em SP, iria reclamar.

Diego M. Viegas (@Diego_Viegas)

Era só o que faltava, lootbox de canal por assinatura! O serviço até que é promissor, mas no momento não parece muito interessante com esse negócio de assinar para depois saber quais são os canais disponíveis.

Alisson Santos (@alisson)

Canais Globo (antiga Globosat) são os mais caros para as operadoras, de modo que sem eles qualquer plano fica mais barato (a Cabo Telecom que o diga). Por outro lado, os canais Globo sendo vendidos separadamente ficam mais baratos por não terem as operadoras como intermediários. O melhor de dois mundos, portanto, é assinar um pacote de operadora sem os canais Globo e assinar os canais Globo sem intermédio de uma operadora. Assim você consegue ter um excelente pacote da TV paga sem ter que pagar o que pagava até pouco tempo atrás.

Tiago Jeronimo (@TiagoJL)

Só tem uma coisa que ainda sinto falta de quando assinava TV a Cabo: eventos ao vivo, tipo Oscar e Grammy(e até esses já tá dando pra assistir pelo youtube). De Resto, acho desnecessário.

Matheus Motta (@Matheus_Motta)

Acredito que os canais sejam o mesmos do pacote básico, por isso não devem estar divulgando. Ainda assim é estranho…

Jefferson Rodrigues (@Jefferson_Rodrigues)

Estou, agora mesmo, assistindo aos canais ao vivo do novo serviço do Globoplay e, sinceramente, não vale a pena!
Só passa merda! Peguei 30 dias grátis! Nem grátis vale a pena. Kkkkk

Exibir mais comentários