Início » Celular » Apple sobe preços para conserto de iPhones no Brasil

Apple sobe preços para conserto de iPhones no Brasil

Troca de tela do iPhone 11 Pro Max custa R$ 2.499; baterias oficiais da Apple têm preços de R$ 429 a R$ 599

Paulo Higa Por

Depois do anúncio do iPhone 12, os celulares antigos da Apple ficaram mais caros no Brasil — e o conserto deles também. Trocar uma tela quebrada de iPhone ou substituir uma bateria desgastada está até 33% mais caro no país, dependendo do modelo. O reparo mais salgado é uma tela nova de iPhone 11 Pro Max: o custo, que era de R$ 1.999, subiu para R$ 2.499 nesta terça-feira (13).

Apple iPhone 11 e 11 Pro Max (Imagem: Paulo Higa/Tecnoblog)

Apple iPhone 11 e 11 Pro Max (Imagem: Paulo Higa/Tecnoblog)

Quem notou os aumentos foi o MacMagazine. A Apple oferece três tipos de conserto: troca de tela, troca de bateria ou troca do aparelho por uma nova unidade, quando não há outra possibilidade de reparo. Esses valores são praticados pelas centrais de reparo da Apple e pelas Apple Stores em São Paulo e no Rio de Janeiro; a empresa explica que as assistências autorizadas (AASP) podem definir seus próprios preços.

Esta é a tabela com os novos preços de troca de tela, bateria e unidade:

Modelo Troca de tela Troca de bateria Troca da unidade (outros danos)
iPhone 11 Pro Max R$ 2.499 R$ 599 R$ 5.199
iPhone 11 Pro R$ 2.199 R$ 599 R$ 4.799
iPhone 11 R$ 1.519 R$ 599 R$ 3.199
iPhone XS Max R$ 2.499 R$ 599 R$ 5.199
iPhone XS R$ 2.119 R$ 599 R$ 4.799
iPhone X R$ 2.119 R$ 599 R$ 4.799
iPhone XR R$ 1.519 R$ 599 R$ 3.199
iPhone 8 Plus R$ 1.289 R$ 429 R$ 3.199
iPhone 8 R$ 1.129 R$ 429 R$ 2.699
iPhone 7 Plus R$ 1.289 R$ 429 R$ 2.699
iPhone 7 R$ 1.129 R$ 429 R$ 2.499
iPhone 6s Plus R$ 1.289 R$ 429 R$ 2.549
iPhone 6s R$ 1.129 R$ 429 R$ 2.299
iPhone 6 Plus R$ 1.129 R$ 429 R$ 2.549
iPhone 6 R$ 979 R$ 429 R$ 2.299
iPhone SE (2ª geração) R$ 979 R$ 429 R$ 1.999*
iPhone SE R$ 979 R$ 429 R$ 2.399*
iPhone 5s R$ 979 R$ 429 R$ 2.399
iPhone 5c R$ 979 R$ 429 R$ 2.399

Sim, o custo de troca de unidade do novo iPhone SE de 2ª geração está mais baixo que o do antigo iPhone SE na tabela da Apple, o que não parece fazer sentido. O Tecnoblog procurou a Apple para confirmar os valores; este texto será atualizado.

Telas OLED dos iPhones estão até 25% mais caras

As telas OLED são as mais caras de serem substituídas. Elas também sofreram o maior aumento nos custos de reparo, com reajustes de 24,7% no iPhone 11 Pro (de R$ 1.699 para R$ 2.119) e 25% no iPhone 11 Pro Max (de R$ 1.999 para R$ 2.499). Mesmo iPhones mais antigos têm preços altos para conserto, caso do iPhone 5c, cuja troca de tela sai por R$ 979 — isso é mais do que o aparelho inteiro vale no mercado de usados.

Nas baterias, os aumentos foram uniformes em toda a linha de iPhones, variando entre 30% e 33%, ficando entre R$ 429 (até o iPhone 8 Plus) e R$ 599 (a partir do iPhone XR). Vale lembrar que o iOS detecta quando a bateria do iPhone for substituída em locais não autorizados, mesmo que o componente seja original. Além disso, o desempenho do celular é limitado automaticamente.

iPhones SE, XR e 11 estão mais caros no Brasil

Quem esperou o iPhone 12 para comprar um modelo antigo não se deu bem, já que os preços oficiais subiram no Brasil. O iPhone 11, que continuará sendo vendido no país, passou de R$ 4.999 para R$ 5.699 em sua versão de 64 GB, sendo que o aparelho com capacidade de 256 GB chegou a R$ 7.199. Até os fones de ouvido foram reajustados: os AirPods Pro, que saíam por R$ 2.249, agora são vendidos por R$ 2.999.

Comentários da Comunidade

Participe da discussão
13 usuários participando

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Diogo Silva (@uzu)

É para diminuir no número de reparos refletindo também na diminuição da emissão de carbono

Vinicius Andrade (@Toloko)

O que a Apple não sobe, não é mesmo?!

(ta, eu sei que tem dólar, situação econômica e bla bla bla… é só zuera, não se irritem)

Leandro (@lth_leandro)

Nesses anos todos (quase 3 décadas ) que acompanho o mercado de tecnologia, os preços da apple sempre foram assustadores - fora uma que outra época de dólar barato.
Mas esse fone bluetooth de 3 mil reais é algo totalmente fora da minha compreensão de preço/valor, etc.
Claro, exceção ao mercado dos ultra-ricos em que custar 100 ou 10.000 não faz diferença alguma.

@ksio89

Devia era ter aumentado era mais. A Apple essa semana está pintando e bordando com os seus clientes brasileiros, e mesmo assim não falta fanboy pra defender as atitudes da empresa e continuar comprando seus produtos.

Rodrigo (@rodrigo1)

E o povo em 2016 reclamando do dólar da Dilma, cotado a absurdos 4,00, votando em peso no bozo pra voltar pra Disney… vai dar certo sim amiguinho kkkkkkkk

E nem venham culpar a pandemia pois o bozo pegou o dólar a ± 3,70 em 2019 e em janeiro de 2020 já tava mais de 4,15.

Geraldo Lopes (@geralldoloppes)

A Apple sabe arrancar dinheiro de seus usuários…photo_2020-10-15_00-25-03608×677 49.8 KB

Igor Lana de Melo (@igor_meloil)

Quem compra carregador genérico tem mais é q se fu*** mesmo pra deixar de fazer economia burra.

Eu (@Keaton)

E olha que nem é o fone mais caro… hahahaha

Marcelo (@Marcelo3M)

Eu já estou lendo com indiferença toda notícia sobre aumento de preços de qualquer coisa, afinal, o que não está aumentando? Mas era só tirar o governo anterior que tudo iria melhorar…

Marcelo (@Marcelo3M)

“O mercado se auto regula”. Adivinha quem mandou essa?

Rodrigo (@rodrigo1)

Não que eu seja comunista, tô longe. Mas tá cheio de gente que chama comunista de utópico mas acredita piamente nessa frase.

Marcelo (@Marcelo3M)

Enquanto as pessoas não defenderem seu ponto de vista com medo de serem chamadas de comunistas, vai ser sempre essa merda.

Eu já parei de me importar de ser chamado de comunista faz tempo.

Eu (@Keaton)

Oh yea, vamos simplesmente ignorar o COVID e a recessão economica mundial… pois isso, claro, convém.
Tem de esperar sair dessa m… de situação mundial para ver o quão ruim essa desgraça de desgoverno realmente foi.

No caso, espero não poder quotar essa exata frase daqui a dois, três anos…

Andre Crespo (@Andre_Crespo)

Gente é fácil. Para de comprar dessa empresa que é totalmente fechada no seu ecossistema e prende vc a usar os acessórios deles. Eu já tive iPhone na época do 5S e mudei para Android (Galaxy S7 e Oneplus 6T) depois disso e não me arrependo. Faço tudo que fazia antes e mais. Ahhhh e esse negócio de ficar preso a loja de apps da Apple eu não tenho problema com isso no Android. Quem sabe se todo mundo mudar pra Android a Apple aprende, ou sai do Brasil de vez porque aqui não é lugar pra eles.

Douglas Knevitz (@Douglas_Knevitz)

A galera de Android ainda não entendeu que quem usa Apple não quer Android, se quer perdem tempo olhando a concorrência. Só o pessoal de tech que é mais aberto a saber o que se passa do outro lado.

Esse mimimi todo por causa de um carregador é desproporcional.

Exibir mais comentários