Tecnoblog
Início » Celular » iPhone 12, MagSafe, HomePod Mini e mais: tudo o que a Apple anunciou em outubro de 2020

iPhone 12, MagSafe, HomePod Mini e mais: tudo o que a Apple anunciou em outubro de 2020

Apple lançou quatro novos iPhones com 5G, HomePod Mini e carregador MagSafe no evento de outubro

Em um dos eventos de tecnologia mais aguardados do ano, a Apple anunciou novos produtos: além do HomePod Mini, versão mais barata do alto-falante inteligente, a empresa lançou quatro novos smartphones. A nova linha iPhone 12 tem novas cores, suporte ao carregador magnético MagSafe, conectividade 5G e telas de OLED com revestimento reforçado.

O novo HomePod Mini

A primeira novidade do evento foi o HomePod Mini. Com design menor que o HomePod lançado em 2017, a caixa de som inteligente promete som de alta qualidade com distorção mínima. O produto carrega chip Apple S5, o mesmo presente no Apple Watch Series 5 e SE.

HomePod Mini (Imagem: Apple)

Um dos recursos é a integração da caixa de som com o iPhone: é possível aproximar o smartphone tocando uma música que o HomePod Mini passa a reproduzi-la automaticamente. É possível usar o mesmo recurso para descobrir o que está tocando na caixinha.

HomePod Mini e iPhone (Imagem: Apple)

Pelo valor de US$ 99, a Apple informou ao Tecnoblog que não existe previsão de lançamento do HomePod Mini no Brasil. O modelo lançado em 2017 nunca desembarcou no país e não trouxe suporte à Siri na língua portuguesa.

Os novos iPhone 12 e iPhone 12 mini

Se você gosta do design do iPhone 4, essa é uma boa notícia: a Apple retomou as bordas achatadas na nova linha de smartphones de 2020. Com bordas de alumínio e traseira de vidro, o iPhone 12 e iPhone 12 mini serão vendidos em cinco cores: azul, verde, branco, preto e vermelho.

iPhone 12 azul. Foto: Divulgação/Apple

A Apple diz que o iPhone 12 é 11% mais fino, 15% menor e 16% mais leve que o antecessor. Falando especificamente da tela, o iPhone 12 convencional tem as mesmas 6,1 polegadas do iPhone 11 e iPhone XR. Já o o iPhone 12 Mini chega com display de 5,4 polegadas, num corpo menor que o iPhone 8 e iPhone SE, que possuem tela de 4,7 polegadas.

iPhone 12 Mini e iPhone 12. Foto: Divulgação/Apple

Fora a diferença do tamanho, as especificações técnicas do iPhone 12 e iPhone 12 Mini são idênticas. Os aparelhos contam com tela de OLED, câmera traseira dupla com lentes wide e ultra-wide, sensor de 12 megapixels e capacidade de gravação de vídeos em 4K em até 60 quadros por segundo ou em HDR com Dolby Vision, algo inédito em smartphones.

Falando do chip, a nova linha conta com o processador A14 Bionic de 5 nanômetros, com promessa de eficiência extra de 50% em relação aos gráficos de “qualquer outro smartphone”. Com versões de 64 GB, 128 GB e 256 GB, os smartphones começam a ser vendidos em 35 países a partir de sexta-feira. Ainda não há previsão de chegada ao Brasil.

iPhone 12 Pro e 12 Pro Max são realmente ‘pro’

A linha Pro não mudou em relação ao tamanho, mas ainda assim a Apple fez um trabalho de otimização de espaço: as telas saltaram de 5,8 polegadas para 6,1 polegadas no iPhone 12 Pro e de 6,5 polegadas para 6,7 polegadas no iPhone 12 Pro Max.

iPhone 12 Pro Max e iPhone 12 Pro. Foto: Divulgação/Apple

Com traseira de vidro e acabamento lateral em aço, o iPhone 12 Pro chega em quatro cores: prata, preto, dourado e azul. Além da lente wide e ultra-wide, quem comprar o topo de linha da Apple também terá a zoom óptico de 4x no iPhone 12 Pro e 5x no iPhone 12 Pro Max.

iPhone 12 Pro. Foto: Divulgação/Apple

O sensor principal é capaz de receber 87% mais luz, o que pode produzir boas fotos em ambientes com baixa luminosidade. A Apple destacou o modo noturno para as fotos com efeito de fundo desfocado (função Retrato), graças ao scanner LiDAR que mede a profundidade de campo.

