Início » Brasil » Claro e IBM querem ajudar TSE com votação pelo celular

Claro e IBM querem ajudar TSE com votação pelo celular

Projeto do TSE (Tribunal Superior Eleitoral), "Eleições do Futuro" vai testar votação online; empresas de blockchain têm interesse

Felipe Ventura Por

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) realizou um chamamento público em setembro para recrutar empresas que queiram participar do projeto Eleições do Futuro: há 31 interessadas, incluindo a IBM, a operadora Claro e diversas startups focadas na tecnologia de blockchain. A ideia é que as próximas votações para políticos sejam online, inclusive através do celular.

Tribunal Superior Eleitoral (Imagem: Marcus Amorim/Flickr)

Tribunal Superior Eleitoral (Imagem: Marcus Amorim/Flickr)

Desde o dia 5 de outubro, a equipe do TSE vem fazendo reuniões por chamada de vídeo com as empresas interessadas. Elas poderão demonstrar suas propostas ao público em 15 de novembro, dia do 1º turno das eleições municipais.

Por enquanto, não se trata de uma votação real: os eleitores poderão escolher apenas entre candidatos fictícios. As demonstrações devem ocorrer nas cidades de Curitiba (PR), Valparaíso de Goiás (GO) e São Paulo (SP), sendo monitoradas pela Justiça Eleitoral.

Depois de conhecer as possibilidades, o TSE vai estudar a melhor estratégia para que o próximo pleito seja mais moderno e mais barato de implementar. As conclusões serão repassadas aos ministros Edson Fachin e Alexandre de Moraes, que conduzirão as próximas eleições presidenciais. Vale lembrar que a Positivo fornecerá 180 mil urnas eletrônicas para a votação de 2022.

Claro e IBM querem demonstrar votação via internet

Das empresas interessadas, as mais conhecidas são a Claro, a IBM e a Smartmatic; esta última ofereceu suporte técnico-operacional para as urnas eletrônicas do TSE nas eleições de 2012, 2014 e 2016.

Temos também companhias especializadas em certificação digital (Certisign, DigiSign), cibersegurança (Gold Lock), soluções de biometria (Vsoft) e TI em geral.

Chama atenção a quantidade de startups voltadas para blockchain, como GoLedger, OriginalMy, Sonda IT e Waves Enterprise. Isso faz sentido: a tecnologia, que surgiu no contexto do bitcoin, garante transações que não podem ser fraudadas por serem verificadas pelos participantes da rede.

Uma reportagem do UOL alega que a Amazon também demonstrou interesse, mas a empresa não é mencionada nos documentos públicos do TSE.

Esta é a lista das 31 interessadas, de acordo com o TSE:

  • Bluetrix Tecnologia Ltda
  • Certsign
  • Claro S.A.
  • Criptonomia
  • DigiSign Ltda
  • Exsis
  • Fidelity Mobile
  • Gold Lock
  • GoLedger
  • Griaule Ltda
  • Grupo ICTS
  • IBM
  • IDWall Tecnologia
  • Indra Company
  • Infolog Tecnologia
  • Instituto Nacional de Excelência em Políticas Públicas – INEPP
  • Lever Tech – Tecnologia Sustentável – Ltda
  • Neuvote
  • Nova Opção Representação Comercial
  • OriginalMy
  • Perseu Software
  • PROCERTI Certificadora Digital
  • RelataSoft
  • Servix Informática
  • Smartmatic
  • Sonda
  • Thomas Greg & Sons do Brasil
  • Ultra Tecnologias
  • Visual Sistemas Eletrônicos
  • Vsoft
  • Waves Enterprise

Comentários da Comunidade

Participe da discussão
8 usuários participando

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

@ksio89

Enquanto eu não puder votar pela internet, ou melhor ainda, enquanto for obrigatório, sair de casa para votar virou coisa do passado. Torço para que voto pela internet seja realidade o mais breve possível, até lá não votarei mais e só pagarei a multa.

@RODRIGO

Já que não vota, como fica a sua situação em geral??

@ksio89

Só pagar a multa que regulariza a situação do eleitor, você emite a GRU no site do TSE e paga online pelo Banco do Brasil. E agora não precisa mais apresentar o comprovante em um cartório eleitoral, em abril anunciaram a mudança.

@RODRIGO

Sabe dizer-me quanto custa a multa eleitoral?? Ela é por turno ausente??

Douglas Knevitz (@Douglas_Knevitz)

Menos de 4 reais.

@ksio89

R$ 3,51 por turno. Por isso quero que o candidato a prefeito da minha cidade seja eleito em 1º turno hehe

Caleb Enyawbruce (@Enyawbruce)

Agora imagine um sistema criado pela Claro, que porcaria… Não sei o que essa empresa está fazendo aí, se não dá conta dos seus serviços básicos…

Felipe Silva (@Felipe_Silva)

Se fosse pra podermos decidir coisas do dia a dia, ou seja termos mais plebiscitos e o povo realmente ter poder de decisão, de resto, deixa a merda presencial como tá e só tira a obrigatoriedade de ir votar.

@ksio89

Se não me engano são 60 dias após cada turno para justificar ou pagar a multa. E como para justificar online é exigido algum documento comprovante como atestado médico ou bilhete de viagem, é mais simples pagar a multa logo.

Excelente comentário, eu concordo plenamente. Políticos só lembram da população durante as eleições, e não é Democracia se o cidadão é obrigado a votar.

² (@centauro)

Tem que ver se esse ano eles não vão afrouxar isso por causa da pandemia.
Se não me engano, eu tinha lido em algum lugar que o recomendado era para pessoas que apresentassem sintomas de Covid no dia da votação (tosse, febre, etc) não fossem votar e depois justificassem.

@ksio89

Acho difícil hein, se não todo mundo ia dizer que estava com sintomas de COVID pra não votar, incluindo eu rsrs. No meu caso eu resido com uma pessoa idosa que tem asma e outras doenças crônicas, seria muita irresponsabilidade minha ir votar esse ano.

Felipe Silva (@Felipe_Silva)

Pelo que eu entendi o processo de acertos de contas com a justiça eleitoral vai ser o mesmo de sempre mas sem a multa.

@ksio89

Não entendi, como assim “o mesmo de sempre mas sem a multa”?

Felipe Silva (@Felipe_Silva)

vai ter de ir no site/aplicativo/sei lá o que onde tu registra que não foi votar e quer regularizar a tua situação, mas isso não vai gerar uma multa.

@ksio89

Na verdade gera sim, nessa página no site do TSE você consulta os débitos eleitorais e gera a GRU. Quem faz o registro da ausência é o mesário da seção eleitoral, do mesmo jeito que ele registra no sistema que o eleitor compareceu à votação.

Exibir mais comentários