O Google renovou toda a linha de eletrônicos em um dos eventos mais rápidos que já assistimos. Em meia hora, a empresa confirmou os detalhes do novo smartphone Pixel 5 e mais: também fomos apresentados ao novo Chromecast, que ganhou um controle remoto e um sistema operacional mais completo, e conhecemos o Nest Audio, smart speaker que já está homologado para venda no Brasil.

Tecnocast 164 - O Google Pixel ainda faz sentido? (Imagem: Leandro Massai)

Tecnocast 164 – O Google Pixel ainda faz sentido? (Imagem: Leandro Massai)

No segundo bloco, continuamos o papo do Tecnocast 160: como foi o primeiro dia de cadastro do Pix? Como esperado, os bancos estão brigando para conquistar as chaves dos usuários. Só que muito bancão por aí não aguentou a demanda e ficou fora do ar em um dia decisivo.

Oferecimento: Prêmio Alexa de Acessibilidade

Este Tecnocast é um oferecimento do Prêmio Alexa de Acessibilidade. A Alexa já ajuda todo mundo nas tarefas diárias, mas ela pode simplificar ainda mais a vida de pessoas com deficiência física, visual ou mental. Por isso, a Amazon criou um prêmio para incentivar o desenvolvimento de skills de Alexa acessíveis, oferecendo até 10 mil reais em dinheiro e dispositivos Echo para a melhor ideia.

Além da premiação em dinheiro, os três primeiros colocados poderão escolher ONGs participantes para que a Amazon faça doações que totalizam R$ 100 mil. Lembrando que a Alexa está em todo lugar, não só no Amazon Echo: você pode usar a assistente virtual no seu Android, no iPhone, na TV ou até em alguns fones de ouvido.

Então dá para fazer muita coisa: imagina uma skill que mostra locais acessíveis para pessoas com deficiência física? Ou então uma skill que ajude uma pessoa com deficiência visual a escolher uma roupa na cor certa?

São inúmeras ideias e a Amazon realmente quer fomentar essas criações, por isso, os 300 primeiros que tiverem uma skill acessível aprovada pela Amazon recebem logo de cara um Echo Dot. Não tem sorteio: só de estar entre os 300 primeiros, você já ajuda a melhorar a vida de milhares de pessoas e ainda ganha um mimo.

Confira todos os detalhes em premioalexa.com.br. Lá tem o regulamento e até algumas ideias enviadas por pessoas com deficiência que estão só esperando para se tornarem realidade.

Participantes

Assine o Tecnocast

Créditos

Comentários da Comunidade

Participe da discussão
9 usuários participando

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Leandro Hartmann (@leandrohartmann)

Eu queria entender do fundo do meu coração, o que o grupo de design da Google tem na cabeça a respeito da identidade do google, a cada geração de pixel você vê um smartphone mais infantil visualmente que o outro, sem contar aos ícones e identidade que o google trabalha, que era bem prazerosa e está ficando mais colorida. Como profissional de design, só me vem a ideia de que a google nunca almejou crescer, mas ser sempre a “outra opção”.

Douglas Knevitz (@Douglas_Knevitz)

O Google não tem uma identidade visual definida, que se estenda por toda sua operação. Parece que as coisas são soltas.

O que falar dos novos ícones dos principais serviços. São simplesmente incompreensíveis.

Bruno Rodrigues (@Bruno_Rodrigues)

Para mim a tv box supriria uma necessidade que eu tenho que é a de espelhamento, pois pelo menos na minha televisão da LG que tem WebOs 4.0 essa função existe, mas não funciona. A única coisa que é fornecida é o compartilhamento de fotos e vídeos com a televisão, mas a tela mesmo não é espelhada.

Compartilho com a dor do Mobilon de não achar boas ofertas de calçado para o tamanho que eu uso.

@Banana_Phone

Na época que o Android Lollipop foi lançado, o Google lançou uma “apostila” de como adotar o Material Design nos aplicativos. O problema é que nem os aplicativos do Google seguiam as regras da apostila.
Alguns apps como o Keep atualizavam o design o tempo todo, mudando de lugar o botão de criar uma nova nota.
O menu hamburguer (que eu gostava muito) foi descontinuado na maioria dos apps, mas as soluções adotadas para substituir foram péssimas. Até hoje ainda tenho dificuldades para encontrar certas funções no Google Maps.
Apps como o Inbox que tinham um visual bacana e com vários recursos, também foram descontinuados.
O Google perdeu completamente o respeito. Quando o Stadia foi anunciado, o povo só falava de quanto tempo iria demorar para o Google desistir do serviço e que não iria dar certo.
Nem serviços populares como o YouTube conseguem gerar um retorno financeiro esperado ao Google.

 • 令和 • Ward'z de Souza 🇯🇵🎌🦊🔥 - Risonho e Límpido (@Wardz_de_souzA)

Bem, o único momento que paro de ver a apresentação do Google pra ir tomar um chá, café ou ir ao toilet, é na apresentação do Pixel.

Então: não, não faz sentido.

Douglas Knevitz (@Douglas_Knevitz)

Mas no site oficial do Google para o Android, tem todas as guias de design e implementação.

Bruno Rodrigues (@Bruno_Rodrigues)

Isso não deveria ser possível.

Rafael Moreira (@Rafael_Moreira)

Faz sentido sim, roda o Android sem modificações, e acaba sendo uma ótima opção para quem gosta de usar esse tipo de S.O

Outro ponto que vale apena destacar é a câmera, o time do projeto Gcam investe muito no software, o sensor da câmera principal é igual do Pixel 3 ao 5, não houve mudanças de versão do sensor principal Sony IMX, quantidade de sensores não é qualidade.

Achei bacana a proposta da empresa de reduzir as especificações de hardware focando em preço. Não precisa de um Snapdragon de última geração para rodar esse sistema, e já tem um processador dedicado para as tarefas de pós processamento HDR+, efeito Boken, AR. No meu ponto de vista ainda faz sentido sim o Pixel.

Sou usuário de um Pixel 2 XL, já usei Nexus 5 e 6P, não tenho o menor interesse em voltar usar Samsung ou optar por um iPhone.

Bruno Aveiro (@Bruno_Aveiro)

Olá. Sobre o momento que o Higa comentou que as TVs estão vindo com menos entradas HDMIs me bateu uma revolta. Minha TV de 2013 tinha 4 HDMIs. Hoje tenho uma NU7100 da Samsung com 3 e se ela pudesse ter 5 ainda acharia pouco.
Explico… tenho conectado nesta minha atual um PS4, um Nintendo Switch, um PC Tiny que uso como um centro de mídia, um Home Theater, eu tinha o receptor de TV a cabo que cancelei e gostaria de deixar um AppleTV que fica na minha “BurraTV” do quarto.
Acabei comprando um extensor para mais 3 entradas HDMIs mas não é a mesma coisa. O PS4 não funciona nesse extensor por motivos de “não aguenta”.
Quando disseram que o motivo era que as TVs já vem com os apps tenho um problema com meu iPhone e espelhamento de alguns apps pra esta TV Samsung(GlobosatPlay e ESPN). Ao tentar reproduzir esses apps na TV Samsung diretamente ele não espelha. A tela fica toda preta ou no máximo somente o áudio é reproduzido. Este problema eu não enfrento quando conecto o iPhone (ou iPad) na AppleTV diretamente.
Sei que aqui não é o lugar, mas por acaso alguém já teve este problema? Já vi em fóruns várias pessoas com este mesmo problema mas sem nenhuma solução.
Enfim… faço um apelo. Fabricantes, por favor, não diminuam a quantidade de entradas HDMIs em suas TVs.

@Banana_Phone

Quem mandar primeiro para o Banco Central é que vai ganhar sua chave