Câmeras e sensor LiDAR do iPhone 12. Foto: Divulgação/Apple

A atualização será muito bem-vinda para quem produz conteúdo audiovisual com o iPhone: o smartphone é capaz de gravar em HDR com Dolby Vision em até 60 quatros por segundo. A empresa também anunciou o Apple ProRAW, que chegará até o final de 2020. A formato preserva o pós-processamento de CPU, GPU, ISP e Neural Engine nas fotos, que podem ser editadas sem perda de qualidade.

Edição de fotos no iPhone 12 Pro. Foto: Divulgação/Apple

Uma boa novidade é que a Apple elevou o armazenamento mínimo na linha Pro, que passa a ter 128 GB no modelo de entrada e 512 GB na versão mais cara. Assim como o iPhone 12 e iPhone 12 Mini, ainda não há data para chegar ao Brasil.

Diga adeus ao carregador e fone de ouvido

Com promessas de redução nas emissões de carbono, a Apple removeu os fones de ouvido e adaptador de tomada nas caixas de todos os iPhones. A mudança atinge até mesmo modelos anteriores que continuam sendo vendidos, como iPhone 11 e iPhone XR.

Sem fone de ouvido e carregador, caixa do iPhone 12 ficou menor (Imagem: Reprodução/Apple)

A caixa acompanha apenas um cabo USB-C para Lightning, e aqui é um bom ponto para reflexão: apenas a linha iPhone 11 Pro incluiu o adaptador de tomada USB-C para Lightning – todos os outros modelos eram vendidos com o adaptador USB-A para Lightning. Serão muitos novos usuários do iPhone 12 que não terão onde plugar o novo smartphone.

iPhone 12 tem suporte ao carregador MagSafe

Além de ter removido o carregador da caixa, a Apple anunciou uma nova forma de carregar o smartphone e adaptou o padrão MagSafe para os smartphones.

Recarga sem fio via MagSafe (animação: Apple)

O novo padrão promete aprimorar a recarga sem fio no iPhone 12, principalmente por permitir alinhamento fácil e rápido das bobinas de indução. Aproveitando o conjunto de ímãs disponível no smartphone, a Apple anunciou capas protetoras e até mesmo carteira para deixar grudada no smartphone.

MagSafe Duo Charger. Foto: Divulgação/Apple

O carregador magnético é vendido separadamente e custa US$ 39, enquanto as capas compatíveis custam a partir de US$ 49. A empresa também demonstrou um carregador duplo para iPhone e Apple Watch, mas o preço não foi revelado.

O 5G chega ao iPhone

Todos os novos modelos de iPhone incluem suporte a 5G, e essa é a primeira vez que um smartphone da Apple suporta a tecnologia. 

5G no iPhone 12 Pro. Imagem: Reprodução/Site Apple

Com promessa de baixa latência, a Apple revela que o iPhone 12 atinge picos de velocidades de até 3,5 Gb/s de download em redes Sub6 e 4 Gb/s nos melhores cenários com frequências milimétricas (mmWave). A fabricante espera média de 1 Gb/s em condições típicas.

Os novos iPhones já chegam com suporte às frequências de 5G que serão adotadas no Brasil, mas há um detalhe: as ondas milimétricas, que permitem as altíssimas velocidades, estarão restritas aos aparelhos vendidos nos EUA.

Uma boa notícia para os brasileiros é que o iPhone norte-americano funcionará com o 4G de 700 MHz daqui, algo que não acontecia com o iPhone 11, XR e XS.

Comentários da Comunidade

Participe da discussão

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação